Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Gols

Grandes artilheiros do Santos – com 5, 6, 7 e 8 gols marcados em uma partida

Pelé marcando o seu milésimo gol em 19/11/1969. O Santos tem mais de 11.500

O Santos é o time dos gols e dos artilheiros, isso todo mundo sabe. Agora, quais são os jogadores do santos que marcaram mais gols em uma única partida? Ah, meu amigo, isso nem eu sei. Quem sabe é o Guilherme Gomes Guarche, responsável pelo Centro de Memória e Estatística do Santos FC. 

E é o Guarche quem nos fornece essas preciosas informações. Leia, guarde com carinho e sempre que reproduzir cite como fonte o Centro de Memória e Estatística do Santos FC do querido Guarche. Bem, vamos aos artilheiros: 

Com 5 gols

Feitiço – em 24/04/1927. Santos FC 5 X Portuguesa Santista 3 – Vila Belmiro

Feitiço – em 09/10/1927. Santos FC 9 X Corinthians de Santo André 0 – Vila Belmiro

Araken – em 13/05/1927. Santos FC 10 X República 2 – Vila Belmiro

Wolf  – em 16/09/1928. Santos FC 10 X Portuguesa de Desportos 0 – Vila Belmiro

Feitiço – em 15/09/1929. Santos FC 7 X Portuguesa de Desportos 2 – Vila Belmiro

Feitiço – em 27/12/1931. Santos FC 8 X América 0 – Vila Belmiro

Echevarrieta – em 13/12/1942. Santos FC 6 X Comercial 0 – Araraquara

Odair  – em 29/08/1948. Santos FC 5 X Comercial 4 – Vila Belmiro

Pelé – em 01/10/1958. Santos FC X Ipiranga 1 – Vila Belmiro

Coutinho – em 19/11/1959. Santos FC 12 X Ponte Preta 1 – Vila Belmiro

Pelé – em 30/08/1961. Santos FC 8 X Olímpico 0 – Blumenau

Coutinho –  em 01/06/1961. Santos FC 8 X Basel 2 – Basiléia.

Pelé –  em 06/09/1961. Santos FC 10 X Juventus 1 – Vila Belmiro

Coutinho – em 25/07/1962. Santos FC 5 X XV de Piracicaba 1 – Vila Belmiro

Pelé –  em 14/07/1965. Santos FC 6 X Noroeste 2 – Vila Belmiro

Pelé –  em 31/10/1965. Santos FC 5 X Prudentina 2 – Presidente Prudente

Pelé –  em 29/04/1965. Santos FC 9 X Clube do Remo 4 – Belém do Pará.

Toninho Guerreiro – em 05/10/1966. Santos FC 6 X Bragantino 2 – Vila Belmiro.

Picolé –  em 12/06/1970. Santos FC 8 X Boston Astros 0 – Boston EUA.

Viola – 10/03/1999. Santos FC 6 X Sinop FC 0 – Vila Belmiro.

Neymar –  em 14/04/2010. Santos FC 8 X Guarani 1 – Vila Belmiro

Com 6 gols

Ary Patusca – em 21/11/1915. Santos FC 8 X SPR 0 – Campo da Conselheiro Nébias.

Ary Patusca –  em 21/04/1917. Santos FC 8 X São Cristóvão 4 – Vila Belmiro.

Araken Patusca –  em 03/07/1927. Santos FC 11 X Auto Audax 3 – Vila Belmiro

Feitiço –  em 05/10/1930. Santos FC 8 X Ipiranga 2 – Vila Belmiro.

Raul Cabral Guedes – em 08/12/1933. Santos FC 9 X Seleção Fluminense 1 – Vila Belmiro

Carabina –  em 20/05/1941. Santos FC 10 X Coritiba 3 – Vila Belmiro

Odair –  em 04/09/1949. Santos FC 8 X Comercial 2 – Vila Belmiro.

Com 07 gols

Araken Patusca –  em 03/05/1927. Santos FC 12 X Ypiranga 1 – Vila Belmiro.

Com 08 gols

Pelé –  em 21/11/1964. Santos 11 X Botafogo 0 – Vila Belmiro

 

 

Guilherme Gomez Guarche – Centro de Memória e Estatística do Santos Futebol Clube


Pelé, o maior artilheiro do planeta (texto inédito de Guilherme Guarche)

O último gol marcado pelo eterno Rei Pelé, no Estádio Urbano Caldeira, com a camisa do clube que ele tanto ama, o Santos FC aconteceu no dia 02/05/1974 em partida valida pelo campeonato nacional contra o Rio Negro FC na vitória santista pelo placar de 3 a 0 com um gol dele e dois de Brecha com o Peixe formado com: Cejas; Hermes, Vicente, Bianque e Zé Carlos; Léo Oliveira e Brecha; Fernandinho, Nenê, Pelé (Adílson) e Mazinho. Técnico Tim.

O último gol marcado pelo eterno Rei Pelé, fora da Vila Belmiro, com a camisa do Peixe, foi no dia 22/09/1974 no paulista na cidade de Campinas no Brinco de Ouro, no empate santista diante do Guarani FC pelo placar de 2 a 2 com o Rei marcando os dois gols do Peixe que formou com: Cejas; Wilson Campos, Marinho Peres, Oberdã e Zé Carlos; Léo Oliveira e Brecha (Vicente); Cláudio Adão, Adílson, Pelé e Edu (Mazinho). Técnico Tim.

Jogando pelo Santos FC em partidas da equipe principal o Rei atuou em 1106 partidas tendo marcado 1098 gols. A primeira partida em que o Rei atuou foi um amistoso no estádio Américo Guazzelli na cidade de Santo André no dia 07/09/1956 na vitória esmagadora sobre uma equipe de mesmo nome do nosso arquirrival da capital paulista pelo placar de 7 a 1 com ele marcando um dos gols da histórica jornada.

A última vez em que vestiu a camisa que ele tanto ama foi no dia 01/10/1977 na cidade de Nova York nos EUA na derrota diante do New York Cosmos pelo placar de 2 a 1 com Reinaldo marcando para o Peixe e ironicamente Pelé e Mifflin marcando para o adversário, nesta partida festiva em que o Rei disse adeus definitivo ao futebol o Atleta do Século jogou meio tempo para o Santos e meio tempo para o time americano e o gol por ele marcado para os “gringos” foi de falta, o time santista que nesse dia era dirigido por Oto Glória formou com: Ernani; Fernando, Joãozinho, Alfredo e Neto; Zé Mário, Aílton Lira (Pelé) e Carlos Roberto; Nilton Batata, Reinaldo (Juary) e Rubens Feijão (Bianque).

Resumo dos gols marcados e das partidas disputadas pelo Rei Pelé no Santos FC:

ANO     GOLS          PARTIDAS

1956     02                 02

1957     67                 57

1958     80                 60

1959     100                82

1960      61                 66

1961     110                74

1962      63                50

1963      67                52

1964      58                47

1965      96                66

1966      30                38

1967      55                65

1968      54                73

1969      57                61

1970      47                54

1971      29                72

1972      50                74

1973      52                66

1974      20                45

1975       –                  1

1977       –                  1

Durante a chamada Era de Ouro do Santos FC que teve início a partir da primeira partida em que o Rei Pelé passou a atuar no time principal em 07/09/1956 até a despedida dele no dia 02/10/19974 o time santista jogou um total de 1.452 partidas tendo marcado 3.864 gols.

Guilherme Gomez Guache


Ah, doces dois dígitos!

Ganhar de dez é algo que transcende. Não vale título, mas é como se valesse. Se um time soubesse quantos torcedores mirins ele conquista com uma goleada dessas, estaria lutando sempre para consegui-la. Imagino crianças do Brasil inteiro seduzidas neste momento – e talvez para todo o sempre – pelas jogadas de ontem, quando o Santos transformou o valente jacaré do Naviraiense em dez belas e lustrosas bolsas de viagem. Voltaram com a sacola cheia, os orgulhosos representantes do Mato Grosso do Sul, Estado que já teve time (Operário) na semifinal do Campeonato Brasileiro.

Não, não é o caso de se achar só as fragilidades do adversário. O caso é enxergar as muitas virtudes ofensivas deste Santos. No ano passado, contra o CSA, que estava em último lugar no Campeonato Alagoano, portanto um time tão ou mais fraco do que o campeão sul-mato-grossense, o Santos só empatou e foi eliminado da Copa do Brasil em plena Vila Belmiro.

Mas foi bem diferente. Os jogadores que vestiam a sagrada camisa alvinegra há um ano não tinham alegria de jogar futebol, nem o talento, nem a vontade e nem a hombridade desses meninos. Formavam um bando de acomodados, de enganadores. Agora a situação é outra.

Este Santos justifica a sua história, o seu DNA. Não é à toa que o time é o que mais gols fez na história do futebol. O historiador santista Guilherme Guarche, respon´svael pelo centro de memória do clube, me informa agora que com os gols de ontem o Santos tem 11.493 gols. Portanto, só faltam sete para atingir a marca dos 11.500 (quantos jogos serão precisos para isso? Um, dois, três?) .

A última grande goleada no Paulista, sem Pelé

Clique na imagem para ampliar

Todo mundo se recorda dos 11 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, em um sábado à tarde, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista de 1964 (21/11/1964), quando Pelé marcou oito gols e o time já virou o primeiro tempo ganhando por 7 a 0. Mas esta não foi a maior goleada do Paulistão.

A maior é o resultado de 12 a 1, que já aconteceu três vezes: em 1927, quando o Santos bateu o Ypiranga, da Capital; em 1945, quando o São Paulo massacrou o Jabaquara, e em 1959, quando o Santos humilhou a Ponte Preta, na Vila Belmiro.

Naquela noite de 19 de novembro aconteceram coisas incríveis. Pelé não jogou e o comandante do ataque do Santos foi um garoto de 16 anos: Coutinho, vindo de Piracicaba.

Pois Coutinho marcou cinco gols; Pepe, quatro, Agnaldo, que substituiu Pelé, dois, e Mingão (contra), mais um. O único da Ponte foi de Célio, quando seu time já perdia por 6 a 0.

O Santos, treinado Poe Lula, jogou com Manga, Dalmo, Pavão e Mourão; Formiga e Zito; Dorval, Jair, Coutinho, Agnaldo e Pepe. A Ponte, com Valter, Mingão, Derem e Brade; Wilse e Pitico; Nivaldfo, Paulinho, Cello, Jansen e Dinho.

O primeiro tempo terminou 4 a 0. A bem da verdade diga-se que a Ponte jogou o segundo tempo com, praticamente, um jogador a menos, pois o zagueiro Derém, machucado, foi fazer número na ponta-esquerda.

Maiores goleadas do Santos no Brasil

12 a 1 no Ypiranga em 03/05/1927

12 a 1 na Ponte Preta, em 19/11/1959

11 a 0 no Botafogo/SP, em 21/11/1964

11 a 2 no Barra Funda, em 05/06/1927

11 a 3 no Audax, em 03/07/1927

10 a 0 na Portuguesa de Desportos, em 10/09/1928

10 a 0 no Nacional/SP, em 11/09/1958

10 a 1 no Guarani, em 21/08/1927

10 a 1 no Juventus/SP, em 06/09/1961

10 a 2 no República/SP, em 13/05/1927

10 a 2 no Comercial, em 14/07/1942

(todos os jogos foram realizados na Vila Belmiro)

Todas as goleadas do Santos por 10 gols – informação oficial do Depto de Memória e Estatística do Santos, coordenado pelo pesquisador Guilherme Guarche.

23/12/1917 SANTOS 10 X 3 S C Internacional de São Paulo Brasil Vila Belmiro
28/07/1918 SANTOS 10 X 0 Americana de Santos Brasil Vila Belmiro
09/03/1919 SANTOS 10 X 0 S. P. R. Santos Brasil Vila Belmiro
09/04/1919 SANTOS 10 X 0 SPR de Santos Brasil Vila Belmiro
13/05/1927 SANTOS 10 X 2 República F.C. Brasil Vila Belmiro
21/08/1927 SANTOS 10 X 1 Guarani de Campinas Brasil Vila Belmiro
16/09/1928 SANTOS 10 X 0 Portuguesa de Desportos Brasil Vila Belmiro
14/04/1935 SANTOS 10 X 1 Hespanha F.C. Brasil Vila Belmiro
20/05/1941 SANTOS 10 X 3 Coritiba Brasil Vila Belmiro
07/06/1942 SANTOS 10 X 2 Comercial da Capital Brasil Vila Belmiro
29/12/1957 SANTOS 10 X 3 Nitro-Química Brasil São Miguel Paulista
11/09/1958 SANTOS 10 X 0 Nacional da Capital Brasil Vila Belmiro
31/05/1960 SANTOS 10 X 1 Royal Beerscchot Bélgica Bélgica
10/01/1961 SANTOS 10 X 2 Guarani de Campinas Brasil Vila Belmiro
06/09/1961 SANTOS 10 X 1 Juventus Brasil Vila Belmiro
14/06/1970 SANTOS 10 X 0 Benfica de Hudson EUA Hudson
10/03/2010 SANTOS 10 X 0 Naviraiense Brasil Vila Belmiro
Maiores goleadas contra times estrangeiros
Santos 10 x 1 Royal Beercchot (Bélgica)

Data: 31/051960

Local: Antuérpia

Santos 9 x 0 Cienciano (Peru)

Data: 29/06/1955

Local: Cuzco

Santos 9 x 1 München (Alemanha)

Data: 25/05/1960

Local: Munique

Santos 9 x 1 Cerro Porteño (Paraguai)

Data: 28/02/1962

Local: Vila Belmiro

Santos 8 x 2 Basel (Suíça)

Data: 01/06/1961

Local: Basiléia

Santos 8 x 3 Racing (Argentina)

Data: 03/02/1962

Local: Buenos Aires

Santos 8 x 3 Deportivo (Peru)

Data: 30/01/1963

Local: Lima


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑