Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Marcelo Teixeira (page 1 of 6)

“Rominha me decepcionou”

Parei logo no início, quando o presidente disse que não tinha recebido o parecer do Conselho Fiscal… Como assim?! Se nós, conselheiros, tínhamos recebido o parecer com dois dias de antecedência e estávamos na assembleia para ouvir o que o presidente tinha a dizer sobre os 43 milhões de reais de déficit no primeiro semestre, entre outras informações preocupantes para as finanças do Santos, como justo ele, o maior responsável pelos destinos do clube, dizia não ter lido o parecer antes de ser sabatinado por nós, do Conselho Deliberativo?!

Perguntei a um conselheiro advogado o que ocorreria no mundo corporativo se um presidente fosse a uma assembleia especialmente para a analisar o relatório do conselho fiscal, mas não tivesse lido o dito cujo.

– Demissão sumária – foi a rápida resposta.

Mas Modesto Roma tem uma confiança admirável no poder de seu discurso monótono, sempre pontilhado por longos hiatos que os presentes vão preenchendo como querem. Com aparente calma, esboçando alguns sorrisos amarelos, ele explicou os 43 milhões de déficit dizendo que o primeiro semestre foi dedicado ao futebol e por isso o clube não vendeu o passe de nenhum jogador.

Opa, mas Thiago Maia foi vendido para o Lille, da França, em 15 de julho, 11 dias antes de o Santos enfrentar o Flamengo, na Vila, pela Copa do Brasil, e bem antes de eliminar o Atlético Paranaense pela Copa Libertadores (vendido em uma negociação estranha, em que os empresários ganharam 18%, ou 9,4 milhões).

Se o Santos só vai equilibrar suas finanças quando vender seus jogadores, o que ocorrerá no dia em que não tiver mais jogadores valorizados para vender? E quando ele poderá novamente ter um time forte, se para sobreviver terá de se desfazer de seus craques?

Bem, não espere coerência nas respostas de Roma. Houve até um momento em que ele foi desmentido pelo conselheiro Rodrigo Marino, que o acompanhou na viagem a Milão. O presidente tentava explicar por que fez um acordo verbal com Robinho para pagar um milhão de reais ao jogador e emendou a história de quando foi à Itália. Citou Rodrigo Marino, que o acompanhou, mas na mesma hora o conselheiro corrigiu, em altos brados, dizendo que a história não tinha sido exatamente daquela maneira.

Como se sabe, Roma foi a Milão dizendo que iria conseguir a liberação de Robinho do Milan, mas quando chegou lá descobriu que o jogador já tinha sido liberado. Então, visitou a Kappa, hoje parceira do clube em mais um nebuloso acordo de fabricação do uniforme.

A base está indo embora

Pela primeira vez o presidente foi vaiado enquanto falava no Conselho Deliberativo. Mesmo conselheiros que antes o apoiavam, agora parecem indiferentes, ou críticos, em um sinal claro de que Marcelo Teixeira não está convicto de que deva apoiar novamente Modesto Roma. Um desses conselheiros, mais velho, com muitas passagens pelo clube, confidenciou-me enquanto eu esperava a vez para falar:

– O Rominha me decepcionou.

Trata-se um conselheiro ligado a Marcelo Teixeira, que se entregava à defesa de Roma com unhas e dentes, a ponto de um dia recolher a mão que já ia me cumprimentar. Quem criticasse o presidente era tratado como inimigo. Agora, porém, ele e muitos outros marcelistas não querem mais Rominha no poder. Não só pela gestão temerária, mas pela vaidade que está acometendo o mandatário. Dizem que Rominha chegou a dizer que sua família é mais importante para o Santos do que a de Teixeira. Isso desgostou definitivamente MT e os seus.

De discursos, réplicas e fofocas, o sentimento que sobrou da assembleia foi o de profunda decepção. A falta de planejamento dessa gestão é assustadora. O Santos ainda está flutuando por milagre. Os violinos continuam tocando, mas os porões do navio já estão totalmente alagados e a água continua subindo…

AJUDE O GRANDE LIVRO DO SANTOS A NASCER

Felizmente a Kickante entendeu a importância do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra” e nos deu mais um mês de campanha de pré-financiamento para lançar esta que é uma das obras mais impactantes da história do Santos e do futebol. Agora faltam apenas 15 dias para o encerramento do prazo final. Se você ainda não participou, participe.

Da meta de R$ 48 mil, suficiente para cobrir os custos gráficos da impressão de dois mil exemplares, passamos da metade. Há muitas formas de recompensa para quem participar da campanha. Desde doar 10 reais, até comprar uma cota de patrocínio por 15 mil reais, que dá direito a 100 exemplares, 30 convites para a festa de lançamento, ter o logotipo da empresa impresso no livro e ser divulgado pela assessoria de imprensa.

O livro se baseia na ampla pesquisa de Marcelo Fernandes, um santista que mora em Luxemburgo, e em alguma pesquisa e texto meus. Só digo uma coisa e depois me cobrem: quem não participar, vai se arrepender. Esse livro ficará marcado na história do Santos e da literatura mundial do futebol.

Agora assista a este filme inglês e não se emocione, se puder:

Clique aqui para garantir o seu exemplar e ajudar no lançamento do livro único SANTOS FC, O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA.

No meu aniversário, quem ganha o presente é você

Atenção: Os preços promocionais da Livraria do Blog do Odir vão até o meio-dia de segunda-feira, 2 de outubro. Depois o estoque será zerado para balanço. Livraria só será reaberta em 18 de outubro. Aproveite para comprar agora!

Setembro é mês do meu aniversário e resolvi comemorar com os frequentadores deste espaço promovendo uma oferta inédita das obras expostas na Livraria do Blog.

time-dossie ok

Para atender aos pedidos dos santistas das embaixadas e demais grupos de torcedores espalhados pelo País, criei preços especiais também para a compra de três, quatro e cinco exemplares, tanto do Dossiê de Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959, como do Time dos Sonhos.

Neste mês, três exemplares desses dois livros sairão por 75 reais, quatro por 85 e cinco por 95 reais. E todos os pedidos com frete grátis e dedicatórias exclusivas. Faça as contas e veja que não dá para perder. É a oportunidade de presentear os amigos ou já guardar para o Natal.

E caso alguém queira uma quantidade maior do que cinco exemplares, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que estudaremos as melhores condições possíveis. O interesse, como sempre, é ver o santista e conhecendo a rica história do clube, elemento fundamental no fortalecimento da marca Santos.

Clique aqui para entrar na Livraria do Blog e conferir todas as ofertas

Todos os PDFs a R$ 1,00

O sistema da loja do blog não permite que se distribua livros sem nenhum pagamento. Então, coloquei o preço de todos os PDFs a apenas um real. Isso mesmo. Qualquer PDF, neste mês de setembro, custará apenas um real.
Comprar com cartão, de débito ou crédito, é totalmente confiável pelo sistema do PagSeguro, mas se quiser pode escolher por boleto ou mesmo fazer depósito bancário (nesse último caso, informe-se pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Dentre os PFDs, há quatro livros que falam do Alvinegro Praiano

– Donos da Terra, a história do primeiro título mundial do Santos
Clique aqui para comprar Donos da Terra
– Na Raça!, a história do primeiro clube bicampeão mundial
Clique aqui para comprar Na Raça!
– Ser Santista, um orgulho que nem todos podem ter – Artigos selecionados que mostram várias aspectos da grandeza santista
Clique aqui para comprar Ser Santista
– Pedrinho escolheu um time – A aventura de um garoto paulistano que quer escolher um time para torcer.
Clique aqui para comprar Pedrinho escolheu um time

Há mais três histórias infanto-juvenis

– Pedrinho no Descobrimento do Brasil – Um buraco no tempo leva Pedrinho ao momento em que o Brasil está sendo descoberto pela esquadra de Cabral. Para crianças e adolescentes que gostam de História.
Clique aqui para comprar Pedrinho no Descobrimento do Brasil
– O Diário de Kimmy, uma garota inuit – O dia a dia de uma menina que vive no Alasca, entre as tradições de seu povo e os perigos dos tempos atuais.
Clique aqui para comprar O Diário de Kimmy
O Reino do Pum – A caso insólito do pobre e mal cheiroso reino onde viviam o pequeno Sidney e seu avó Felisberto.
Clique aqui para comprar O Reino do Pum

E uma ficção para adultos

– Morte.Net – Romance impróprio para menores, de Caio Morelli, que fala de pessoas que buscam a felicidade nos encontros fortuitos da Internet.
Clique aqui para comprar Morte.Net

Se tiver qualquer dificuldade para comprar os livros pelo Pagseguro, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que eu resolvo.

A grana está curta? Momentaneamente está desempregado? Mas gostaria de ler alguns livros em PDF expostos na livraria deste blog? Mande-me um e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que neste setembro eu os envio de presente para você.


Amador x Profissional

A cada dia mais clubes brasileiros de futebol têm sido administrados de forma profissional e rapidamente estão deixando para trás as agremiações que insistem em apelar para velhos métodos amadores. Os primeiros se baseiam na meritocracia, na transparência e na competência, os amadores costumam usar todos os subterfúgios possíveis para manter no poder pessoas despreparadas, que pouco ou nada têm para acrescentar aos clubes e apenas os usam para satisfazer seus interesses pessoais.

O método amador de administração se baseia em preconceitos, crendices, tabus, dogmas, bordões, acusações, ofensas, tudo o que puder criar estigmas favoráveis a quem comanda o clube e ao mesmo tempo prejudicar a imagem dos opositores. Nada é científico, nada é provado. O boato e a fofoca se sobrepõem às informações fidedignas, o modus operandi se baseia em ações oportunistas e improvisadas. “Planejar” e “trabalhar” são os verbos menos conjugados por quem adota esse amadorismo mal intencionado.

O amador em questão acredita, ou finge acreditar, no acaso, na sorte, nos raios, na ajuda dos deuses… O profissional planeja, trabalha e faz o que deve ser feito para ajudar a sorte e convencer os deuses de que ele merece uma benção. O amador está sempre cansado, sempre reclamando de ter de trabalhar. O profissional sabe que toda meta tem um preço e arregaça as mangas para alcançá-la.

Bem, como eu disse, os clubes que dominarão o futebol brasileiro daqui para a frente são os que levarem o profissionalismo a sério. Clubes de futebol não podem ter lucro, mas se permitirem que a dívida atinja níveis irrecuperáveis, poderão falir. E os que querem ser ou se manter competitivos precisam fazer um bom caixa para as despesas, é óbvio.

Não dá mais para perder dinheiro com as arrecadações dos jogos, com a falta de vontade e organização para atrair mais e mais sócios e mantê-los, com a falta de visibilidade provocada por maus acordos com a tevê, com a venda subestimada de patrocínios de camisa e de material… Enfim, não dá para deixar de usar todo o potencial de sua marca, pois só assim terá dinheiro suficiente para contratar e revelar grandes jogadores e, o que é mais importante, mantê-los no clube quando se consagrarem.

Mesmo sendo um clube nacional, com ao menos 1% de torcedores nas cinco regiões do País, hoje o Santos vem sendo administrado com métodos amadores que tiram a sua marca da lista das cinco mais importantes do futebol brasileiro. Isso é um grande complicador no momento de se sentar à mesa com um potencial patrocinador.

lista dos clubes - marcas

Um dos detalhes levados em conta por um patrocinador – de camisa ou material – é a média de público do time. E a média do Santos seria até boa não fosse a insistência de jogar todos as suas partidas na Vila Belmiro, o que fez com que este ano o Alvinegro Praiano tivesse alguns públicos irrisórios, que não condizem com sua grandeza (3.195 pessoas contra o Novo Horizontino, 4.257 pessoas contra o Atlético Paranaense e 5.208 na partida conta o Botafogo de Ribeirão Preto).

Sócio morto, mas em dia com o clube

O despreparo e a desorganização para lidar com os sócios do Santos têm gerado casos hilariantes, não fossem trágicos. Além da tremenda dificuldade que alguns sócios estão tendo para pagar os seus boletos, problema que exigirá uma ação enérgica de quem defende o interesse dos associados, há fatos muito mais estranhos, como o do caso do sócio Acauã Sena Mahfuz, matrícula 50091, que mesmo pagando suas mensalidades em dia e frequentando assiduamente os jogos do Santos, recebeu do clube o aviso de que tinha falecido.

socio falecido em dia

Isso mesmo. Na mesma mensagem em que surgia como falecido, Acauã era contemplado com um “Status Ok”. Ou seja, ele havia morrido, mas continuava em dia com o clube. O episódio nos dá arrepios, não só pelo tom macabro da comunicação, mas ao pensar em quantos outros casos absurdos poderão estar vitimando os pobres associados do Santos.

O desespero pela volta dos velhos caudilhos

A mente amadora tem dificuldade de imaginar novos caminhos e, ao se defrontar com uma dificuldade, só consegue pensar em velhas fórmulas, mesmo aquelas que não deram muito certo. Diante da grande rejeição de Modesto Roma mesmo em sua cidade, um grupo de abnegados do ex-presidente Marcelo Teixeira está fazendo campanha, com faixas pelas ruas de Santos, para que ele se candidate novamente à presidente do clube.

Ora, Marcelo já ficou 11 anos na presidência. Emprestou dinheiro ao clube, mas depois o recebeu de volta, com correção. Saiu do Santos depois que o time quase foi rebaixado para a Série B do Brasileiro e disse que se o rebaixamento ocorresse o Santos teria muita dificuldade para voltar à Série A. Suas irmãs também não querem que ele arrisque mais o patrimônio da família no clube e preferem que se preocupe com a universidade Santa Cecília e com a tevê de mesmo nome.

Seus seguidores não querem que ele apoie mais Modesto Roma, que, segundo eles, está fazendo uma péssima gestão, além de nada transparente. Marcelo Teixeira só voltaria se tivesse o apoio geral de todos os grupos políticos do Santos, mas já percebeu que isso é impossível, pois seu nome está longe de ser uma unanimidade. O mundo do futebol exige qualidades que suas administrações não tiveram e que ele parece ainda não ter apreendido. O melhor que poderia fazer, no momento, caso realmente se preocupe com o Santos, é apoiar o melhor candidato e a chapa mais competente e profissional. E essa, positivamente, não é a de Roma.

Enfim, escolher o amadorismo ou o profissionalismo, a improvisação ou o planejamento, as informações precisas ou os boatos, a ciência ou o misticismo, as metas concretas ou a enrolação demagógica é o dilema que o sócio do Santos terá de enfrentar daqui a dois meses. E dessa escolha dependerá o futuro do clube.

E você, o que acha disso?

AJUDE O GRANDE LIVRO DO SANTOS A NASCER

Felizmente a Kickante entendeu a importância do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra” e nos deu mais um mês de campanha de pré-financiamento para lançar esta que é uma das obras mais impactantes da história do Santos e do futebol. Agora faltam apenas 18 dias para o encerramento do prazo final. Se você ainda não participou, participe.

Da meta de R$ 48 mil, suficiente para cobrir os custos gráficos da impressão de dois mil exemplares, passamos da metade. Há muitas formas de recompensa para quem participar da campanha. Desde doar 10 reais, até comprar uma cota de patrocínio por 15 mil reais, que dá direito a 100 exemplares, 30 convites para a festa de lançamento, ter o logotipo da empresa impresso no livro e ser divulgado pela assessoria de imprensa.

O livro se baseia na ampla pesquisa de Marcelo Fernandes, um santista que mora em Luxemburgo, e em alguma pesquisa e texto meus. Só digo uma coisa e depois me cobrem: quem não participar, vai se arrepender. Esse livro ficará marcado na história do Santos e da literatura mundial do futebol.

Agora assista a este filme inglês e não se emocione, se puder:

Clique aqui para garantir o seu exemplar e ajudar no lançamento do livro único SANTOS FC, O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA.

No meu aniversário, quem ganha o presente é você

Setembro é mês do meu aniversário e resolvi comemorar com os frequentadores deste espaço promovendo uma oferta inédita das obras expostas na Livraria do Blog.

time-dossie ok

Para atender aos pedidos dos santistas das embaixadas e demais grupos de torcedores espalhados pelo País, criei preços especiais também para a compra de três, quatro e cinco exemplares, tanto do Dossiê de Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959, como do Time dos Sonhos.

Neste mês, três exemplares desses dois livros sairão por 75 reais, quatro por 85 e cinco por 95 reais. E todos os pedidos com frete grátis e dedicatórias exclusivas. Faça as contas e veja que não dá para perder. É a oportunidade de presentear os amigos ou já guardar para o Natal.

E caso alguém queira uma quantidade maior do que cinco exemplares, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que estudaremos as melhores condições possíveis. O interesse, como sempre, é ver o santista e conhecendo a rica história do clube, elemento fundamental no fortalecimento da marca Santos.

Clique aqui para entrar na Livraria do Blog e conferir todas as ofertas

Todos os PDFs a R$ 1,00

O sistema da loja do blog não permite que se distribua livros sem nenhum pagamento. Então, coloquei o preço de todos os PDFs a apenas um real. Isso mesmo. Qualquer PDF, neste mês de setembro, custará apenas um real.
Comprar com cartão, de débito ou crédito, é totalmente confiável pelo sistema do PagSeguro, mas se quiser pode escolher por boleto ou mesmo fazer depósito bancário (nesse último caso, informe-se pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Dentre os PFDs, há quatro livros que falam do Alvinegro Praiano

– Donos da Terra, a história do primeiro título mundial do Santos
Clique aqui para comprar Donos da Terra
– Na Raça!, a história do primeiro clube bicampeão mundial
Clique aqui para comprar Na Raça!
– Ser Santista, um orgulho que nem todos podem ter – Artigos selecionados que mostram várias aspectos da grandeza santista
Clique aqui para comprar Ser Santista
– Pedrinho escolheu um time – A aventura de um garoto paulistano que quer escolher um time para torcer.
Clique aqui para comprar Pedrinho escolheu um time

Há mais três histórias infanto-juvenis

– Pedrinho no Descobrimento do Brasil – Um buraco no tempo leva Pedrinho ao momento em que o Brasil está sendo descoberto pela esquadra de Cabral. Para crianças e adolescentes que gostam de História.
Clique aqui para comprar Pedrinho no Descobrimento do Brasil
– O Diário de Kimmy, uma garota inuit – O dia a dia de uma menina que vive no Alasca, entre as tradições de seu povo e os perigos dos tempos atuais.
Clique aqui para comprar O Diário de Kimmy
O Reino do Pum – A caso insólito do pobre e mal cheiroso reino onde viviam o pequeno Sidney e seu avó Felisberto.
Clique aqui para comprar O Reino do Pum

E uma ficção para adultos

– Morte.Net – Romance impróprio para menores, de Caio Morelli, que fala de pessoas que buscam a felicidade nos encontros fortuitos da Internet.
Clique aqui para comprar Morte.Net

Se tiver qualquer dificuldade para comprar os livros pelo Pagseguro, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que eu resolvo.

A grana está curta? Momentaneamente está desempregado? Mas gostaria de ler alguns livros em PDF expostos na livraria deste blog? Mande-me um e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que neste setembro eu os envio de presente para você.


Aprovado por Conveniência

Primeiro, o Conselho Fiscal do Santos elencou uma série de incongruências no balanço fiscal de 2016, depois sugeriu que o Conselho Deliberativo aprovasse o documento. Ora, o enunciado não combinou com o seu desfecho. É óbvio que assim como ocorreu com o balanço de 2015, o de 2016 também não deveria ter sido aprovado, pois as práticas da gestão de Modesto Roma continuam obscuras, enganadoras, suspeitas.

Anuncia-se um superávit, mas não há superávit nenhum; anuncia-se um patrocínio de 18 milhões da Caixa, mas na verdade será de 11 milhões e mais 5 hipotéticos milhões em caso de títulos; anunciou-se a “fabricação do próprio uniforme”, em parceria com a Kappa, como um grande negócio, mas isso só rendeu 5 milhões, dois a menos do que se ganhava com a Nike. Enquanto isso, as despesas previstas com o marketing em 2017 alcançarão 31 milhões de reais, quase o dobro da verba da Caixa e da comercialização do uniforma somadas.

Porém, uma nova rejeição das contas da temerária gestão de Modesto Roma poderia tirar o Santos do Profut, o que seria desastroso. Profut é a sigla do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro, lei sancionada em 5 de agosto de 2015 que objetiva ajudar os clubes a quitar suas enormes dívidas com a União. Quem adere ao Profut, como é o caso do Santos, pode refinanciar suas dívidas em um prazo de 20 anos (240 parcelas). Além disso, o Profut reduz 70% das multas e 40% dos juros. É um grande negócio, sem dúvida, mas para se manter no Profut, o clube tem de cumprir algumas obrigações, cujas principais, são:

Utilizar no máximo 80% da receita bruta para o futebol profissional

Não atrasar salários da carteira nem direitos de imagem

Regularizar as ações trabalhistas

Não antecipar verbas referente a período posterior ao fim do mandato

Restringir os mandatos dos presidentes a no máximo 4 anos e apenas uma reeleição

Como se vê, o clube está no fio da navalha com relação ao Profut e uma nova reprovação das contas da gestão Modesto Roma provavelmente alijaria o Alvinegro Praiano do programa. Assim, muito generosamente, Marcelo Teixeira, o dono de Santos, mexeu seus pauzinhos e fez sair conselheiros até das catacumbas da cidade para, mesmo sem ser o relatório, votar por sua aprovação, o que deu uma sobrevida à gestão MR.

Então, essa contagem final de 115 votos a favor do balanço e 53 contra não reflete a verdade dos fatos. Na verdade, não há superávit nenhum e a situação financeira do Santos é caótica, mas a aprovação das contas impediu que a situação se tornasse ainda pior.

Dúvidas antigas, como: que empresa levou 2,5 milhões na comissão da venda de Geuvânio? ou quem levou o mesmo valor na venda de Gabriel? continuam sem resposta. Não se sabe também quem do clube coordena a fabricação e a comercialização dos uniformes do Santos. Tudo indica que as empresas parceiras fazem tudo e depois informam quanto venderam e quanto devem pagar ao clube. Amadorismo maior, impossível.

Outro fato que me despertou a curiosidade, apesar do valor baixo, comparado a outros citados, foi o de um “pagamento a maior” no valor de 104 mil reais. O tal pagamento, feito em 2015, jamais foi ressarcido ao clube e nem ao menos cobrado. Quem sabe esses 104 mil reais estão voando por aí. Cheque a sua conta, caros leitor e leitora. Quem sabe… Pois é. As perguntas sem resposta são tantas, que esses 104 mil nem foram citados pelos oradores contrários à aprovação.

Enquanto puderem, Roma e seus assessores venderão a ideia de um clube que caminha para a solidez financeira e de que tudo está sob controle. Para isso, iludem os que se deixam iludir e ignoram muita coisa, como as ações da Doyen, que cobra na Justiça direitos nos casos de Leandro Damião, Felipe Anderson, Geuvânio, Gabriel e outros que somam cerca de 150 milhões de reais. Já teria sido arbitrada uma multa diária de 300 mil reais a serem pagas à Doyen enquanto o clube nãso quita a dívida, mas o caso nem foi mencionado no balanço e o clube finge desconhecê-lo.

E você, o que acha disso?

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Dois exemplares de Time dos Sonhos, com frete grátis e dedicatória por apenas 59 reais não se pode perder.
Clique aqui e leve agora!

Liquidação Total dos livros em 60 dias de aniversário!

Como prometi, este blog comemorará o aniversário de 105 anos do nosso amado Santos Futebol Clube com descontos inacreditáveis na Livraria do Blog nos meses de março e abril. Para tornar a rica história santista mais acessível a todos, reduzi em 80% alguns preços dos livros oferecidos na livraria e ainda mantive o frete grátis e a dedicatória. Mas a promoção só vai até o fim do estoque. Então, se ainda não comprou esses livros – para você ou para dar de presente aos amigos – aconselho que o faça agora.

Você sabe: divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
Por 39 reais um exemplar, ou apenas 59 reais por dois exemplares
https://livraria.lojaintegrada.com.br/2-exemplares-do-dossie-unificacao-dos-titulos-brasileiros-a-partir-de-1959-com-dedicatoria-do-autor-frete-gratis

Time dos Sonhos
Por 39 reais um exemplar, ou apenas 59 reais por dois exemplares

Sonhos mais que possíveis
Por 14 reais o exemplar

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Por 18 reais um exemplar, ou 29 reais dois exemplares

OS PREÇOS FINAIS SÃO ESSES AÍ, NENHUM CENTAVO A MAIS.
O FRETE É POR CONTA DO BLOG.
APROVEITE POR QUE NUNCA ESTEVE TÃO BARATO.

ATENÇÃO: A PROMOÇÃO VAI ATÉ 30 DE ABRIL OU ATÉ ACABAR O ESTOQUE

—— Para entrar na livraria, tecle aqui ——
ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

Participe do livro 20 Jogos Eternos do Santos

CAPA 20 jogos Santos 5 - final para gráfica FRENTE (2)

Os jornalistas Bruno Freitas e Renan Prates estão lançando uma campanha de venda antecipada para lançar o livro “20 Jogos Eternos do Santos”.

Para este livro foram consultados os santistas da mídia Ademir Quintino, João “Canalha”, José Roberto Torero, Marcelo Tas, Odir Cunha, Paulo “Morsa”, Vladir Lemos e Xico Sá.

Não está caro participar e com 36 reais já dá para garantir um exemplar. Como sempre digo, a história é o bem mais precioso do Santos e tudo o que for feito para preservá-la tem o meu apoio.

Para mais informações, clique neste link: https://abacashi.com/#/p/livro20jogoseternosdosantos


Um brinde à lógica

As relações no futebol frequentemente são movidas pelas paixões, e se é verdade que isso tem o seu lado positivo, pois cria uma duradoura fidelidade entre o time e seus torcedores, por outro é profundamente negativo, pois o afasta das decisões mais racionais e produtivas que viriam para torná-lo forte, saudável e competitivo indefinidamente. O Santos vive esse dilema nesse momento.

Gabigol se foi. Deixará de ser o garoto mimado na Internazionale. Para começar, raspou a ridícula barba branca. Lá terá de aprender a usar o pé direito. Incompleto como jogador e imaturo como ser humano, deixará 18 milhões de euros, ou R$ 64,8 milhões nos cofres do Santos. Ótimo. Rezemos para que essa diretoria use a verba da maneira mais inteligente e transparente possível, de preferência pagando as contas que colocam o clube à beira da insolvência.

A venda do passe de Gabriel e as propostas por Zeca e Lucas Lima provam que revelar ou recuperar jogadores, e depois negociar seus passes com o mercado internacional, sempre será uma alternativa para sair do sufoco financeiro, desde que mantenha um ótimo trabalho de base. Por isso, acho muito mais importante a construção de um moderno CT para os infanto-juvenis do que uma pequena arena ao lado da Vila Belmiro.

Não vejo, porém, motivos para grandes preocupações técnicas com a saída do jovem atacante de 19 anos. Gabriel andava muito individualista, jogando apenas para si, reclamando da arbitragem e dos companheiros. Que seja feliz por lá. Das opções possíveis, eu colocaria Copete na meia-esquerda, daria liberdade para Zeca penetrar mais pela ponta-esquerda, pois ele faz isso melhor do que Copete, e providenciaria para que houvesse uma boa cobertura por aquele lado do campo.

Domingo na Vila, dia do tigre

Neste domingo, às 11 horas da manhã, o Santos enfrenta o Figueirense na Vila. Sabemos que o time jogará bem diferente de como o faz longe do centenário Urbano Caldeira. Nenhum santista poderá duvidar da vitória. O time deverá ser Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno e Lucas Lima; Copete e Ricardo Oliveira.

No time de Santa Catarina o técnico Angel Fucks já rodou e o novo professor é Tuca Guimarães, que, sem o experiente Carlos Alberto, suspenso, deverá escalar o time com Gatito Fernández (Thiago Rodrigues), Ayrton, Marquinhos, Werley (Bruno Alves) e Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia, Elicarlos, Ferrugem e Elvis; Lins e Rafael Moura.

No meio da semana o Figueirense, em casa, fez 4 a 2 no Flamengo, com boa atuação do artilheiro Rafael Moura, que merece atenção. A arbitragem será de Bruno Arleu de Araujo (CBF), auxiliado por Dibert Pedrosa Moises e Thiago Henrique Neto, ambos do Rio de Janeiro.

Marcelo Teixeira é contra o estádio em Santos

Como já escrevi, por incrível que possa parecer para alguns, o ex-presidente Marcelo Teixeira tem se mostrado menos bairrista e mais racional do que o atual presidente do Santos, Modesto Roma Junior. Para Teixeira, o Santos deve construir o seu estádio, preferencialmente, na região do ABCD ou na Capital. Isso é o óbvio dos óbvios, pois nessas regiões o time teria um público bem maior e poderia cobrar mais pelo ticket médio, mas a afirmação causa surpresa por vir de Teixeira, para muitos o criador da criatura que hoje dirige o clube.

Sei que esses assuntos são discutidos com muita paixão e há quem se aproveite do preconceito, do bairrismo e do pouco conhecimento do torcedor para jogar santistas contra santistas e assim dividir para reinar. Porém, se os santistas usassem apenas a lógica para suas opiniões e decisões sobre o clube, creio que quase todos concordariam que o futebol, profissional e de base, deve permanecer em Santos, assim como todas as áreas do clube, menos o marketing, que deve estar próximo dos maiores potenciais patrocinadores.

Quanto ao local dos jogos, para mim não é hora de se arriscar em um negócio nebuloso como este da areninha. O correto é continuar revezando as partidas entre Vila Belmiro e Pacaembu. E na hora de se construir um novo estádio, que a decisão seja tomada por profissionais.

E você, o que acha disso?


O apego ao poder

Estamos cansados de ver, por este mundo afora, grupos políticos que lutam contra ditaduras, mas, ao assumirem o poder, amparados pelos sonhos do povo e pelas teses dos intelectuais, manipulam a máquina estatal para instituir, ou tentar instituir, outra ditadura.

Se o objetivo desses grupos fosse apenas ideológico, se o esforço desses revolucionários de ocasião visasse apenas melhores condições de vida para as classes menos favorecidas, a decantada igualdade social, ainda haveria a desculpa do idealismo. Mas não. Seus líderes, invariavelmente, falam em nome das massas, mas querem mesmo é meter a mão na grana.

Desviam dinheiro público, abrem contas em paraísos fiscais, roubam do País o que seriam escolas, hospitais, casas próprias e empregos, muitos empregos, para garantir uma vida de luxo e ociosidade para si mesmos e seus herdeiros. São os piores bandidos que uma sociedade pode gerar, pois na verdade desprezam essa mesma sociedade e não estão nem um pouco preocupados com seu crescimento. São vampiros de corpos e almas.

Se passarmos essa visão para um clube de futebol, veremos que as melhores administrações, as que tornam uma agremiação maior e mais próspera, são aquelas que se preocupam, em primeiro lugar, com o povo que governam – no caso, os torcedores do clube.

Os grandes administradores têm a consciência de que o poder não lhes pertence, apenas lhes foi dado durante um certo período, e por isso devem liderar pensando em todos, ouvindo todos, tentando unir esperanças e esforços em busca de um objetivo comum.

Quando fico sabendo que, mais uma vez, o Santos vendeu um mando de campo – no caso, o jogo contra o São Paulo, dia 9 de setembro – para um estádio que nem sabe qual é, entristeço-me ao constatar que nada mudou desde o início do ano, quando Modesto Roma e sua equipe assumiram.

Se o negócio do Santos é jogar futebol e se as partidas são o grande evento em que o time e seu público entram em contato, por que o Santos ainda não montou uma equipe para organizar, vender, divulgar e dirigir seus jogos? Por que o marketing, que já trocou duas vezes de gerente, continua agindo como o restaurante que fecha na hora do almoço, ou seja, não atua decisivamente durante os jogos do time no Brasileiro?

E por que cargas d’água todos os estádios brasileiros podem receber um jogo do Santos – desde que um empresário qualquer compre esse direito – e o mais óbvio de todos, que tradicionalmente é o estádio do Santos na maior cidade da América Latina, o velho e bom Pacaembu, não pode receber nenhum compromisso do Alvinegro Praiano neste Brasileiro?

Até Marcelo Teixeira fazia o Santos jogar mais em São Paulo do que Modesto Roma, essa é a verdade. Revendo agora o Almanaque do Santos, escrito pelo professor Guilherme Nascimento, constato que no Brasileiro de 2009 o jogo de mais público com mando de campo do Alvinegro Praiano ocorreu no Pacaembu, em uma segunda-feira à tarde, diante do Vitória: 30.588 pessoas.

O fato de ter tido apenas 35 votos e ter sido o candidato menos votado na Capital, mostra que Modesto Roma já inspirava desconfiança na maior parte dos sócios do clube que votam em São Paulo. Estes, já desconfiavam que Roma faria uma administração voltada para a Vila Belmiro. Infelizmente, isso está se confirmando. Uma pena, pois Roma foi eleito para ser o presidente de todos os santistas.

Se ao menos o clube tivesse providenciado uma campanha nacional para atrair mais associados, como foi prometido várias vezes – e era, aliás, uma das metas do gerente de marketing que se foi -, ficaríamos com a impressão de que havia mesmo um plano de agigantar o Santos, de romper seus limites geográficos. Porém, nada se fez e nada se faz pelo sócio de outras cidades, como se fosse interessante perdê-los, já que assim essa administração terá menos votos contrários na próxima eleição.

Desculpem-me os modos, mas não posso aceitar que o Santos, como uma prostituta, vá para a cama, ou melhor, para o estádio, de quem pagar mais, e ignore os santistas da Grande São Paulo e do Interior do Estado, os maiores responsáveis pelos resquícios de grandeza que ainda restam ao clube.

Não precisa ser no Pacaembu. Que se mande um jogo do Santos no moderno estádio palmeirense, por que não? Dezenas de milhares de santistas gostariam de se sentir maioria em um estádio de verdade. O que não se pode é permitir que o Santos viva ao Deus-dará, sem planejamento, sem trabalho, sem organização, dirigido por uma nova confraria movida pelo rancor aos que pensam diferente.

Agora veja como o Santos calou o Maracanã:

História – isso ninguém vai tirar do Santos

Apoie o relançamento do livro Time dos Sonhos, receba um exemplar ao preço de pré-venda e ainda ganhe de presente seu nome impresso no último capítulo do livro. Faltam apenas 6 dias para o fim da campanha de pré-venda do livro Time dos Sonhos, A Bíblia do Santista.

Faltam só 6 dias para terminar a campanha de pré-venda do livro Time dos Sonhos. Clique aqui para obter mais informações e garantir o seu exemplar e seu nome impresso no livro.

E você, acha que Modesto Roma tem administrado para todos os santistas?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑