Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Gilberto Gil

Anda com fé, santista, sem vergonha de ser feliz!

Viver grandes emoções é bem melhor do que ser um mero espectador.
Confiança gera energia. Energia traz a vitória!

http://youtu.be/er2UX0do7Rw

Clique aqui para ler o post deste blog no dia em que o Santos jogou contra o Cerro Porteño, em Assunção, sem Neymar e Elano e não podia nem empatar.

Estamos juntos. Para o que der e vier! Quer mandar uma mensagem para os jogadores do Santos? Fique à vontade!


Feliz Natal! E revogam-se as disposições em contrário!

Na fila do vôo para o Rio, um dia antes do evento no Itanhangá Golf Clube, vi Gilberto Gil sentado. Cabelos brancos, o peso dos anos no rosto magro, um tanto cansado de estar ali, viajando de novo de um lado para o outro para divulgar seu novo disco, ou dvd, como se diz hoje.

Olhei Gil, ali, quietinho, na cadeira, sem ser incomodado (parecia até que não o reconheciam) e bateu uma nostalgia. Liguei sua imagem às dos velhos ídolos do futebol do passado. Como se todos estivessem ali, quietinhos, no canto, sem serem reconhecidos pelas pessoas agitadas pelo atraso do embarque.

Lembrei-me de que um dia entrevistei Gilberto Gil pela Rádio Globo, quando o Santos foi campeão em 1984, e ele disse que em São Paulo era santista, como tantos baianos que vieram para cá nos anos 60.

Como eu produzia a jornada esportiva de domingo e fazia o texto para a entrada triunfal de Osmar Santos, escolhia músicas marcantes, empolgantes, que preparassem o espírito para o grande espetáculo que estava por vir. Em cima dos versos da música incluía frases ligadas ao torcedor, ao futebol.

Lembro-me que um dia escolhi “Andar com fé”, de Gilberto Gil, e poucas vezes a música casou tanto com o espírito que se vê nas arquibancadas. A mensagem não era para os ídolos, os heróis, mas sim para as pessoas comuns, o povo que ia ao futebol movido pela fé e a esperança.

“Andar com fé” simboliza este Natal para mim e é o que desejo aos amigos que me dão a honra e o prazer de entrar neste blog e discutir as coisas do futebol, do esporte e da vida – com paixão, sim, pois sem ela não se faz nada, mas com educação e senso de justiça.

A unificação dos títulos brasileiros, imaginada por José Carlos Peres, que me deu o orgulho de ser seu parceiro, foi, também, um trabalho de muitos de vocês, que primeiro se convenceram da justiça do pleito e depois passaram a defende-lo por aí com uma vibração e um entusiasmo emocionantes.

E agora que a unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959 é fato concreto e irreversível, uso a última frase da “Resolução da Presidência” que reconheceu os títulos para lhes desejar felicidade, saúde, harmonia e equilíbrio – para vocês, amigos e familiares –, pois é isso que traz a verdadeira felicidade.

Feliz Natal a todos! E revogam-se as disposições em contrário! Abraços bem fortes a quem acredita nos sonhos e não permite que eles morram. Aos descrentes, um conselho de amigo: Andem com fé, que a fé não costuma falhar.


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑