Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Kaká (page 1 of 3)

Nosso superclássico é contra o Criciúma, neste domingo, às 18h30

enderson moreira
Enderson Moreira com três de suas apostas: Lucas Lima, Patito e Caju. Santos faz a melhor campanha no segundo turno, mas terá jogo dificílimo neste domingo, em Criciúma (Foto: Ricardo Saibun).

Robinho ia tocar pela primeira vez na bola quando o complicado árbitro chinês Fan Qi (em chinês, “Fan Chi) apitou o final do jogo. Levar o grande atacante do Santos, e uma das raras atrações do Campeonato Brasileiro, para assistir, do banco de reservas, esse tal de Superclássico das Américas, foi sacanagem. Mas há muito a CBF está totalmente dissociada dos clubes brasileiros. Ela usa os melhores jogadores que os clubes conseguem contratar, ou revelar, e se nega a pagar seus salários enquanto estes servem a Seleção.

Se, não só no caso de Robinho, mas também no de Kaká, fossem jogadores jovens, cujos passes pertencessem aos clubes, ainda se poderia entender. Estariam sendo testados para a próxima Copa e ainda valorizados com a convocação para a Seleção Brasileira. Mas os passes de Robinho e Kaká não pertencem a Santos e São Paulo, que os emprestaram por apenas seis meses. A cada viagem destas com a Seleção, os dois clubes têm grande prejuízo.

Em campo, um desafio que mais pareceu jogo de casados e solteiros. Mas o Brasil ganhou e Diego Tardelli fez os dois gols. Enfim, a Seleção tem um centroavante que não mata de canela. Messi não conseguiu marcar nem no pênalti inventado pelo árbitro chinês. Neymar só fez firula. Se a convocação de Robinho fosse para valer, ele deveria ter voltado para o segundo tempo no lugar do filho do pai.

Superclássico mesmo estava sendo jogado também na China, mas em Xangai, e transmitido pelo outro canal do Sportv, em que o melhor narrador da casa, Eusébio da Silva Resende – nome em homenagem ao Eusébio, craque de Portugal – descrevia, ponto a ponto, o duelo em que o suíço Roger Federer quebrou a invencibilidade do sérvio Novak Djokovic na China, que vinha desde 2010. 6/4 e 6/4, com direito a matar o jogo com um voleio. Agora Federer decide o título do Masters 1000 de Xangai com o francês Giles Simon, que na outra semi derrotou o espanhol Feliciano Lopez.

Superclássico em Criciúma

Para o santista, superclássico de verdade – ao menos em emoção – será o deste domingo, às 18h30m, contra o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse, certamente lotado para este jogo decisivo para o futuro dos dois times no campeonato. A campanha do Santos é bem melhor e o time parece ter entrado em uma fase muito boa, mas não podemos nos iludir. Será um confronto disputado em clima nervoso, com muita correria, e se entrar com o pé mole o Santos pode ter a mesma sorte do Atlético Mineiro, derrotado na semana passada, em Criciúma, por 3 a 1.

Pela tabela, o favoritismo do Santos parece ampla, já que é o sétimo colocado, com 42 pontos e duas vitórias, contra a penúltima posição do adversário, que tem 27 pontos ganhos e apenas seis vitórias, mas é aquele tipo de jogo que se o Santos entrar desconcentrado, quando acordar, será tarde.

Sem Robinho, que está viajando com a turma do Dunga pela Ásia, o Santos deverá manter o mesmo time que vem atuando. O técnico Enderson Moeira deve escalar novamente Caju, Patito, Geuvânio e Leandro Damião entre os titulares. O garoto Gabriel, de quem esperamos tanto, precisa se orientar melhor. No último jogo entrou muito mal.

O Criciúma, também chamado de Tigre, ou Carvoeiro, deve ser escalado pelo técnico Gilmar Dal Pozzo com Bruno, Eduardo, Ronaldo Alves, Joílson e Giovanni; Rodrigo Souza, João Vitor e o nosso conhecido Cléber Santana; Lucca, Bruno Lopes e Souza.

Santos terá uniforme em homenagem ao Dia Das Crianças

Notícia do site do Santos: Para comemorar o Dia das Crianças, o Santos FC entrará em campo neste domingo, contra o Criciúma, vestindo um uniforme um pouco diferente do tradicional. A mudança estará nos números, desenhados por atletas mirins da equipe de futsal do Peixe, e estampados na cor azul, do Unicef. A ideia, criada pelos departamentos de Marketing e Comunicação do Peixe, é estimular os torcedores a se tornarem doadores do órgão da ONU, contribuindo para o desenvolvimento de milhares de crianças nos mais de 190 países em que o Unicef está presente, como Brasil, Etiópia e Síria.

Acho legal ajudar, de vez em quando, essas entidades. Eu mesmo dou uma forcinha à Abrinq aqui no blog. No entanto, o marketing do clube deveria estar mais empenhado em criar ideias para atrair patrocinadores que podem ajudar o Santos a pagar suas dívidas.

Enderson não tem medo do Pacaembu

Gostei muito de saber que Enderson Moreira não tem qualquer complexo de jogar no Pacaembu, que ele considera também uma casa do Santos. É bom ouvir uma declaração racional sobre o assunto. Se o gramado é bom, quase toda a torcida é do Santos e se o clube já ganhou tantos títulos jogando lá, por que haveria algum problema de o Santos jogar no Pacaembu? Mais um ponto a favor de Enderson em comparação ao seu comodista antecessor.

Hoje tem festança lá na quadra da Torcida Jovem

Hoje a Torcida Jovem, que acompanhei desde seu nascimento, completa 45 anos. Para comemorar, haverá uma festa de arromba lá na quadra da Jovem. Segue o convite para todos os interessados:

O Grêmio Recreativo Cultural Torcida Jovem do Santos vem através deste convidar vossa senhoria e família para juntos comemorarmos o nosso aniversário de 45 anos que será realizado no dia 11/10/2014, a partir das 22 horas em nossa sede, à rua Doutor Luiz Carlos, 03, São Paulo/SP, pois para nós será um momento precioso.

Para abrilhantar ainda mais a nossa festa, convidamos Emicida, Art Popular, Mc Frank, Mc Bó, DJ Luisinho, com participação especial da Ala Musical e Bateria Nota 10 da Escola de Samba Torcida Jovem.

No primeiro turno Santos x Criciúma foi assim:

E você, o que espera de Criciúma e Santos, neste domingo?


Com Gabriel, Santos vai atacar o São Paulo no Morumbi

Minha previsão: Um jogo entre a maior categoria do São Paulo e a energia que pode vir da juventude e do preparo físico do Santos. O Alvinegro Praiano só poderá vencer se marcar bem e aproveitar as oportunidades. Será preciso dar uma embolada no meio-de-campo, pois se Ganso e Kaká tiverem espaço para armar as jogadas, e se Pato e Alan Kardec ficarem no mano a mano com Edu Dracena e David Braz, isso provavelmente será fatal. Mas craque muitas vezes não têm paciência para jogo pegado. Se o Santos conseguir equilibrar na marcação, o São Paulo pode dar uma relaxada e abrir brechas na defesa. Se der para jogar bonito, ótimo, mas não é dia para isso. É dia de ser humilde e tentar impedir o adversário de jogar com liberdade. O favoritismo é do São Paulo, não há como negar isso. Mas a vontade faz milagres.

Timemania passa de dois milhões de apostas e Santos prossegue em quarto

Exatos 2.030.900 volantes foram preenchidos no teste 615 da Timemania, de 19 de agosto. A classificação dos dez times mais votados continua a mesma que tem se mantido em 2014, com o Santos em quarto lugar. Confira:

1º FLAMENGO RJ 95.726 4,72%
2º CORINTHIANS SP 82.975 4,09%
3º SAO PAULO SP 67.583 3,33%
4º SANTOS SP 64.043 3,16%
5º GREMIO RS 58.171 2,87%
6º PALMEIRAS SP 57.267 2,83%
7º VASCO DA GAMA RJ 53.290 2,63%
8º CRUZEIRO MG 51.513 2,54%
9º INTERNACIONAL RS 50.993 2,52%
10º BOTAFOGO RJ 45.508 2,25%

Oswaldo deve mesmo escalar três atacantes no clássico

O técnico Oswaldo de Oliveira não relacionou Renato e muito menos Robinho para o clássico deste domingo. Robinho ainda deu umas voltas no campo, mas foi vetado para o jogo. Se não for tão grave, quem sabe possa jogar contra o Grêmio no meio da semana, pela Copa do Brasil, mas o mais certo é ficar ao menos 10 dias de molho. Renato também não foi incluído entre os jogadores relacionados. Oswaldo escolheu os volantes Alison, Arouca, Alan Santos e Souza, e os meias Lucas Lima e Leandrinho.

Os outros relacionados são os goleiros Aranha e Vladimir; os zagueiros Edu Dracena, David Braz e Nailson (Bruno Uvini terá de operar a face devido à cotovelada de Moreno); os laterais Cicinho, Mena, Victor Ferraz e Zeca, e os atacantes Gabriel, Thiago Ribeiro, Leandro Damião, Rildo, Stéfano Yuri e Patito Rodríguez.

Tudo indica que o técnico santista prosseguirá escalando o time com três atacantes. assim, a equipe mais provável para iniciar o Sansão é Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Leandro Damião e Gabriel.

Gabriel direita
Gabriel chegou da Europa e já foi para os treinos. É o favorito para entrar no lugar de Robinho, afastado do time por duas semanas. Mas Rildo também tem chances (Foto: Ivan Storti/ Santos FC).
robinho no CTrenato direita
Robinho passou no auditório do CT e fez a alegria dos alunos da “Escola de Craques”. Renato já voltou aos treinos, mas não foi relacionado para o clássico. (Fotos: Clayton Galvão e Ivan Storti/ Santos FC)

Robinho vai mesmo ficar duas semanas afastado dos campos. Provavelmente não jogará mais até o final do turno. Em tratamento de um estiramento na coxa que o deixará fora dos próximos quatro compromissos do Santos, sexta-feira ele esteve no CT Rei Pelé e acabou batendo um papo com os alunos da “Escola de Craques” que visitavam o CT. O técnico Oswaldo de Oliveira assegura que manterá o esquema ofensivo contra o São Paulo, domingo, o que quer dizer que Rildo ou Gabriel ocuparão a vaga do Rei do Drible.

A lógica indicaria que Gabriel voltaria da Seleção Sub-20 direto para o time titular, mas pelo treino de sexta-feira fiquei com a impressão de que o técnico preferirá Rildo, que tem entrado bem no time, criando boas chances pela esquerda e ainda ajudando na marcação por aquele setor.

“Vamos jogar da mesma maneira que temos jogado. Somos uma das melhores defesas do e temos a capacidade de defender e atacar, embora algumas vezes não tenhamos sido tão efetivos atacando. Mesmo nos jogos que perdemos tivemos mais oportunidades que os adversários”, disse Oswaldo.

Sempre defendi que o Santos jogasse com três atacantes, mas alertei que isso seria uma temeridade contra o Cruzeiro. Temo que tenha de repetir o mesmo antes do Sansão deste domingo. Com um time mais entrosado, que se baseia no triângulo Paulo Henrique Ganso-Kaká-Pato, o Santos tem de fechar melhor aquele miolo, e isso não é tarefa para atacantes improvisados em marcadores.

Arouca, Alison e Lucas Lima, contando com a ajuda dos atacantes Thiago Ribeiro, Leandro Damião e Gabriel (ou Rildo) podem dar conta do recado? Acredito que sim, mas isso exigirá bastante empenho. Provavelmente com a entrada de mais um jogador no meio o bloqueio seria mais eficiente por ali, assim como a cobertura dos laterais e a proteção à zaga, e não se perderia tanto do poder ofensivo.

Cheguei a torcer pela recuperação de Renato e sua escalação no clássico, mas ele não foi relacionado. Então, eu ficaria com a entrada de mais um jogador no meio, que pode ser Alan Santos, Souza, Leandrinho ou mesmo Patito, compondo o setor com Alison, Arouca e Lucas Lima, deixando dois atacantes na frente.

Vimos contra o Cruzeiro que apesar de no papel ter apenas um atacante – o boliviano Moreno -, na prática o campeão brasileiro é bastante agressivo quando tem a bola. O Santos poderia fazer o mesmo, adiantando Lucas Lima e mais um jogador de meio quando tivesse a bola.

Outro em quem tenho alguma expectativa ainda é Patito Rodríguez. O rapaz voltou ao Santos e já está participando dos coletivos. Ágil, rápido, Patito está longe de ser um craque, mas sempre se empenhou muito e chegou a fazer algumas partidas boas. Ele estava emprestado ao Estudiantes, da Argentina, por quem fez 27 jogos e marcou dois gols. Ele entra em campo a 100 por hora e depois vai arrefecendo o ritmo, mas pode ser útil para acelerar o jogo.

A velocidade de jogadores como Gabriel, Rildo,Thiago Ribeiro e o próprio Patito pode ser uma arma importante do Santos contra um time que tem grandes jogadores, toca bem a bola, mas é um pouco lento para os padrões modernos do futebol. E também se cansa no final das partidas, como demonstrou diante do Internacional no meio da semana.

Imagino que o Santos possa até vencer se conseguir manter o jogo amarrado, sem tempo e espaço para as jogadas de Ganso, Kaká e Pato. É assim que o São Paulo tem tido dificuldades no Morumbi este ano. Não vejo grande possibilidade de vitória santista em um jogo mais aberto e franco, em que o talento se sobressaia.

Ingressos para o clássico

Os torcedores do Santos que quiserem assistir ao clássico contra o São Paulo neste domingo, às 16 horas, no Morumbi, podem comprar os ingressos para a partida na bilheteria do portão 3 do Morumbi, das 10 às 17 horas. No dia do jogo, as vendas seguem até as 12 horas. Só terá acesso ao estádio quem estiver portando o ingresso. A torcida do Santos deverá ficar na arquibancada vermelha visitante (acesso pelo portão 15). Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$20 (meia-entrada). Não há venda online, só na bilheteria.

Estudantes e pessoas com mais de 60 anos, professores e coordenadores pedagógicos da rede pública têm direito à meia entrada, mas devem apresentar documento no momento na compra. O aposentado do INSS também tem direito à meia, e deve apresentar holerite ou cartão do benefício e RG original ou cópia autenticada.

Saudades dos verdadeiros Baleiinha e Baleião

baleiao feio e murcho
Será que não deu para perceber que esse Baleião é feio e murcho? Criança percebe. (Foto: Ricardo Saibun/ Santos FC).

O marketing do Santos anunciou uma família de personagens marinhos em substituição aos já conhecidos Baleiinha e Baleião, que já deram ao clube o prêmio Ibest de marketing. Na verdade, a dupla continua, só com outro design, mais pobre. A idéia de aumentar a família foi boa, mas os novos personagens foram muito mal produzidos. Um diferencial do Baleiinha e o Baleião era o design e a textura das fantasias. O novo Baleião é murcho e sem graça. Criança repara nessas coisas. O que você e seus filhos acharam?
O Baleiinha e o Baleião

Nova família do Baleeinha e do Baleião

Direto do Túnel do Tempo, há 11 anos, na Vila…
Há exatos 11 anos, no dia 23 de agosto de 2003, o Santos de Robinho, Diego, Elano, Renato, Alex e companhia, recebia o Flamengo na Vila Belmiro. Relembre jogadas que hoje são raras. Repare no golaço de falta de Alex. Um detalhe: o técnico do Flamengo era o mesmo Oswaldo de Oliveira que hoje dirige o Santos. A narração é de Deva Pasvicci. Veja:

E pra você, como o Santos deve jogar contra o São Paulo, no Morumbi?


O momento é dos jovens, não de astros decadentes

mena e Diogo
Mena e Diogo mergulham na bola (Divulgação Santos FC)

Com gols dos jovens Bruno Univi e Alison, cada um em um tempo, o Santos ganhou com justiça do Palmeiras por 2 a 0, ontem, na Vila Belmiro, e saltou para a quinta posição no Campeonato Brasileiro. Mas o que interessa mesmo é que com essa garotada o que não falta é vontade. Na defesa e no ataque.

A defesa continua sem sofrer gols – mesmo sem Edu Dracena, Gustavo Henrique e Jubal – e o ataque continua criando oportunidades e fazendo seus golzinhos. Mesmo desfalcado, o Palmeiras sempre merecerá respeito. Afinal, dizem, costumava ganhar do Santos na Vila. Costumava… Desta vez, nem a estreia do técnico Gareca impediu o triunfo do Alvinegro.

Depois do vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o cão negro do óbvio ululante uiva nos nossos ouvidos que o momento é de renovação. Talvez não surja nenhum grande craque desse bando de garotos, mas ao menos o torcedor santista terá alguma esperança.

Contra o Palmeiras, Lucas Lima e Arouca foram os melhores do jogo. O estreante Victor Ferraz não impressionou e ainda saiu machucado. Bruno Uvini fez seu primeiro gol pelo Santos e mostrou bom espírito e caráter. Gostei do garoto. Lá atrás, Aranha garantiu a vitória.

Na quarta-feira, o locutor Luiz Roberto, tão bonzinho que parece animador de festa infantil, repetiu que o São Paulo é um time “cheio de estrelas” e por isso será favorito ao título brasileiro, no que foi apoiado, com entusiasmo, pelos comentaristas Caio e Casagrande.

Não tenho bola de cristal para dizer quem será o campeão, mas será ruim para o futebol brasileiro se uma equipe recheada de veteranos ficar com o título. Lembro-me que há 12 anos, quando os Meninos da Vila Robinho, Diego & Cia foram campeões brasileiros, o tricolor do Morumbi já contava com Rogério Ceni, Kaká e Luís Fabiano. Hoje eles estão bem mais velhos e menos eficientes.

Dos novos contratados, Pato parece ter vindo para ficar na reserva e só Alan Kardec parece acrescentar alguma coisa, mesmo sem ser um craque. Quanto ao Ganso, vive de altos e baixos. Não creio que uma vitória sobre o indigente Bahia seja motivo para grande entusiasmo. Vamos ver esse São Paulo contra um time ao menos competitivo.

Ganhar um clássico é outra coisa e fico imaginando que barulho não se faria caso o Palmeiras fosse vencido com tamanha propriedade pelos outros times da capital. Não se pode esquecer que até antes do jogo o alviverde estava a apenas um ponto do Santos. Com a vitória, o Alvinegro Praiano vai para 17 e só não entra no G4 por ter uma vitória a menos do que o Sport.

Nosso grande Zito sofreu um AVC

Às 22h30m recebi a notícia de que o grande, o enorme Zito, o jogador mais importante da história do Santos depois de Pelé, sofreu um AVC e está internado em estado grave. Não tenho mais informações.

Gilmar Rinaldi não!!!

O empresário de jogadores Gilmar Rinaldi é o novo coordenador da Seleção Brasileira e já disse que o próximo técnico continuará sendo brasileiro. Ou seja: as coisas não só não mudarão, como poderão piorar. Pressinto que o ex-goleiro de Internacional e São Paulo não terá vida longa no cargo.

Santos 2 x 0 Palmeiras, às 19h30m, na Vila Belmiro

Santos: Aranha; Victor Ferraz (Zeca aos 11’2ºT), David Braz, Bruno Uvini (Paulo Ricardo aos 46’2ºT) e Mena; Alison, Arouca (Souza aos 42’2ºT) e Lucas Lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel. Técnico: Oswaldo de Oliveira
Palmeiras: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Josimar (Mendieta aos 14’/2ºT), Renato, Wesley e Bruno César (Érik aos 20’/2ºT); Diogo e Leandro (Eduardo Júnior aos 33’2ºT). Técnico: Ricardo Gareca.
Gols: Bruno Uvini aos 23 minutos do primeiro, Alison aos 23 do segundo.
Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Marcio Luiz Augusto, todos de São Paulo.
Cartões amarelos: Gabriel (Santos); Wellington e Marcelo Oliveira (Palmeiras).

http://youtu.be/d9ZCES_vYtY

E você, acha que o momento é dos jovens, ou não?


Neymar e o Santos são a última esperança da América

convite - almanaque - mongagua
Amanhã o Almanaque do Santos será lançado em Mongaguá, cidade do professor Guilherme Nascimento – que estará à espera dos amigos e dos santistas da região para lhes transmitir conhecimento sobre a maravilhosa história do Santos. Não perca!

Veja a lista dos 20 jogadores mais bem pagos do mundo. O único não europeu é Neymar, em uma surpreendente quinta colocação. Graças ao trabalho de sua trupe pessoal e do marketing do Santos, o garoto de 21 anos recebe 20 milhões de euros por ano e só ganha menos do que, pela ordem, David Beckham, Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Samuel Eto’o. O que isso quer dizer? Ora, que é possível ser ídolo e milionário sem jogar na Europa. E é justamente por essa verdade escancarada que tantos querem que o Menino de Ouro se torne mais um maria-vai-com-as-outras.

Lucas, o impetuoso ex-são-paulino, está na lista dos top twenty? Não, o pobre rapaz, que desembarcou em Paris dizendo que queria ser o melhor do mundo, é apenas o terceiro jogador mais badalado do Paris Saint Germain, justamente o time do primeiríssimo Beckham e também do sueco Zlatan Ibrahimovic, que fatura 17,5 milhões de euros por ano e é bem mais amado pelos torcedores do PSG do que o rápido, driblador, mas imaturo e ingênuo Lucas.

Entre os 20 ainda há outro brasileiro? Sim, Kaká, do Real Madrid, é o décimo-terceiro de maior salário anual, com 14,5 milhões de euros. Mas Kaká, que já foi escolhido como o melhor do mundo, está valorizado na Europa? Infelizmente não. Muitíssimo ao contrário. O técnico Mourinho, por sinal o mais bem pago do planeta, com 12 milhões de euros anuais, já colocou o brasileiro à disposição do mercado, mas não saiu negócio. Nenhum clube pagou o que o Real queria.

Ou seja: fora da Europa Neymar ganha mais dinheiro, é mais respeitado e influi mais no futebol mundial do que todos os seus compatriotas que ralam as canelas pelos gramados sedosos do velho continente. O impacto do brasileiro nos jovens, mesmo sem sair do Brasil, é muito maior do que o obtido por quase todos os mais famosos jogadores em atividade nos grandes times europeus.

Porém, se a Europa estivesse esperando Neymar de braços abertos, cheia de amor para dar, talvez eu ficasse sem jeito de sugerir que ele ficasse por aqui, mas não é isso que ocorre. O lendário Johan Cruyff, jogador e técnico de renome, que contribuiu muito para o estilo insinuante de jogo do Barcelona, disse que o time catalão não precisa de Neymar e que ele só serviria para jogar para o Messi…

Ora, perder Neymar para o Barcelona já seria constrangedor, quanto mais vê-lo obrigado a ser garçom de Messi, o argentino que joga muito, mas é tão carismático como uma feijoada vegetariana.

Que seja o início da resistência sul-americana

Torço para que Neymar, se tiver de ir, que vá para a Europa só nas férias, ou quando tiver 36, 37 anos, como este Beckham que acaba de ser contratado pelo PSG. Não digo isso só porque sou santista, mas porque aprendi a ver o futebol brasileiro – e sul-americano – como o melhor, o mais técnico do mundo.

Dá muita pena ver os grandes clubes do continente de chapéu na mão. Cadê os poderosos argentinos? Cadê o Nacional e o Penãrol, que podiam vencer qualquer time na Terra? Pois eles, assim como os outros grandes clubes sul-americanos, jamais se erguerão enquanto perdurar a filosofia de se vender novos jovens talentos para o exterior.

E essa resistência, obviamente, não pode ser exercida apenas por um clube ou um jogador. É preciso que toda a comunidade futebolística americana – dirigentes, patrocinadores, atletas, imprensa – se una em torno deste objetivo.

Eu começaria pela reestruturação das competições sul-americanas, a começar pela Copa Libertadores. É preciso dar segurança às equipes e aos jogadores que disputam esses torneios.

E é preciso que os investidores e os meios de comunicação percebam que sem um futebol sul-americano poderoso, o esporte continuará penso, capenga, sem a arte e a emoção de seus melhores tempos.

E pra você, qual a saída para o futebol sul-americano?


Neymar, o jogador mais querido do Brasil

O povo é sábio. Por mais que tentem puxá-lo pra lá e pra cá, ele acaba decidindo pelo coração e pelo instinto, que dificilmente falham. A notícia não é nova, mas vale a pena analisá-la. No dia 13 deste mês foi divulgada uma pesquisa feita pela Sport+Markt que apontou Neymar como o jogador mais querido do Brasil.

O Menino de Ouro da Vila Belmiro assumiu o posto que no ano passado foi ocupado por Kaká, que em 2010 caiu para o segundo lugar.

A Sport+Markt ouviu 8.198 pessoas por todo o País, em um estudo intitulado “Jogador de futebol em atividade que o torcedor mais gosta”.

Neymar liderou a lista, com 12,76% dos votos, seguido por Kaká (12,48%), Robinho (11,2%) e Ronaldinho Gaúcho (8,6%).

Mesmo entre torcedores não-santistas, Neymar é muito bem votado. Entre os corintianos, ele é o segundo preferido (10,39%), atrás apenas de Ronaldo (20,4%).

Entre os palmeirenses, o mais querido é o goleiro Marcos (11,01%), mas o Menino de Ouro do Santos aparece bem próximo, com 10,47%.

Entre os são-paulinos os mais votados foram Rogério Ceni (18,64%) e Kaká (13,26%), mas Neymar surge em terceiro, com 11,83%.

O curioso é que os santistas mostraram uma ligeira preferência por Robinho (27,86%), mas Neymar está quase empatado com o Rei do Drible, com 27,27%.

Para César Gualdani, sócio-diretor da Sport+Markt, dois fatores justificam a liderança do craque santista: “O torcedor se identifica com a habilidade, com o jeito descontraído dele jogar”, explicou.

Eu completaria dizendo que Neymar é, hoje, o grande ídolo das crianças de ambos os sexos e das garotas adolescentes, que o vêem como uma espécie de astro pop. O seu cabelo moicano e suas dancinhas, que tanto incomodam alguns adultos rococós, fizeram-no ser adorado por esta faixa etária mais jovem, que geralmente é mais alegre, menos preconceituosa e tem o coração mais puro.

Aliás, vou confessar uma coisa: Eu também amo o Neymar! Mas amo também o Ganso, o Rafael, o Madson, o Arouca, o Zé Eduardo, o Alex Sandro, o Durval, o Vinícius…

E pra você, quem é o jogador brasileiro mais querido? Será o Neymar? O Ganso? O Robinho? O Kaká? O Rogério Ceni? O Marcos? O Ronaldo?…


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑