Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Ibson (page 1 of 6)

Arouca deve renovar. Mas o que há com o depto de futebol do Santos?

arouca
Arouca tem de ser valorizado. É um dos melhores volantes do País (Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC)

Eu já estava iniciando um post cobrando um apoio concreto do departamento de futebol do Santos ao técnico Claudinei Oliveira, quando um colega de trabalho me alertou que, pelo twitter, o Arouca anunciou que não é mais jogador do Santos. Havia rumores de que ele poderia ser trocado por Guilherme, do Atlético Mineiro. Putz! Seria mais um péssimo negócio do departamento de futebol do Santos. Mas foi só a gente dar destaque para a notícia e o superintendente de esportes Felipe Faro desmentiu e disse que o clube renovará contrato com Arouca.

Até há muito pouco tempo Arouca era apontado pela maioria dos especialistas de futebol do País como um dos nomes certos para a Seleção Brasileira. Seu desempenho, uniforme e convincente, impressiona os jornalistas desde 2010, quando veio do São Paulo para se tornar titular absoluto do Santos.

Não é uma fase pouco inspirada que irá depreciar Arouca, para mim o jogador mais valioso do Santos desde que Neymar saiu do time. Tudo bem que o goleiro Rafael e o meia Montillo também sejam bem valorizados, mas Arouca é mais constante e joga em uma posição essencial no futebol de hoje, a de volante.

Essa sugestão de troca por Guilherme (quem????), meia-atacante do Atlético Mineiro, me pareceu completamente fora de propósito. Confesso que não conheço os detalhes do contrato de Arouca com o Santos, nem o seu salário, mas mesmo assim, só pelo cheiro, percebo que este não seria um bom negócio para o clube. Depois ficou esclarecido que o boato veio de Minas Gerais e foi encampado pela editoria de esportes do portal UOL, que transforma fofocas em manchetes.

Se Arouca quer sair, se o Santos não pode lhe pagar o que deseja, que seu passe seja bem vendido e o dinheiro usado para contratar um outro jogador no mínimo do mesmo nível. Por que o Santos nunca consegue vender bem um jogador? Por que sempre se desfaz de um jogador respeitado e depois não consegue contratar um outro do mesmo nível?

Bem, são mistérios do departamento de futebol do Santos e é por isso que o superintendente Felipe Faro e o gerente Nei Pandolfo já subiram no telhado faz tempo. Pelos altos salários que recebem e pela incumbência específica e restrita que têm – que é conseguir o máximo pela venda dos jogadores do Santos e o mínimo na contratação de outros bons jogadores – ambos se saem muito mal.

Faro e Pandolfo parecem investidores novatos na bolsa. Compram ações ruins por preços altíssimos e vendem boas ações a preços de banana. Em vez do Romarinho, trouxeram o Bill; pagaram uma grana preta pelo Elano e depois o trocaram pelo Miralles; pagaram outra fortuna pelo Ibson e depois trocaram o rapaz por Galhardo e David Braz… Agora querem permutar Arouca por Guilherme (????). Amanhã oferecerão o Montillo pelo Marcinho Guerreiro?

Não sei se a responsabilidade por esses estranhos negócios do futebol é apenas dos dois. Será que Pedro Nunes da Conceição, que faz parte do conselho gestor, também não continua dando seus pitacos no futebol? Pois se dá, deveria ter a mesma sorte de ambos.

Como explicar a queda de qualidade técnica do elenco do Santos, a não ser pelos péssimos negócios dos profissionais que dirigem o futebol? Mesmo sem patrocinador máster, não era para o time estar tão depauperado, a ponto de ser obrigado a usar garotos vindos da base em quase todas as posições.

Outros clubes do Campeonato Brasileiro faturam muito menos do que o Santos, mas conseguiram montar equipes mais competitivas. A diferença é que fizeram bons negócios, enquanto o Santos tem se especializado em lambanças. Não há borderô que suporte tanta incompetência.

E se querem mesmo prestigiar Claudinei Oliveira, que lhe tratem como um técnico de verdade. Ouçam-no sobre as posições carentes e as contratações necessárias. Esperar que o rapaz, com um bando de garotos, salvem o Santos do rebaixamento, é pedir demais. Confio muito nos garotos do Santos, mas não podem ser jogados às feras.

O Santos precisa de um lateral, um zagueiro, um meia e um atacante que venham como titulares absolutos. Se o dinheiro não der, cortem o atacante. Se a coisa estiver mesmo muito feia, cortem também o lateral e o zagueiro. Mas um grande meia é essencial. Sem ele um time, literalmente, não dá liga.

E você, o que acha do depto de futebol do Santos?


As 25 perguntas ao Alvaro de Souza

Como já foi dito, o departamento de comunicação do Santos pediu que as 70 perguntas enviadas a Alvaro de Souza fossem reduzidas para apenas 25. Isso foi feito e elas acabam de ser encaminhadas.

Não creio que todas as dúvidas do santista estejam concentradas nessas questões, mas, provavelmente, os assuntos mais relevantes tenham sido contemplados. Agora nos resta esperar que haja sinceridade e boa vontade nas respostas, já que sem uma harmoniosa relação entre a direção do clube e seus torcedores o Santos não atingirá o nível de sinergia necessário para seguir crescendo.

As 25 perguntas selecionadas

O São Paulo vai cobrar a CBF pela liberação de seus jogadores por servir a Seleção nos últimos 5 anos. O Santos FC vai seguir o exemplo e cobrar aquela entidade também? Alias, li que é um direito dos clubes serem ressarcidos pela convocação de seus jogadores. Se é um direito do clube, o fato de não exercê-lo não configura um prejuízo que deveria ser cobrado dos administradores do clube pelos conselheiros?
Alberto Tavares

Por que o Santos negociou o Ibson um mês antes do fim da Libertadores? Pagamos uma fortuna por ele e o trocamos por dois jogadores meia boca, os quais o SFC não tem mais que 70% de cada. Qual o mistério dessa negociação? Por que não esperar ao menos mais um mês para liberar o jogador?
Marcos Cardoso

Durante a campanha, foi amplamente noticiado entre a torcida a intenção de se montar um fundo de investimento que aportaria 40 milhões que seriam utilizados para contratações. Esse projeto realmente existe? Se sim, qual a probabilidade de ele virar realidade num curto espaço de tempo?
Cleidson Rodrigues

Sr. Alvaro de Souza, quando teremos, efetivamente, o PELÉ como nosso embaixador, a fim de trazer patrocínios que estejam à altura de nosso sagrado manto?
Marcello Pagliuso

Sr, Álvaro de Souza, o sr. acha correto o sr. ser conselheiro da CSU (contratada pelo Santos para cuidar dos ingressos dos jogos) e também do Grupo Guia? E procede a informação de que há uma multa a ser pago pelo Santos a CSU caso o clube não chegue a 100 mil sócios em julho/201? Multa por tratar o sócio muito mal não tem?
Gostaria também de saber se o sr. não fosse sócio e quisesse comprar ingressos pra um jogo do Santos na capital, se ficaria 3 horas na fila? Por que tratar o torcedor (cliente) tão mal? Por que apenas 2 pontos de venda funcionando só das 11 as 17 hs? A venda é sempre somente no Pacaembu e Ibirapuera, apenas 1 ou 2 guichês, com imensas filas. Será que a CSU trata os clientes que querem comprar passagens da GOL assim também? Por que é tão dificil implementar a venda antecipada em diversos pontos da cidade, de preferência redes de loja em shoppings, que poderiam vender ingressos até as 22 hs? E pela internet pra quem mora no interior? É difícil? Por que?
Rachid Bourdoukan

Com relação ao processo democrático no Santos FC, questiono:
a) Como democratizar a escolha dos membros do comitê de gestão?
b) Como inserir a opinião do torcedor nos processos decisórios do clube?
Fabrício Godoi

Quem realiza a contratação de um jogador é o Grupo Gestor? Caso sim, quantos do grupo gestor já praticaram futebol em nível profissional? Por que não consultar os craques da casa e com conhecimento da profissão na aprovação de uma contratação?
O Santos trocou o Elano pelo Miralles ou apenas emprestou? Se apenas emprestou, é verdade que o Santos paga parte dos salários do Elano? Se sim, quanto é?
Quem aprovou a contratação de Patito Rodriguez, Bernardo, David Braz, João Pedro, Ewerton Pascoa, Bill, André, Gerson Magrão, Juan, Henrique e Miralles?
Bruno Guedes

A GOL passa por um momento dificil. Constantemente apresenta balanços negativos, mesmo sendo a aviação aérea brasileira uma das mais cobiçadas pelo mundo. Recentemente a GOL comprou a Webjet e de cara mandou 850 funcionarios para casa. No Santos, ao contrário, o numero de funcionários cresce a cada dia. Como o senhor explica esse paradoxo? E qual seria o número ideal de funcionários para a estrutura que o Santos tem hoje?
Álvaro Celli

A diretoria atual lançou à mídia o jargão de “DNA Ofensivo”, “DNA do Santos”. E mesmo assim, mantém um treinador caríssimo, incapaz de motivar o time a disputar o Brasileirão com dignidade, e que não tem NADA de DNA do Santos.
O Santos é um time ofensivo, atrevido. Muricy é retranqueiro, conservador.
O Santos prima por revelar garotos da base. Muricy não usa jogadores da base. Prefere um Bill do que um garoto promissor.
Portanto, a pergunta é simples: como, em sã consciência, o Santos consegue ser tão contraditório e manter este treinador que faz tanto mal para as tradições do Santos Futebol Clube?
Ivan Pereira

O que faz com que um grupo gestor, composto por pessoas de comprovada inteligência e competência, apoie uma figura como Andrés Sanchez, no episódio da implosão do Clube dos Treze e posteriormente na aceitação dos termos da Rede Globo no que diz respeito as verbas de televisionamento, mesmo sabendo que a aceitação desse contrato signifique a “espanholização” do futebol brasileiro e o “rebaixamento” financeiro definitivo do Santos FC em relação aos “queridinhos” da mídia?
Renato Magrini

Sou sócio do Santos, n.74896, e gostaria muito de perguntar:
Porque houve aumento brutal do número de funcionários do Santos, sendo criados cargos de luxo?
– Ainda gostaria de pedir mais transparência, tão falada em campanha, e saber o salário dos gerentes do clube e dos membros do comitê de gestão, que, diga-se de passagem, gastam duas a três horas semanalmente em uma reunião.
Marcos Lúcio de Sousa

Por que diretoria praticamente escorraçou ídolos do passado, como Zito e Clodoaldo? Apenas por terem colaborado com a diretoria anterior?
Shigueyuki Motoki

Quanto Neymar onera os cofres do Santos? Dos três milhões por mês que Neymar ganha, quanto sai dos cofres do Santos?
Dionisio Rodrigues Martins

Por que foi abandonada a política de pagar salários seguindo o teto máximo estipulado pela diretoria?
Reginaldo Evaristo

Por que, justamente em um momento tão importante de aprovação de contas e orçamento para o ano seguinte, somente o sr. corintiano Henrique Schintler estava lá na reunião do Conselho e nenhum membro do grupo de gestão do Santos, presidente, vice, ou o responsável pelo futebol Felipe Faro estavam presentes? Seria medo de encarar as perguntas dos conselheiros? Esse fato não demonstrou um descaso dos senhores com relação à administração do clube?
Luis Pereira

Sr Alvaro, pelos números amplamente divulgados pela imprensa, o SFC avança em números de torcedores em quase todo país (principalmente mulheres e crianças). Ainda assim não percebemos ações agressivas de marketing para manter esse torcedor ativo no quadro associativo do clube. A GOL invadiu o mercado de viagens aéreas com promoções e estratégia de “conquista de clientes em fidelidade”. Por que com a marca Santos não se consegue fazer a mesma coisa?
Aladio de Souza

Sr. Álvaro de Souza, qual é a atual relação entre Santos e DIS? Sei que Neymar ainda é vinculado a eles. Ouvi dizer que, apesar de todo o litígio, tem jogador recém-chegado na base que pertence a DIS. Continuaremos a negociar com quem demonstrou ser danoso aos interesses do Santos FC?
Sergio Pacheco

Em que está baseado o planejamento do clube para 2013? Ainda haverá comemorações pelo Centenário, já que neste ano, que seria o mais importante, não se viu nem a metade do foi prometido?
Olivar de Souza Cunha

O presidente, o vice e os membros do Comitê Gestor do Santos são remunerados? E no caso de resposta afirmativa, de quanto é a remuneração e quem as paga?
Odir Cunha

Por que não há um estudo sério para se traçar um plano de trabalho – técnico, tático, físico – da base ate o profissional? Por que os profissionais da área não são contratados para seguir o que o clube impõe e não para cada um trabalhar de acordo com seus métodos pessoais? Não é possível criar etapas a serem concluídas em cada divisão, podendo assim, desde cedo, trabalhar as características essenciais do que chamamos de DNA santista?
Rafael Vassão

Por que o comitê gestor não se preparou, sabendo que o Santos perderia o Neymar em convocações na Seleção e este não reforçaria o time para se classificar para a Libertadores em 2013? Por que de tanta falta de planejamento no segundo semestre de 2012?
Clayton Silvestre

Quais promessas de campanha chegou-se à conclusão de que não poderão ser cumpridas?
Qual é a real política de contratação possível se a base não for suficiente: craques de ponta ou jovens promessas que podem render dividendos no futuro?
Claudio S. M. Simões

Sr.Alvaro de Souza, o que o sr. acha do superintendente de esportes do SFC tirar férias p/ viajar até o Japão ver o seu time de coração disputar o mundial de clubes em uma época onde mais se trabalha no futebol brasileiro, devido a contratações e dispensa de jogadores p/ composição do elenco 2013?
Francisco Passos

Sr. Álvaro, será que já não passou da hora de discutir-se profundamente a construção de uma nova arena para o nosso glorioso? Tudo o que ouvimos até hoje não passou de breves comentários, boatos e tal… E já vou dando a minha sugestão de local: Diadema, pois fica no meio do caminho entre a Capital e a Baixada Santista, além de estar próxima do Rodoanel, o que facilita também a vida dos santistas do interior.
Anderson Leandro de Oliveira

Qual é a quantidade exata de funcionários do clube na área administrativa hoje? E quantos funcionários o Santos tinha quando a Resgate assumiu?
Carlos Laureano

Qual é a sua expectativa com relação a esta entrevista? Ela será esclarecedora, ou simplesmente nos tentará enrolar?


Santos está sem dinheiro porque jogou muito pela janela

Nessa busca por jogadores argentinos – algo que já deveria ter sido feito há muito tempo –, o gerente de futebol Nei Pandolfo alegou que está difícil trazer Martínez, do Vélez, porque o Santos não tem nem seis milhões de reais para a contratação (a multa é de 12 milhões, mas o jogador abre mão de sua parte para jogar do famoso Santos de Pelé). Nisso, o santista se remexe na poltrona, pois começa a fazer os cálculos de quanto dinheiro foi jogado fora com contratações ruins.

Esse blog chegou a ser radical quando soube das vindas de Ibson, Henrique e Alan Kardec. Destes, só Kardec fez alguma coisa. O medíocre Ibson apenas esvaziou os cofres do Glorioso Alvinegro Praiano. Henrique continua jogando por falta de opção melhor, mas é outro investimento sem retorno.

De Rentería falar o quê? Veio, passeou, foi embora. Comeu, bebeu, dormiu, brincou, recebeu o salário em dia e jogar bola quer é bom, nada. O que esperar de David Braz e Gérson Magrão?

O que se podia esperar de Elano e Borges depois do fiasco do Mundial? Uma diretoria mais esperta já teria negociado os dois enquanto seus passes ainda estavam valorizados. Desde a final com o Barcelona quanto já não se desperdiçou com jogadores que se mantém no time no grito?

O que ainda esperamos do Ganso, que nunca mais jogou o futebol de 2010 e só faz uma ótima partida por ano? Só falta darem aumento para ele. Pois que consigam um clube interessado no “seu belo futebol” e lhe deem passagem só de ida. Não deixará saudades.

O que esperar do valente mas atabalhoado Durval, do veteraníssimo Léo ou do professor Muricy Ramalho, que ganha 700 mil reais por mês para ensinar o time a fazer chuveirinhos ou jogar a bola na direção do Neymar? Se Muricy só sabe trabalhar com jogadores experientes e o Santos não tem dinheiro para contratá-los, o melhor é trazer um técnico que saiba lidar com jogadores da base e que seja bom e barato. Onde está o Ney Franco? Por que não falar com o homem?

Não escrevo isso com nenhum prazer. Se há algo que abomino é o desperdício, e é isso que a diretoria de futebol do Santos tem feito com o suado dinheirinho que vem do marketing, da verba da tevê, das arrecadações dos jogos e das mensalidades dos sócios.

Está na hora de o Santos rever o seu elenco e sua filosofia de trabalho. De que adianta ter quase 40 jogadores profissionais e não conseguir formar um time decente? É preciso fazer um plano que comece nas categorias de base. Chega de improvisação, de chute, de contratações absurdas. Sejam humildes, senhores. Admitam que não entendem nada de futebol e procurem alguém que conheça do negócio.

Na pior das hipóteses, é melhor um jogador mediano comprometido com o clube, que se entregue a cada partida como se fosse a última batalha de sua vida, do que pseudocraques acomodados que se escondem da bola e só sabem exigir mais e mais.

Enquanto conservou a política de pagar um teto salarial de 160 mil reais, o Santos manteve um time competitivo e concentrado. Depois que começou a dar aumentos abusivos, inchou a folha de pagamentos e o rendimento da equipe caiu. Uma prova definitiva de que muito dinheiro na mão dos diretores do Santos é como revólver na mão de macaco, ou seja, é um tiro para cada lado.

Você poderia sugerir umas contratações boas e baratas para o Santos?


Para ser Tri-Tri o Santos pode até perder. Mas também pode golear…

Um problema de última hora talvez tenha ajudado Muricy Ramalho a escalar um time melhor para o jogo deste domingo que pode dar ao Santos um raríssimo Tri-Tri no Campeonato Paulista. Sem Adriano, suspenso, o técnico colocaria Henrique no meio e Maranhão na lateral-direita. Porém, Maranhão ainda sentiu dores na contusão muscular e Henrique terá de continuar na lateral-direita, entrando Ibson no meio-campo. O que pode ser uma vantagem…

Com Arouca, Ibson, Elano e Paulo Henrique Ganso, o Santos perde um pouco do poder de marcação, mas ganha mais força ofensiva. Neymar e Alan Kardec deverão ter um apoio maior no ataque.

Como se sabe, o Santos pode até perder por dois gols de diferença para o Guarani e mesmo assim será campeão. Campeão não, tricampeão. Aliás, tricampeão paulista pela terceira vez, o único a conseguir tal façanha na era profissional do futebol de São Paulo.

Mesmo com o título praticamente assegurado, os santistas lotarão o Morumbi para comemorar com os jogadores mais uma conquista histórica do Alvinegro Praiano.

Retrospecto de Santos e Guarani

Por Wesley Miranda

Santos e Guarani já se enfrentaram 178 vezes, e o Santos tem uma grande vantagem com 96 vitórias contra 44 derrotas e 38 empates. O Peixe marcou 369 gols e sofreu 224. Em Campeonatos Paulistas são 114 jogos com 66 vitórias santistas contra 29 vitórias bugrinas e 19 empates. O alvinegro marcou 237 e o alviverde 134.
Brasileiros: 13, 13, 6
C. do Brasil: 1, 0, 1
Rio-SP : 1, 0, 1
Paulistão: 66, 19, 29
Amistosos: 15, 12, 7
e outros

E para variar…
O grande artilheiro do confronto é Pelé com 41 gols. O Rei jogou 33 vezes contra o Guarani, vencendo 23, perdendo 4 e empatando 6! Por três vezes Pelé marcou 4 gols em uma partida, no 8 a 1 de 1957, no 7 a 1 de 1959 e no 7 a 0 de 1965. E esse jogo que destaco para verem, apesar da imagem não estar muito boa!

O vice artilheiro com 16 gols é Feitiço, e ele também merece destaque

Aqui se faz aqui se paga I
Em 1927 na estreia de Luis Matoso, o Feitiço, o Santos jogou um amistoso contra o Guarani na Vila Belmiro. O primeiro tempo terminou com uma sonora goleada santista por 5 a 0, até ai tudo ocorria bem. Na volta do intervalo, o Santos tomou uma de suas maiores viradas na história, perdendo por 6 a 5, e com o time campineiro com 1 a menos. Isso não ficaria barato.
Menos de quatro meses depois as equipes se enfrentaram na mesma Vila Belmiro pela estréia do Paulista, e era a hora da vingança. E com 4 de Araken, 3 do agora entrosado Feitiço, 2 de Camarão e 1 de Omar, o Santos aplicou um espetacular 10 a 1!
Nota especial para o 6º gol do Santos: Depois de driblar dois jogadores e o goleiro, Feitiço parou a bola em cima da linha do gol, levantou a mão mostrando cinco dedos, em seguida levantou a outra mão com um dedo e rolou para dentro do gol, fazendo a torcida delirar! Esse era o polêmico Feitiço, um dos maiores goleadores da história do Santos!

Goleadas do Santos
Ao longo desses 87 anos de confrontos o Santos aplicou muitas goleadas no clube campineiro, sendo duas vezes por 10 gols, essa de 1927, e uma de 10 a 2 em um amistoso na Vila, com gols de Coutinho (3), Mengálvio (3), Pelé (2), Dorval e Sormani. Um dos gols de Coutinho foi o de número .5000 da história do Santos!

Seguem as outras sgoleadas
8 a 1: 1957, 1958 e 2010
7 a 0: 1965
7 a 1: 1958
7 a 2: 1952
6 a 1: 1957 e 1964

A estréia do canhão no time titular
Em um amistoso no dia 30/05/1954 em Campinas, o menino de ouro Pepe estreava no time titular. Ele foi substituido por Carlinhos na partida que terminou 0 a 0.
O título do Santos e a entrega das faixas no Brinco
Com uma goleada no Brinco de Ouro da Princesa por 7 a 1 no dia 14/12/1958, com 4 de Pelé, 1 de Pepe, 1 de Dorval e 1 contra, o Santos se sagrou campeão Paulista daquele ano. Foram 143 gols marcados, 58 de Pelé recorde absoluto no Paulistão até os dias atuais.
Após a vitória por 4 a 0 sobre o Juventus, na Vila Belmiro, que lhe garantiu o título paulista de 65 com 3 rodadas de antecedência ,o Santos foi jogar em Campinas contra o Guarani de Dalmo Gaspar e ganhou por 1 a 0 com gol de Pelé. Além da ótima partida destacada em jornais na época, a nota do jogo foi a entrega das faixas para o Santos!

Os últimos tentos de Pelé com a camisa santista
Em jogo no dia 22/09/1974, Pelé marcava seus últimos tentos com a camisa que o consagrou. Foi no empate em 2 a 2 valido pelo campeonato Paulista. Em 1116 jogos no Santos Pelé marcou 1091 gols, média de 0,98 gols por jogo.

Campeão Brasileiro de 1978 x Meninos da Vila
O futebol campineiro era muito forte no fim dos anos 70, tanto que o Guarani se sagrou campeão Brasileiro em 1978. E foi esse mesmo time que enfrentou os meninos da Vila, na semifinal do Paulistão 78, em jogo realizado no dia 16/06/1979. O Guarani era franco favorito, com Careca, Zenon, Renato pé murcho, contra um Santos desfalcado de Vitor, Neto, Clodoaldo, Nílton Batata e Aílton Lira.
Mas, em bela exibição de João Paulo (1 gol e duas assistências) e Juary (2 gols), o Santos contrariou as expectativas e ganhou de 3 a 1 no Morumbi e carimbou o passaporte para a grande decisão frente ao São Paulo FC.

Aqui se faz aqui se paga II
Em partida valida pelo Brasileiro de 1994, Santos e Guarani se enfrentaram no Brinco de Ouro. E impiedosamente o surpreendente Guarani goleou o Santos por 4 a 0, com 2 de Luizão e 2 de Amoroso, um deles um golaço, com um pique do meio campo. Isso não ficaria barato.
Menos de sete meses depois, os times se enfrentariam no mesmo Brinco de Ouro, em partida valida pelo Paulista, e com 1 de Marcelo Passos e 2 do Messias G10vanni o Santos ganhou por 3 a 1. Lembra do gol do Amoroso em 94? O G10vanni pagou com a mesma moeda!

Em 1995, um adversário indigesto
Depois de perder no Barradão por 4 a 0 para o Vitória, o Santos tinha a difícil missão de somar 22 pontos em 24 disputados. Então começou o calvário: Na Vila, Santos 4×1 Grêmio, no Maracanã 3×0 contra o Flamengo, empate 0×0 contra o Paraná fora de casa, 3×0 contra o Corinthians na Vila Belmiro, 1×0 contra o Palmeiras/Parmalat no Pacaembu, 2×1 contra o Paysandu na Vila, 3×1 contra o Botafogo na Vila, e o Santos chegou à ultima rodada precisando de uma vitória simples contra o Guarani. Como o time campineiro não tinha mais chances de título, mandou seu jogo no Pacaembu, mas nem por isso se desinteressou pela partida, já que o “bicho” do Atlético MG, que dependia de pelo menos um empate do Santos, era muito grande.
O jogo foi tenso, amarrado, o goleiro uruguaio Léo, do Guarani, parecia uma muralha. Tudo se encaminhava para a desclassificação santista quando, aos 38 minutos do 2º tempo, Marcelo Passos acertou um de seus belos chutes e levou os 22 mil santistas no Pacaembu ao delírio. Era o gol da classificação! Ainda restou tempo para Giovanni marcar o 2º gol, o seu 13º no certame! O Santos voltava a ser destaque no cenário nacional depois de 12 anos!

A última goleada e um recorde
No dia de aniversário de 98 anos do Santos, nada melhor que comemorar da forma que mais identifica o Peixe; com muitos gols! E o Santos ganhou de 8 a 1, com 2 de Robinho, 1 de Marcel e 5 de Neymar, o que colocou o atual ídolo como o recordista de gols em uma partida contra o Guarani!

Neymarcas
Além de ser o maior artilheiro em uma partida contra o Guarani, o atual ídolo santista corre atrás de outras grande marcas históricas de outros ídolos. No último jogo ao marcar 2 gols contra o Guarani ele passou na tábua de artilheiros contra o Bugre, o excepcional Pagão e o artilheiro Odair Titica que marcaram 6 gols no time campineiro. Também passou o gênio Coutinho e Álvaro que tem 7 gols. Com 8 gols contra o time do interior, Neymar está empatado com Camarão e Juary. E se marcar mais um gol empata com Araken Patusca, Pepe e João Paulo Papinha.
Na lista de artilheiros geral da História, Neymar já é o maior artilheiro da era pós Pelé, e está em 16º lugar com 106 gols, empatado com Álvaro Valente que atuou no Santos de 53 a 59 em 261 partidas.

Títulos no Morumbi
O primeiro clube a conquistar um título no estádio do Morumbi foi o Santos FC, e foi justamente o último Tri do futebol Paulista com a conquista do título estadual de 1969, o 12º título do Peixe!!
Veja todos os títulos oficiais do Peixe.
21/06/1969 Santos 0x0 São Paulo – 12º Título Paulista
26/08/1973 Santos 0x0 Portuguesa – 13º Titulo Paulista
28/06/1979 Santos 0x2 São Paulo (0x0) – 14º Título Paulista
02/12/1984 Santos 1×0 Corinthians – 15º Título Paulista
15/12/2002 Santos 3×2 Corinthians – 7º Titulo Brasileiro
06/05/2007 Santos 2×0 São Caetano – 17º Título Paulista
Além desses títulos, o Santos conquistou o Torneio Inicio de 1984 com show de Rodolfo Rodriguez no Morumbi e fez a primeira partida da final do Rio-SP 97 quando ganhou do Flamengo por 2 a 1 com gols de Alessandro Cambalhota e Macedo.

Santos 23×22 Corinthians
Nenhum time se identifica mais com artilharia do que o que fez mais gols na história do futebol.
E esse ano com a artilharia de Neymar, o Santos FC chega a 23ª edição de Paulistas com o artilheiro do certame e passa o Corinthians que tem 22 artilheiros na História.

Artilheiros do Santos
APEA 1927 – Araken(31) – Segundo os arquivos do Guilherme Nascimento são 37 gols
APEA – 1929 – Feitiço(12)
1930 – Feitiço(37)
1931 – Feitiço(39)
1955 – Del Vecchio(23)
1957 – Pelé (17)
1958 – Pelé(58)
1959 – Pelé(44)
1960 – Pelé(34)
1961 – Pelé(47)
1962 – Pelé(37)
1963 – Pelé (22)
1964 – Pelé(34)
1965 – Pelé(49)
1966 – Toninho Guerreiro(27)
1969 – Pelé(26)
1973 – Pelé (11)
1978 – Juary(29)
1983 – Chulapa(22)
1984 – Chulapa(16)
1996 – G10vanni(24)
2011 – Elano(11)
2012 – Neymar (?)

Artilheiros do alvinegro da capital
1914 – Neco(12)
1916 – Aparício (7)
1920 – Neco(24)
1922- Gambarotta(19)
1935 – Teleco(9)(LPF)
1936 – Teleco(28) (LPF)
1937 – Teleco(15)
1939 – Teleco (32)
1941 – Teleco(26)
1942 – Milani(24)
1943 – Hércules(19)
1945 – Servílio de Jesus(17)
1946 – Servílio de Jesus (19)
1947 – Servílio de Jesus (19)
1951 – Carbone (30)
1952 – Baltazar (27)
1967 – Flávio(20)
1982 – Casagrande(28)
1987 – Edmar(19)
1993 – Viola(20)
2006- Nilmar(18)
2011 Liédson(11)

E logo mais, como será o jogo do Morumbi?


1 a 0 foi pouco. Mas alegrou o pessoal do cruzeiro do centenário

O adversário provoca, lança camisa comemorando uma vitória que já tem sete anos, mas na hora de jogar futebol se encolhe lá atrás como um time inferior que é e fica rezando para achar um golzinho no contra-ataque. Como dizem os santistas, na Vila não tem pra onde correr, nem dentro, nem fora do campo. Há 100 anos é assim.

Hoje, Neymar nem precisou brilhar. Paulo Henrique Ganso jogou pelos dois. Que passe para o Íbson! Sem contar a meia-lua desmoralizante que deu em Adriano. O time todo está jogando melhor. Henrique, Arouca e Íbson subiram um pouco mais de nível. Fucile conquistou a torcida com sua raça e até apoiou bem.

Borges ainda parece fora de forma e Rafael deu alguns sustos, mas nada que comprometesse. A arbitragem foi razoavelmente bem, apesar de ter marcado um impedimento que tinha tudo para dar o primeiro gol ao Santos.

Como já dissemos, o Santos é, disparado, o melhor time de São Paulo, e hoje provou isso mais uma vez. Imagino que o rival, sem assunto e sem futebol, agora deve anunciar a contratação de algum esquimó, ou tupi-guarani. É, o marketing pode atingir níveis patéticos…

Escrevo do elegante Grand Mistral, que está zarpando de Santos para o feliz Cruzeiro do Centenário. Eu e a Suzana nos sentimos no céu, em um ambiente incrível, rodeados de santistas. Almoçamos com Edu, Pepe, Lima, Negreiros, Manoel Maria, Serginho Chulapa… Já falamos com Chorão, que veio para um show exclusivo. Ah, no dia em que a maioria dos brasileiros forem santistas, o País estará definitivamente encravado no primeiro mundo e a paz e o bom gosto reinarão no planeta.

E você, o que achou de Santos x o outro alvinegro?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑