Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Grêmio (page 1 of 18)

Lições da goleada

Meus amigos e minhas amigas, uma derrota de 5 a 1 doi na alma. E tira o sono. Mas não adianta esmurrar as paredes, beber formicida, enfiar o dedo na garganta ou sair pichando paredes (que, aliás, é crime de vandalismo). Nessa hora é preciso ter a sabedoria para analisar o fracasso e descobrir suas causas.

Para começar, como bons desportistas, vamos reconhecer o mérito do adversário. Sim, o Grêmio é o melhor time do Brasil no momento, superior a Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro… Atual campeão da Libertadores e vice-campeão mundial, o time dirigido por Renato Gaúcho é sólido, competitivo e aplicado taticamente. Quando joga em casa não costuma deixar brechas. Agora, vamos analisar o Santos.

É sabido que no futebol, como no xadrez, o domínio do meio campo dita a iniciativa do jogo. Neste setor, em que o Santos ainda está carente, determinou-se a constrangedora predominância gaúcha. Apenas um marcador de verdade – o incansável Alison – e dois outros, ainda instáveis, que não convencem o torcedor, como Jean Motta e Léo Cittadini, são muito pouco contra a avalanche gremista.

Sim, todos sabem que é preciso contar com jogadores mais gabaritados na meiúca do Peixe. Essa conclusão não é demérito aos que atuam por lá. É que o Santos exige um padrão de qualidade bem superior na armação e na orquestração do time. A total falta de recursos tem impedido a diretoria de buscar reforços de peso, mas eles virão, no máximo na janela do meio do ano.

Jogo contra o Real Garcilaso será na Vila
A Conmebol, atendendo a pedido do Ministério Público e da Polícia Militar de São Paulo, transferiu o jogo Santos x Garcilaso, dia 24 de maio, quinta-feira, às 19h15, do Pacaembu para a Vila Belmiro. O clube entrará em contato com os sócios e torcedores que já compraram ingressos a fim de providenciar a troca dos mesmos ou a devolução do dinheiro. As vendas continuam. Com uma vitória o Santos terminará essa fase da Libertadores como líder de seu grupo.

Outro detalhe importante a ser analisado é que o técnico Jair Ventura não tem escalado o Santos de forma defensiva. Na verdade, tem sido até ousado, armando a equipe com três atacantes, no caso Rodrygo, Sasha e Gabigol. Ocorre que não é o número de atacantes que faz um time ofensivo.

Um técnico pode escalar um time com 10 atacantes e mesmo assim, quando a bola rolar, este logo se porá na defesa para evitar o pior. Há, quando o jogo começa, o domínio natural de um time sobre o outro. Esse domínio vem da categoria, da técnica, da personalidade e da disposição maior dos jogadores de uma das equipes.

Se um time só de atacantes partir desenfreadamente para o ataque, sem uma estrutura defensiva montada, fatalmente sofrerá uma goleada acachapante, pois ao perder a bola proporcionará buracos enormes para o avanço do adversário. É preciso, portanto, para atacar com eficiência, ter o respaldo de um bom sistema defensivo e de um meio de campo que saiba controlar o jogo.

O Santos tem um bom sistema de defesa. Ontem, David Braz estava aquém de suas possibilidades e falhou em mais de um gol, mas não se pode cruxificar alguém que vinha jogando até satisfatoriamente. Os jogadores de ataque tentaram, mas lhes faltou o apoio que vem das laterais e do meio campo.

Veja que rodamos para lá e para cá e caíamos de novo no meio. É de lá que vem o comando, o cérebro, o coração do time. Alison pode ser o coração, mas não se pode exigir que Mota e Cittadini sejam os maestros de uma equipe vencedora. Por mais que se esforcem, têm um limite que pode ajudar o time a obter boas vitórias aqui e ali, mas não resolverá o problema desse setor crucial para qualquer equipe.

Precisamos de um armador? De mais volantes? Olha, precisamos mesmo é de um meio de campo forte. O Grêmio tem volantes que marcam e podem atacar bem, como mostraram domingo. Um jogador técnico, versátil e de personalidade pode ser eficiente na defesa e no auxílio ao ataque, como foram Falcão, Zito, Clodoaldo, Mengálvio, Beckenbauer… Claro que os tempos são outros e craques assim não se encontram mais. Mas se ao menos surgirem alguns com algumas das características desses imortais do meio de campo, já poderão contribuir muito para o sucesso do Santos, que não precisa de muito para se tornar um time ajustado.

O amargor da derrota, que nos enche o peito de fel e não nos deixa dormir, faz com que imaginemos que tudo esteja errado, mas uma análise fria mostra que mexendo em algumas peças já se poderá ter uma equipe mais confiante, sólida e competitiva.

Não sei se valorizo tanto o meio de campo porque, nos tempos de peladeiro, jogava por ali. É por ali que se une defesa e ataque com harmonia e fluência. Então, vou me permitir um pequeno palpite e sugerir que ao menos nos jogos fora o Santos atue com quatro jogadores no meio e dois atacantes.

Sei que na janela do meio do ano estão previstas boas contratações e provavelmente não reclamaremos mais da falta de um bom armador ou de mais jogadores de qualidade para o meio. Até lá, acredito, uma das formas de tornar o Santos mais competitivo é mudar umas pecinhas no sistema tático, principalmente em jogos no campo do adversário. O Four Four Two, esquema preferido dos ingleses, pode ser a solução enquanto os homens do meio não vêm.

E você, o que acha disso?


Além do resultado…


Grêmio e Santos fazem jogos equilibrados desde sempre. Agora, o atual campeão da Libertadores está mais ajustado, o que o torna favorito, ao menos quando joga em sua casa. Como jornalista, estou preparado para qualquer resultado. Não sou dos que acham que está tudo bem quando a bola bate na trave e entra, ou está tudo mal quando bate na trave e sai. Procuro enxergar além do resultado.

Sei que um clube centenário não pode ser resumido em um lance, uma partida, um resultado. O jogo para retornar o Santos ao time mundial que ele foi, é longo, renhido e repleto de pequenas e imensas batalhas. É com essa visão que devemos acompanhar os confrontos deste Glorioso Alvinegro Praiano que novamente renasce das cinzas após mais uma gestão predatória. É com esse carinho que devemos encarar nossos bravos jogadores.

A volta de Sasha e a pronta recuperação de Rodrygo dá a nós, santistas, maiores perspectivas de um bom resultado. Mas sabemos que o adversário é aplicado e costuma carregar no jogo pesado, o que pode ser um obstáculo terrível se não coibido devidamente pelo árbitro. De qualquer forma, esse clássico entre dois dos melhores times sul-americanos costuma render páginas douradas nos anais no futebolo brasileiro. Quem sabe hoje…

Acompanharei a partida, a partir das 19 horas, e convido a todos para fazer o mesmo e comentá-la aqui neste espaço. Como sempre, os comentários deste blog costumam ser mais informativos e interessantes do que os posts deste humilde blogueiro. Bom jogo para nós!


Mais um recorde do Santos


Clique aqui para deixar seu nome neste livro histórico e impedir que a etapa mais maravilhosa da história do Santos seja esquecida.

Mais um recorde do Santos

Acostumado a tantos recordes positivos, como ser o time que mais marcou gols na história do futebol, o primeiro a jogar em todos os continentes, o único a ter Pelé e muitos outros, agora as arbitragens estão tratando de transformar o Alvinegro Praiano também em um recordista por motivos insólitos: contra o Flamengo se tornou a primeira equipe a ter dois pênaltis marcados e desmarcados em dois jogos seguidos, e contra o Grêmio teve de jogar 105 minutos para segurar o empate. Isso mesmo: somados os acréscimos do primeiro e do segundo tempo, o Santos jogou 115 minutos em Porto Alegre, outra primazia.

No jogo, o Santos chutou apenas quatro vezes ao gol e só acertou uma vez no espaço compreendido entre as traves. O Grêmio arrematou muito mais e dominou boa parte da partida. Alguns jogadores santistas ficaram devendo pela técnica, como Jean Motta, Yuri e Alison; outros deixaram a desejar no quesito comprometimento, casos de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, mas no todo o time se esforçou na marcação e ao menos votou de Porto Alegre com um pontinho.

Na entrevista após a partida, Levir Culpi ironizou ao dizer que saiu rápido de campo para que o árbitro não desse mais acréscimos à partida. Quando quiseram saber dele porque o futebol brasileiro está tão bagunçado, Levir respondeu que a esculhambação no futebol é um reflexo do desgoverno do País, em que a corrupção grassa entre os políticos e o povo se sente impotente para mudar isso. Veja:

dia dos pais
O Dia do seu Pai, ou de seu Avô santista, está chegando. Faltam apenas 12 dias. Que presente pode ser mais duradouro e mais barato para quem fez você torcer para o time mais apaixonante do futebol?
Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai

Preocupação com Matheus Jesus

O santista e associado Valter Derencio me envia um e-mail preocupado com a situação do novo contratado Matheus Jesus. Ele escreve:

“Vi uma entrevista do diretor de futebol do São Paulo, o sr. Pinotti, dizendo que desistiu da contratação deste jogador porque o São Paulo poderia perder pontos no Campeonato Brasileiro devido a Fifa caracterizar uma ponte na negociação, o que é proibido”.

Derencio lembra que “esse jogador foi vendido da Ponte para o Estoril, de Portugal, e posteriormente emprestado ao Santos”.

Será que por isso é que foi tão fácil dar um “chapéu” no São Paulo? O certo é que o departamento jurídico do Santos deve ficar alerta, pois há muita gente sedenta para tirar pontos do Santos e rebaixá-lo à Série B. Quem avisa, amigo é.


Vale o segundo lugar


Em 2014, pela Copa do Brasil, foi assim…

Uma vitória do Santos sobre o Grêmio, neste domingo, a partir das 19 horas, na arena do adversário, colocará o Alvinegro Praiano na segunda posição do Campeonato Brasileiro, superando o rival. Porém, a missão deverá ser das mais difíceis. Enquanto Levir Culpi não poderá contar com o meia Vecchio, com distensão muscular, Renato Portaluppi terá o retorno de Lucas Barrios, o artilheiro do time nessa temporada, com 16 gols.

Sem Vecchio, Levir pensa escalar Leandro Donizete ou Alison para iniciar a partida. O time deve jogar com Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Yuri, Leandro Donizete (ou Alison) e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. No papel, até que o time não é ruim. Restará saber até que ponto jogadores como Victor Ferraz, Lucas Lima e Ricardo Oliveira se entregarão à partida, que exigirá muita vontade para contrabalançar a garra dos gremistas.

O Grêmio, que é uma equipe aplicada e tem em Luan o seu melhor jogador, deverá ser escalado com Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon e Arthur; Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Lucas Barrios. A arbitragem será de Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Neuza Inês Back. Parece que este árbitro é bom. Veremos.

dia dos pais
Que presente para o seu pai pode ser mais duradouro e mais barato?
Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai


Santos perde pra ele mesmo

O ataque fez dois, mas a defesa afundou novamente o Santos. O Grêmio é um time mediano, mas esforçado. O Santos é um time mais pra bom, mas meio preguiçoso e bem desatento quando joga fora de casa. Resultado: depois de sair perdendo por 2 a 0, conseguiu empatar, mas sofreu um gol aos 44 minutos do segundo tempo quanto tinha seis defensores contra dois atacantes gaúchos. Enfim, a história se repetiu e a vaga no G4 foi perdida pelas profundas deficiências defensivas do Santos.

Todos os gols gaúchos foram obtidos naquela avenida entre Victor Ferraz e Luiz Felipe, ou seja, entre a lateral direita e a zaga central do Santos. Entra jogo, sai jogo, e o buraco por ali continua. Os dois primeiros vieram de rebatidas de Vanderlei para o meio da área.

O Santos melhorou com as entradas de Yuri no lugar de Gustavo Henrique, Jean Mota no de Renato e Copete no de Vitor Bueno. Uma pena que o time tenha sempre de perder um jogo para o técnico Dorival Junior perceber quem ele deveria ter escalado desde o início da partida. A falta de percepção do técnico tem custado pontos preciosos ao Alvinegro Praiano.

Os decantados Lucas Lima, Gabriel e Thiago Maia não jogaram bem, e o Santos, que poderia dormir na liderança do campeonato com uma vitória, amargou mais uma derrota para uma time perfeitamente vencível. Uma pena. Dava pra ganhar com um pé nas costas.

Grêmio: Marcelo Grohe, Edílson, Rafael Thyere (Marcelo Hermes), Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Jaílson, Giuliano, Douglas e Everton (Guilherme); Luan (Bobô). Técnico: Roger Machado.
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique (Yuri), Zeca; Thiago Maia, Renato (Jean Mota); Vitor Bueno (Copete), Lucas Lima, Gabriel; Rodrigão. Técnico: Dorival Júnior.
Gols: Giuliano aos 3 e Douglas aos 43 minutos do primeiro tempo; Copete aos 19, Zeca aos 38 e Marcelo Hermes aos 44 minutos do segundo tempo.
Público total: 14.865 pessoas. Renda: R$ 363.345,00.
Arbitragem: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão, auxiliado por Alessandro Rocha de Matos e Bruno Raphael Pires.
Cartões amarelos: Lucas Lima, Zeca, Edílson, Douglas e Walace.

E você, o que achou do Santos em Porto Alegre?


Older posts

© 2018 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑