Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Glorioso Alvinegro Praiano

Pisa forte Grande Rio!

Clique aqui para acompanhar a apuração do desfile das escolas do Rio: nesta quarta-feira, a partir das 15h45.

Veja o empolgante desfile completo da Grande Rio:

Surge Pelé sobre o mundo-bola, o público explode, como em um gol:

Reação do público no inesperado final do desfile

Esse Émerson Dias canta muito, o samba é empolgante. E nenhuma escola ganha Carnaval sem um samba bom. E se você perguntar o que eu entendo de samba, sou obrigado a responder que fui compositor da escola de samba Camisa Verde e Branco quando ela foi tetracampeã do Carnaval Paulista.

Nesta madrugada, logo depois do desfile da Beija-Flor, o palco iluminado do Sambódromo Carioca receberá a Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio, que cantará a cidade e o time do Santos. Um carro alegórico levará os craques santistas.

Será um momento de rara emoção, em que dois elementos marcantes da cultura popular brasileira – o samba e o futebol – se unirão na avenida mais tradicional e de maior visibilidade do Carnaval da Terra. Um momento, enfim, de orgulho para a cidade de Santos, para o Glorioso Alvinegro Praiano e para nós, santistas na alegria ou na tristeza, até que a morte nos separe.

O enredo Fui no Itororó beber água, não achei. Mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei foi criado pelo carnavalesco Fábio Ricardo, cujo pai trabalhou no Porto de Santos. Se puder, assista. Será uma emoção diferente de um gol, mas tão forte quanto. É o Santos, mais uma vez, fazendo história.

FUI NO ITORORÓ BEBER ÁGUA, NÃO ACHEI. MAS ACHEI A BELA SANTOS E POR ELA ME APAIXONEI.

Compositores: Márcio das Camisas, Mariano Araújo, Competência, Kaká e Dinho.
Participação especial: Flávio Martins

PISA FORTE GRANDE RIO, É PURA EMOÇÃO
SANTOS CONQUISTOU MEU CORAÇÃO
DESEMBARQUEI NO PORTO DA FELICIDADE
QUANTA BELEZA PRA CURTIR NESSA CIDADE

NESSE MAR DE ALEGRIA, QUERO VÊ ME SEGURAR
A GRANDE RIO MANDOU CHAMAR
VEM PRA CIRANDA IOIÔ… NO ITORORÓ VEM IAIÁ
BEBER NA FONTE QUE ME FAZ APAIXONAR

LINDO CENÁRIO DE AMOR… HISTÓRIAS PRA SE CANTAR
SANTOS… MARAVILHA DE LUGAR (VOU CONTAR)

DE ALÉM-MAR CHEGA O COLONIZADOR
O MERCADO PROSPEROU NO VAI E VEM (VAI E VEM)

O CHEIRO DOCE QUE O VENTO TROUXE… ENCANTA A FAMÍLIA REAL
NOSSA SENHORA… MÃE PODEROSA… LIVRAI ESSA TERRA DO MAL

VEIO GENTE DE TODO LUGAR PRA SOMAR
LIBERDADE, UM GRITO ECOOU ÔÔÔ
NESSA LABUTA TEM AROMA DE CAFÉ
É SABOROSO, TODO MUNDO BOTOU FÉ
PODE EMBARCAR QUE O APITO DO BONDE TOCOU
PODE EMBARCAR QUE O PROGRESSO NÃO PODE PARAR

VEM MERGULHAR NESSAS ONDAS, SENTIR O PRAZER
ESPORTE É VIDA, LAZER
TÁ NO GRAMADO A PAIXÃO
PEIXE O ORGULHO DA ‘VILA’
CELEIRO DO ETERNO CAMPEÃO

Ê! MENINO BOM DE BOLA
NO DESTINO DEU OLÉ (OLÉ… OLÉ)
O ATLETA CONSAGRADO… MAJESTADE É NOSSO REI PELÉ
CAVALHEIRO DA PAZ… MAGIA
NA CORTE TEM NEYMAR… OUSADIA E ALEGRIA

PISA FORTE GRANDE RIO, É PURA EMOÇÃO
SANTOS CONQUISTOU MEU CORAÇÃO
DESEMBARQUEI NO PORTO DA FELICIDADE
QUANTA BELEZA PRA CURTIR NESSA CIDADE

E aí, que tal a Grande Rio homenagear Santos?


Santos conseguirá o empate? Ou o destino reserva surpresas?

Sonhei mais uma vez que estava jogando futebol. Como sempre, não era um jogo oficial, com estádio, torcida etc. Era mais importante, pois se tratava de uma pelada solta no tempo e no espaço (na verdade, em determinado momento foi uma partida de futebol de salão, com um goleiro e quatro na linha). Nosso time perdia por 1 a 0 e jogava mal. Tentei algumas jogadas, mas os chutes saiam fracos, sem força e profundidade. Quase tomamos o segundo gol algumas vezes. Só no finalzinho, em uma jogada desesperada, consegui um pênalti, quando pressionei o adversário e ele pegou a bola com a mão dentro da área. Mas, como em toda pelada, estava naquela negócio de bate, não bate, quando despertei. Sabe o que quer dizer este sonho?

Quer dizer que o jogo de amanhã está mais para o adversário, que joga diante de sua torcida e está com o time mais ajustado do que o nosso. Sim, temos Neymar, temos a liderança de Edu Dracena, a experiência de Durval, Léo, Arouca, a vontade de Renê Junior, a elasticidade e o sangue-frio de Rafael e podemos ter o toque mágico de Marcos Assunção. Mas ainda assim, somando-se todos os prós e contras, a vantagem é do outro alvinegro.

Por isso tenho dito, para irritação de alguns santistas, que o o empate seria um ótimo resultado amanhã. E digo isso porque na Vila confio na vitória do Glorioso Alvinegro Praiano. Acho que este é o plano do técnico Muricy Ramalho, que já o praticou com sucesso na decisão de 2011 contra o mesmo rival.

Ao contrário do que disse o técnico Tite, não creio que a decisão do título se dará necessariamente no segundo jogo. Se amanhã o Santos perder por uma diferença de dois gols, dificilmente conseguirá inverter o resultado no Urbano Caldeira. Se perder por um gol, terá, digamos, 45% de chances de vencer e ser campeão em casa; se empatar, passará a ser favorito ao tetra, e se ganhar no Pacaembu, estará a um passo do sonho.

Mesmo técnica e taticamente um pouco abaixo do time da Globo no momento, o Santos é treinado por um técnico que costuma se dar bem em clássicos, principalmente pela capacidade de anular o poder ofensivo do oponente. Temos de admitir que com Muricy o Santos é uma equipe mais equilibrado psicologicamente nos grandes momentos (com a única exceção da decisão do Mundial de Clubes da Fifa, que a gente nem faz questão de lembrar).

Preocupado em não perder nenhum jogador para o jogo decisivo contra o Boca Juniors, no meio da semana, não creio que o Alvinegro de Itaquera apreciará um confronto pegado, com entradas ríspidas, que poderá desfalcar o time para a dramática batalha esperada contra os argentinos.

Por outro lado, o Santos pode arriscar mais nesse primeiro jogo. Uma jogada individual e o rígido sistema de marcação do adversário pode vir por terra. Chutes de longe também podem ser bem-vindos, já que Cássio não tem mostrado a mesma segurança desde que voltou da contusão.

Enfim, mais uma vez “O Grande Jogo” decidirá um Campeonato Paulista. E desta vez será um dos mais importantes, pois pode representar um feito inédito no futebol profissional brasileiro, que ainda não teve nenhum tetracampeão em São Paulo. Independentemente de sonhos e prognósticos, cada jogador do Santos deve ir à luta animado e confiante, pois tem o privilégio de fazer parte de um time predestinado, que se transforma e cresce nas decisões.

Reveja o dia em que um bando de garotos ganhou o título brasileiro derrotando – com talento, vontade e muita raça – o time que vinha sendo o melhor do País:

E você, acha que um empate será um bom resultado para o Santos?


Santos precisa de alguém para o lugar do Ganso (que vai tarde)


Ganso acabou ouvindo os conselhos da Dis

O São Paulo depositará a multa e arrematará o Ganso? Ótimo. Negociar o polêmico meia se tornou a única atitude profissional para a diretoria do Santos. Na verdade, o clube demorou demais para tomar essa decisão. Desde que, às vésperas do jogo contra o Barcelona, o jogador criou um ambiente ruim ao afirmar que o clube não quis comprar uma parte de seu passe, a sua saída já deveria ter sido planejada.

O imbróglio, que se arrastou por meses, só desvalorizou o Ganso e prejudicou o Santos. Sua saída, agora, será um alívio e é a atitude mais profissional. Não adianta ficar nesse jogo amador de vingancinhas. Pagou, embrulha e leva.

A diretoria tem é de se mexer e encontrar um substituto à altura. Riquelme – que já deveria estar no Santos caso o pessoal do futebol agisse mais rápido – seria o cara. Ou um meia que saiba prender e soltar a bola na hora certa. Há poucos no mercado. Mas quem ganha muito bem para pensar nisso o tempo todo tem a obrigação de encontrá-los.

E que o Ganso se recupere e seja feliz no São Paulo, ou pra onde for. Seja tão feliz quanto Rodrigo Souto e outros que trocaram o Glorioso Alvinegro Praiano pelo tricolor da Vila Sônia. Enfim, para jogar no Santos tem de ter amor e garra. Há tempos Ganso não demonstra mais isso.

Sim, foi bom enquanto Neymar e ele formaram uma das últimas grandes duplas do futebol. Poderiam ter permanecido muitos anos juntos, mas o temperamento e o caráter os separaram. Um é alegre, extrovertido, de bem com a vida, amigo dos amigos. O outro tem mania de perseguição, é rancoroso e ingrato. Será também invejoso? Dizem…

O Santos não sai perdendo nada. Para mim, perderia se aceitasse as pressões do Ganso e da Dis para ofecerer um salário astronômico, que há mais de um ano o maestro não faz por merecer.

E em outro clube ele perceberá que a vida de jogador não é essa moleza que parece no Santos. Será preciso ralar, correr, dividir, se expor, evitar bater boca com o presidente, tudo isso para fazer jus ao salário no fim do mês. Não haverá um Neymar para resolver os jogos impossíveis e nem um departamento médico sem pressa, que parece tratar os jogadores com homeopatia.

Luiz Leopoldo no Mundial de Braço de Ferro

Termina amanhã no Centro de Convenções de São Vicente o 34º Campeonato Mundial de Luta de Braço, que nós chamamos de Braço de Ferro. Um dos melhores do Brasil é Luiz Leopoldo Lima Gonzaga, o Luiz Leopoldo, primo da Suzana, várias vezes campeão brasileiro da modalidade 80 quilos.

Irei lá domingo prestigiá-lo. Aos 38 anos, o Luiz é um exemplo de dedicação a um esporte que só agora começa a ser valorizado no Brasil. Vale a pena incentivá-lo e aos demais brasileiros. Tem fera do mundo todo lá em São Vicente.

No tênis, Brasil deve voltar hoje ao Grupo Mundial

Hoje, com uma vitória em duplas, sobre a Rússsia, o Brasil voltará ao Grupo Mundial da Copa Davis. Só quem acompanha o tênis há tantos anos sabe o que isso significa. Entrar para a chave que reúne apenas 16 países do planeta não é fácil. E o emocionante, para mim, é que um dos heróis é Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, filho do grande Eulício Silva, meu amigo lá do Clube de Campo do Castelo. Parabéns! Que isso sirva de ânimo ao tênis brasileiro e que a política nunca mais interfira no esporte.

Quem o Santos deveria contratar para o lugar do Ganso?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑