Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Jacaré

Santos e Naviraiense – análise e Bolão

Baleiinha e Baleião à espera do Jacaré

Prevenido pela eliminação no ano passado, em plena Vila Belmiro, diante do limitado CSA de Alagoas, o Santos será mais cauteloso hoje, a partir de 21h50m, também na Vila, contra o Naviraiense, campeão do Mato Grosso do Sul. O time sensação do futebol brasileiro se classifica com um empate, mas nenhum torcedor santista pensa em outro resultado que não seja uma goleada contra o deslumbrado Naviraiense, que festejou a derrota de 1 a 0 na primeira partida como se tivesse vencido a Copa do Mundo.

Porém, que não se engane Dorival Junior e seus comandados. O visitante não viajou mais de mil quilômetros apenas para passear em Santos, como fez questão de enfatizar Paulo Resende, técnico do campeão sul-matogrossense. “Vamos jogar com a mesma determinação do primeiro jogo. Vamos procurar aproveitar as oportunidades e jogar sem medo”, prometeu ele após o treino de seu time, ontem, no CT Rei Pelé.

Resende, que não poderá contar com os titulares Camaçari e Buru, garante que escalará um time ofensivo, com dois atacantes. O orgulhoso Naviraiense adentrará o gramado sagrado da Vila mais famosa do mundo com Aldo, Giordan, Jaime, Célio Lima e Adriano Lajes; Jacó, Jean Carlos, Jacó Pitbull, Maílson e Marcelo Castelli; Rudson e Cristiano.

Para não dar sopa para o azar, Dorival Junior deverá armar o time com apenas dois atacantes: Neymar e Robinho. No meio, terá os volantes Rodrigo Mancha e Arouca e os meias Marquinhos e Paulo Henrique Ganso. Dorival decidiu que o Santos estava ficando muito exposto e que a formação com quatro no meio-campo é mais segura, sem diminuir muito a força ofensiva, já que Marquinhos e Paulo Henrique apóiam bem.

Assim, o Alvinegro mais famoso e carismático do planeta deverá entrar em campo com Felipe, Maranhão, Edu Dracena, Durval e Pará; Rodrigo Mancha, Arouca, Marquinhos e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Robinho.

E você, querido leitor(a), acha que ganhar desse Naviraiense  será moleza e o Santos deveria ir pra cima com três atacantes, ou todo cuidado é pouco e o Dorival Junior está certo em fechar mais o meio-campo?

Mas todo cuidado é pouco. O bicho não quer virar bolsa

Vá aos comentários e aposte no Bolão

Quem irá para a próxima fase da Copa do Brasil? Quem devorará quem? A baleia, símbolo do Santos, ou o jacaré, mascote do Naviraiense? Aposte no “Bolão do Odir” e concorra a um livro escrito por mim. Não se trata de mais uma obra sobre o Santos, mas é um livro que pode lhe trazer uma nova visão da vida. Uma visão mais simples e profunda. Quem já leu, gostou muito. Trata-se de “O barqueiro de Paraty”. Se ganhar e não quiser, adianto que é um ótimo presente.

Não se esqueça: Aposte no resultado final e, para efeito de desempate, na parcial do primeiro tempo e nos autores dos gols do Santos. Se houver empate após a apuração dos três quesitos, valerá quem fez a aposta primeiro. Portanto, não deixe para fazer em cima da hora.

Boa sorte!


Palpite no Bolão de Naviraiense e Santos e concorra a um exemplar do livro Na Raça!

Você já pode apostar desde no jogo de amanhã, às 21h50m, entre Naviraiense e Santos, no estádio Morenão, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, pela Copa do Brasil.

Diga quanto será a partida e, para critérios de desempate, quanto terminará o primeiro tempo e quem fará os gols do Santos (se é que você acha que o Santos fará gols, claro).

Use o espaço dos comentários, abaixo, para enviar seu palpite. A aposta poderá ser feitas até um minuto antes de o jogo começar. Importante: cada pessoa só pode dar um palpite. Boa sorte!

 Ai que medo do Naviraiense!

Amigos, o futebol tem coisas engraçadas. Domingo o Santos joga contra o Corinthians e não vejo nenhum santista preocupado. Ao contrário. Estão todos ansiosos. Não veem a hora de o jogo chegar. Porque sentem que do jeito que o time está e ainda jogando na Vila Belmiro, não tem pra ninguém, muito menos para o maior rival. Agora, com o Naviraiense é diferente. Ele pode ser um monstro do Pantanal que veio assombar os Meninos da Vila.

Depois que o Asa de Arapiraca eliminou o todo-poderoso Palmeiras de Luxemburgo, que Paulista de Jundiaí e Santo André foram campeões passeando em São Januário e no Maracanã, respectivamente, além de outras zebras, a Copa do Brasil virou a competição das assombrações.

Nem falo do Santos no ano passado, quando foi defenestrado pelo CSA na Vila, pois aquele time de acomodados e malandros – entre eles Kléber Pereira e Rodrigo Souto – não queria mesmo ir mais longe na Copa. Porém, mesmo quando quer muito, um time dito grande costuma sofrer contra os desconhecidos convidados para a competição. Principalmente quando eles jogam como se tivessem decidindo uma Copa do Mundo, como será o caso do brioso Clube Esportivo Naviraiense.

Com apenas quatro anos de vida, o Naviraiense já foi campeão da Série B e da Série A do Mato Grosso do Sul e foi o único representante do Estado na Série D do Brasileiro no ano passado. Seu técnico não é nenhum índio ou cafuso saído do mato. Chama-se Paulo Resende, 40 anos, ex-lateral-direito que já disputou oito edições da Copa do Brasil como jogador, foi sete vezes campeão do Mato Grosso do Sul e, como técnico – profissão que exerce há três anos – é discípulo de Muricy Ramalho, pois foi seu auxiliar no Náutico, em 2001, quando a equipe conquistou o Campeonato Pernambucano.

Paulinho Resende, como é conhecido, tem dito que este é o jogo mais importante da vida do Naviraiense e já será uma vitória provocar a segunda partida: “Temos que controlar a ansiedade, colocar na cabeça dos jogadores que não podemos fazer do Santos maior ainda do que é. O jogo tem que ser encarado como a partida da vida de cada um. É possível sim, surpreender. É só não dar espaço ao adversário e, quando tiver a bola, não ter medo de atacar”.

Atacar o Santos parece bom, pois teoricamente abrirá espaços para o contra-ataque do rápido ataque santista, mas como reagirá a defesa alvinegra diante do adversário laranja e verde (são as cores do primeiro uniforme do Naviraiense. Como é que se denomina um time laranja e verde?).

E se o Neymar deles estiver inspirado? Estou me referindo ao garoto Cristiano, de 21 anos, ex-servente de pedreiro, órfão de pai e mãe, que é a chamada esperança de gols do campeão sul-matogrossense.

Fui lendo sobre o pobre rapaz e me deu aquela piedade. Quase pensei que não custava nada o Durval deixar ele fazer um golzinho quando o placar já estiver 5 a 0, mas no fim da matéria descobri que o moço sonha em jogar no Corinthians, do qual é torcedor. Aí, sem querer, soltei um grito no escritório: “Dá duro nele, Durval. Não deixa o safado folgar!”.

Baleia ou Jacaré?

O Jacaré exige cuidados

Calma. Não estou falando de nenhuma aposta diferente. É que estes são os mascotes dos dois times. O Naviraiense não poderia ter escolhido animal mais adequado àquela região do país do que o sorrateiro jacaré. Todos sabem, porém, que uma orca assassina faz de um crocodilo um lanche rápido antes de encarar um tubarão branco. Portanto, como diz o sapo, coitadinho do jacaré…

Com um estádio, o Virotão, para apenas 4.000 pessoas, o Naviraiense não poderá jogar em Naviraí e enfrentará o Santos no Pedro Pedrossian, ou Morenão, em Campo Grande, com capacidade para 45 mil pessoas. Considerado o maior estádio universitário da América Latina, já que pertence à Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), o Morenão deverá estar lotado para o jogo desta quarta-feira.

A expectativa aumentou depois que o técnico Dorival Junior confirmou a presença de Robinho, pois todo mundo quer ver o rei das pedaladas, além dos garotos Neymar, Paulo Henrique Ganso,Wesley, Madson… Será que diante de tantos obstáculos, o Jacaré ainda sonhará com a travessia para o segundo jogo, ou só lhe restará nadar de costas?

Comente as chances do Santos e faça sua aposta no espaço reservado aos comentários. Quem sabe você ganha o livro “Na Raça!”, que conta a conquista do bimundial contra o Milan.


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑