Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Jornalismo esportivo

Rede santista de informações, aposentadoria do Léo, Dorival Junior

Fico imaginando como deveria ser difícil ser santista nos anos 50, quando não havia a Internet com suas redes sociais e a imprensa esportiva paulistana podia fabricar notícias favoráveis a seus clubes do coração e tentar apagar ou diminuir (o que não conseguiu) a emergente superioridade do Santos.

Leio uma entrevista de Ricardo Boechat, hoje na Rádio e TV Bandeirantes, e ele diz, analisando o futuro democrático da atividade jornalística, na qual cada um de nós será testemunha de nosso tempo:

“Sete bilhões de pessoas serão jornalistas e trabalharão com a informação primária, difundirão a informação. Tem riscos? Muitos. Mas é melhor ter sete bilhões de pessoas com informações do que sete ou 70 tentando manipular sete bilhões de pessoas”.

Isso mesmo. Como repetimos aqui no blog, cada um dos comentaristas deste espaço é um jornalista e sua participação é importante para difundir a verdade dos fatos, que nem sempre, ou quase nunca, é a mesma divulgada pela “grande imprensa”.

Muito obrigado Léo! Mas já deu!

Léo acena com a possibilidade de renovar mais uma vez com o Santos. Só pode ser brincadeira. Daqui a pouco o time do Santos será tão velho, mas tão velho, que o clube terá de contratar um médico legista.

Dorival não, mas Ney Franco…

Tem santista ainda apaixonado por Dorival Junior, mas ele é o único técnico que, no Santos, só ganhou títulos com derrotas: perdeu para o Santo André na final do Paulista e do Vitória na final da Copa do Brasil. Eu prefiro o Ney Franco, que, pelo jeito, logo estará no mercado.

E você, o que acha do jornalismo esportivo, do Léo e do Dorival?


Filosofia nazista faz sucesso entre jornalistas

Goebbles, um mestre do jornalismo?

O caso de Neymar deixou claro que a filosofia do chefe da propaganda nazista, Joseph Goebbels, é seguida à risca por boa parte dos jornalistas esportivos brasileiros especializados em futebol.

Goebbels, que vendeu a imagem de Adolf Hitler como deus e ao mesmo tempo demonizou o povo judeu, ficou famoso pela frase:

“De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade”.

É isso que muitos jornalistas, principalmente os dedicados a futebol e política, fazem o tempo todo. No caso de Neymar, insistiram que o garoto é malcriado e incorrigível. Em dois jogos o craque santista calou os críticos e mostrou que pode ter vivido um momento de instabilidade, natural pelas circunstâncias, mas continua sendo um craque, um cara do bem, e pode, sim, ter um comportamento exemplar, ao contrário de seus críticos.

Você teria outra frase para definir a atuação da imprensa no caso Neymar?


E depois a imprensa paulista é que é arrogante…

Jornalismo de Péssima Qualidade

Esta é a capa do jornal diário A Tribuna da Bahia, afirmando que “Os Meninos da Vila vão tremer” no “Barradão em chamas”. Não sei qual é objetivo de uma manchete dessas, que não tem absolutamente nada de jornalístico e parece mais um incentivo à intimidação e à violência, como se o medo do adversário fosse o único recurso que o bom time do Vitória tem para vencer o jogo e conquistar o título da Copa do Brasil.

Este tipo de “jornalismo” é muito perigoso, pois quase obriga os torcedores do Vitória a contribuirem para que os Meninos “tremam” no jogo de amanhã. Fico me perguntando o que, além de gritar e incentivar o seu time, um torcedor pode fazer para colocar medo na equipe contrária?

Este jogo será assistido pelo Brasil inteiro e o árbitro escalado é considerado o melhor do País. Não sei o que pode ser feito para o Vitória ganhar o jogo, a não ser jogar dentro das regras e bem melhor do que o Santos – o que é bem possível pelo retrospecto do time baiano em seu estádio.

Esse recurso de intimidar os Meninos, como eu já disse, tem sido muito utilizado pelos adversários do Santos. O Grêmio chegou a fazer um vídeo motivacional em que, além de gols e lances exclusivamente futebolísticos, foram incluídas duas entradas violentíssimas nos adversários.

Por mais que algumas pessoas desprovidas de juízo tentem transformar esses jogos de grande rivalidade em uma guerra, com riscos para todos os envolvidos, eles não passam de um espetáculo esportivo. O desejo deste blog é que Vitória e Santos façam um grande jogo, cheio de lances bonitos, e que vença e seja campeão o que merecer. O mais importante é que as duas equipes mereceram chegar à final e entrarão juntas para a história, qualquer que seja o resultado.


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑