Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Grafite

Santos deve contratar um fazedor de gols para a fase final da Libertadores

O Santos pode inscrever mais um jogador para a fase semifinal da Copa Libertadores e espero que seja um fazedor de gols. Como disse um leitor desse blog, seria uma pena perder um título da Libertadores por falta de um bom centroavante. E Zé Eduardo e Keirrison estão longe de ser um.

Zé Eduardo jogava como titular quando era reserva, e hoje, que é titular, se preocupa tanto em ajudar na marcação, que perdeu o dom para marcar gols, a qualidade primordial de um centroavante que se preze.

Keirrison é um caso clínico de jogador que desaprendeu a jogar. Outro leitor também deste blog afirmou que Zé Eduardo é um morto-vivo e Keirrison é um morto-morto. O certo é que justamente na posição que exige atenção total e gana absoluta em busca do gol, o Santos conta com um jogador que não marca há 14 jogos (desde 23 de março, contra o Mogi-Mirim) e um que entra em campo para um jogo feroz como se estivesse indo para um piquenique.

Notícias dão conta de que o técnico Muricy Ramalho sugeriu á diretoria os nomes de Grafite e Rafael Moura. Grafite está no Wolfsburg, da Alemanha. Não é mais nenhum moleque – já tem 32 anos –, mas para atuar em quatro partidas decisivas, pode ser importante. Rafael Moura, o He-Man, está no Fluminense.

Outros leitores deste blog ficaram impressionados com Rentería, do Once Caldas. Porém, como já jogou pelo time colombiano nesta Libertadores, creio que não poderia atuar pelo Santos.

De qualquer forma, é evidente que o Alvinegro Praiano está carente nesta posição essencial. Um fazedor de gols é aquele que salva uma partida perdida, que transforma em goleada uma vitória difícil e que está sempre rondando a área, esperto para as oportunidades que surgem.

Se tivesse um jogador assim, ontem o Santos teria se classificado para as semifinais em grande estilo, com um banquete seguido por sorvete com calda de chocolate. Não precisaria ter sofrido tanto.

Contratações e interesses

O meia Zé Roberto, de saída do Hamburgo, espera uma proposta concreta do Santos para responder se volta ou não para a Vila Belmiro. O problema é que ele ganha um salário muito alto para os padrões brasileiros e ainda tem mercado no futebol alemão. Como a família está muito bem adaptada no país, acho que o Zé só voltará se não o quiserem mais na Alemanha.

Segundo o jornal italiano Corriere dello Sport, o volante Arouca está sendo pretendido por três clubes italianos: Palermo, Fiorentina e Roma. Destes, só a Roma tem maior expressão. Seria uma pena se ele fosse para a Europa justo agora que se firma como um dos melhores do país e tem grandes possibilidades de ser convocado para a Seleção Brasileira. Se ainda fosse um grande da Itália, como Juventus, Internazionale e Milan, tudo bem, mas em Palermo e Fiorentina ele ficará escondido.

O técnico Muricy Ramalho quer que o clube contrate mais um zagueiro experiente. Muricy quer ter mais opções caso não possa contar com os titulares Edu Dracena e Durval.

E para você, que fazedor de gols o Santos deve contratar?


Quem gosta de futebol bonito tem de ler a FourFourTwo de abril, segunda-feira nas bancas

Se fosse um jogador, a FourFourTwo, grife mais conhecida de revistas de futebol no mundo, teria um estilo clássico, envolvente, como esses jogadores de futebol bonito mas também prático.

Saberia cadenciar o jogo no meio-campo, com categoria, mas estaria sempre à espreita para uma arrancada irresistível em busca do gol contrário.

E se, na final, valendo o título, tivesse de mergulhar de peixinho em uma bola centrada à meia altura, próxima da chuteira do becão, nem pensaria duas vezes.

Sim, porque a FourFourTwo pode não ser perfeita, coisa que nem Pelé foi, mas é heróica, como esses jogadores que dão a vida em um campo de futebol. Por tudo isso ela merece que você a leia.

Na edição de abril a FourFourTwo traz:


Linda matéria de capa com Cristiano Ronaldo, o patrício que pode fazer os brasileiros chorarem.


Um especial completíssimo que fala tudo sobre a espetacular Copa de 1982 e mostra por que o Brasil não foi campeão mesmo tendo um meio-campo com Falcão, Zico e Sócrates.


Matéria de capa sobre as chances reais que o Corinthians tem de ser campeão da Libertadores.


Entrevista com J. Hawilla, dono da Traffic, parceira do Palmeiras.

Julgamento do Robinho, em que 11 conceituados jornalistas esportivos analisam os erros e acertos da carreira do craque do Santos.


A história da dupla Romário e Stoichkov, que viveram um ano maravilhosa e perigosamente juntos no Barcelona.

Grafite, ídolo na Alemanha, pode ser a surpresa de Dunga na Copa, no lugar do problemático Adriano.

Análise dos favoritos e das zebras na Libertadores e na Copa do Brasil.


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑