Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Maringá

Hoje é dia de fazer gols

Robinho
Jogadores treinaram chutes a gol (Ivan Storti/ Santos FC)

Meus amigos, quando o Santos está ganhando por 1 a 0, empatando por 0 a 0, 1 a 1, ou seja, vivendo de placares magros, é porque a coisa não vai bem. Como o time que mais marcou gols neste planeta, o Glorioso Alvinegro Praiano só está realmente bem quando seu ataque põe a bola pra dentro várias vezes em uma partida. E o jogo de hoje, às 19h30, diante do Maringá, na Vila Belmiro, pela segunda rodada da Copa do Brasil, tem cheiro de gol no ar.

O Santos vem de três jogos em que perdeu muitos gols e se complicou no segundo tempo: na final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, fez 2 a 0, poderia até ter ampliado, mas acabou pressionado no segundo tempo, sofreu um gol e só foi buscar o título na agonia dos pênaltis. Depois, vencia o Maringá por 2 a 0 e sofreu o empate nos últimos minutos, e, por último, domingo passado, contra o Avaí, deu um show na primeira etapa, mas só marcou um gol. Na segunda, cedeu o empate e por pouco não perdeu o jogo.

A partida de logo mais será um bom teste para todos os compartimentos do time – defesa, meio de campo, ataque – e também para o técnico Marcelo Fernandes, que não tem sabido mexer na equipe para manter o bom futebol na etapa final. Desta vez, ele não terá todos os titulares à sua disposição, pois Renato, com dores na coxa, e Chiquinho, com dores nas costas, não entrarão em campo.

Leandrinho entrará no lugar de Renato, e aí acho que o time não perderá muito. Talvez até ganhe em fôlego e vitalidade, pois o substituto é bem mais jovem do que o titular. A outra substituição, porém, é que é mais problemática, pois Marcelo Fernandes colocará Cicinho na lateral-direita e deslocará Victor Ferraz para a esquerda, o que não tem dado certo nas últimas vezes em que foi tentado. Ferraz é bem melhor pelo lado direito e Cicinho a gente nunca sabe como se comportará. A única certeza é a de que, no mínimo, levará um cartão amarelo.

Mas o quarteto mágico – Lucas Lima, Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho – estará em campo, o que sugere, ao menos, muitas oportunidades de gol. Isso posto, a escalação do Santos será: Vladimir, Cicinho, David Braz, Werley e Victor Ferraz; Valencia, Leandrinho e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho.

A Zebra quer passear na Vila

O Maringá, que tem como animal-símbolo a zebra, quer fazer jus a ela e conseguir a classificação na Vila Belmiro. Uma das coisas boas do futebol é que ele permite esses sonhos, e a Copa do Brasil está repleta de exemplos assim. Em pensar que um humilde e na época totalmente desconhecido Asa de Arapiraca eliminou o então poderoso Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo em pleno Parque Antártica…

O técnico Claudemir Sturion e seus jogadores ficaram mais animados depois do primeiro jogo, na semana passada, em Maringá, quando foram para cima do Santos e conseguiram marcar dois gols nos minutos finais, mostrando a deficiência da defesa do Alvinegro Praiano nas bolas altas. Pode estar certo que hoje o Maringá vai apelar para um chuveirinho forte para buscar o gol. Bastará a vitória por um gol, ou um empate por três gols ou mais para o time do Norte do Paraná eliminar o Santos. Um novo empate em dois gols levará a decisão para as cobranças de tiro livre da marca do pênalti.

Pelo jeito, o atacante Edmar, um dos melhores jogadores do Maringá, ficará novamente de fora do jogo, pois continua sentindo dores no tornozelo. O time será escalado com Ednaldo, Ruan, Fabiano, Marcelo Xavier, Edinho; Ítalo, Serginho Paulista, Eurico, Max; Gabriel Barcos (Edmar) e Rodrigo Dantas.

Minha previsão

Hoje sinto no ar aquele cheiro de gols na Vila Belmiro. Caso jogue concentrado, não faça firulas e não perca a tranqüilidade, o Santos deve marcar, no mínimo, três gols contra o brioso time do Paraná. Creio que depois das lições recebidas principalmente contra o próprio Maringá e o Avaí, o Santos não deve dar bobeira. Arrisco um 4 a 1.

Novos valores

Assisti ontem ao bom jogo entre Palmeiras e Sampaio Correia e fiquei bem impressionado com o tal de Pimentinha, que sozinho criou várias situações de perigo contra a meta de Fernando Prass. No domingo, Renato Cajá, da Ponte Preta, foi um dos destaques da rodada. Como bate na bola esse rapaz! Lembra Dicá, Ailton Lira, os grandes meias passadores e finalizadores do futebol brasileiro. Digo isso só para alertar aos responsáveis pelo futebol do Santos de que, diante da situação crítica dos sofres alvinegros, serão esses jogadores, de equipes intermediárias e mesmo pequenas, que deverão ser garimpados para manter o Santos competitivo nos próximos anos.

E você, o que espera de Santos e Maringá, hoje, na Vila?


A garotada do Santos foi bem. Mas bobeou no final

Até os 37 minutos do segundo tempo os garotos do Santos iam muito bem diante da grande torcida santista que lotou o estádio de Maringá. Venciam o Maringá por 2 a 0 e evitavam o jogo de volta, pela segunda rodada da Copa do brasil. Mas uma falha do goleiro Vladimir, que espalmou uma bola para a pequena área, e outra falha de marcação aos 46 minutos do segundo tempo, quando Paulo ricardo deixou o baixinho Cicinho saltar com o grandalhão atacante Rodrigo Dantas, proporcionaram o empate ao Maringá, obrigando o jogo de volta.

De qualquer forma, a partida mostrou que o elenco do Santos tem muitos reservas que poderão ser bem aproveitados no Campeonato Brasileiro. Quase todos se saíram bem. Mesmo Elano fez um bom primeiro tempo e marcou, de cabeça, o único gol da primeira etapa. Por paradoxal que seja, o único titular em campo, o goleiro Vladimir, mostrou-se inseguro e falhou bisonhamente ao espalmar uma bola para a sua pequena área, o que gerou o primeiro gol do Maringá.

Outro jogador que pouco mostrou e, irritadiço, ainda levou cartão amarelo, Gabriel jogou mais uma vez o Gabibol, um esporte em que a jogada começa e termina nos seus pés. Se há mesmo a possibilidade de uma troca entre ele e Robinho, não há o que pensar. Tomara que Gabriel ainda seja um grande jogador, mas por enquanto não é e nem parece fazer muita questão de ser.

Por outro lado, jogadores como Paulo Ricardo, Caju, Lucas Otávio, Lucas Crispim e Marquinhos Gabriel mostraram disposição e boa técnica. Cicinho também estava bem, mas foi só o Maringá pressionar um pouco para perder a cabeça e levar outro cartão amarelo bobo. Na verdade, a arbitragem também se perdeu a partir da metade do segundo tempo, quando passou a marcar tudo a favor do time paranaense e fazer vistas grossas a entradas que poderiam até resultar em cartão vermelho direto, como aquela que tirou Serginho do campo.

O certo é que o jogo parecia decidido até dez minutos para o final. Com gols de Elano, de cabeça, no primeiro tempo, e de Marquinhos Gabriel no segundo, concluindo uma jogada bem tramada pelo Santos, o Alvinegro Praiano parecia ter se livrado do jogo de volta.

Porém, com o gol achado aos 37 minutos do segundo tempo, o Maringá, que já parecia conformado com a derrota, pressionou o Santos e aí foi possível observar algum nervosismo dos santistas. As substituições de Marcelo Fernandes não deram resultado. As saídas de Elano e Lucas Crispim, para as entradas de Serginho, Thiago Mathias e Diego Cardoso (Serginho entrou no lugar de Elano, mas logo se machucou e foi substituído por Thiago Mathias) enfraqueceram o meio de campo e o Santos não conseguiu mais segurar a bola no ataque, como fizera até então.

De qualquer forma, a partida foi muito importante para se fazer algumas observações, tais como:

1 – O goleiro titular ainda é Vanderlei. Vladimir tem o grave defeito de espalmar para dentro do campo e fica muito indeciso nas bolas altas cruzadas na área.
2 – Mesmo quando jogar melhor, Cicinho é uma temeridade. Quer driblar na defesa e leva cartão amarelo em toda partida.
3 – Gabriel tem jogado muito mal. Não se sabe se é porque tem ficado isolado na frente e o seu forte não é brigar pela bola, ou se porque não busca tabelar com ninguém e tenta resolver tudo sozinho. O certo é que assim não dá. Se há mesmo interesse do Milan, em uma troca por Robinho, é pra ontem.
4 – Elano melhorou. Se continuar assim, brigará por uma posição no meio de campo.
5 – Lucas Otávio e Lucas Crispim jogaram bem. Só caíram a partir da metade do segundo tempo.
6 – Paulo Ricardo será um grande zagueiro. Falta mais experiência no quesito “posicionamento”.
7 – Caju voltou bem. Parece recuperado do púbis.
8 – Marquinhos Gabriel é o Basílio deste time (lembra do time de 2004?).
9 – Leandrinho não é craque, mas é regular.

O jogo de volta será na próxima quinta-feira, não sei em que estádio. Para essa partida, é bom Marcelo Fernandes escalar os titulares, pois uma vitória mínima do Maringá eliminará o Santos da Copa do Brasil.

MARINGÁ 2 X 2 SANTOS

Estádio Willie Davids, Maringá, 06/05/2015, 22 horas

Público: 16.142 pagantes. Renda: R$ 677.255,00

Maringá: Ednaldo; D. Gerônimo, Fabiano, Marcelo Xavier e E. Edinho; Ítalo, Eurico, Serginho Paulista (Rhuan) e Max (Alex); Rodrigo Dantas e Gabriel Barcos (Rafael Santiago). Técnico: Claudemir Sturion.
Santos: Vladimir, Cicinho, Gustavo Henrique, Paulo Ricardo e Caju; Lucas Otávio, Leandrinho, Elano (Serginho) (Thiago Maia) e Marquinhos Gabriel; Lucas Crispim (Diego Cardoso) e Gabriel. Técnico: Marcelo Fernandes.
Gols: Elano, aos 24 minutos do primeiro tempo; Marquinhos Gabriel aos 10, Fabiano aos 37 e Rodrigo Dantas aos 46 minutos do segundo.
Arbitragem: Thiago de Alencar Gonzaga, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Claysson Vieira de Morais, todos do Mato Grosso do Sul (auxiliares foram bem, mas o árbitro, descontrolado, deu faltas e cartões demais e quando deveria dar, não deu).
Cartões amarelos: Ítalo, Rafael Santiago, Rhuan (Maringá); Gabriel, Elano, Paulo Ricardo, Gustavo Henrique (Santos).

Tinha o mesmo número de santistas para ver os reservas do Santos em Maringá do que os que foram assistir à decisão do Campeonato Paulista na Vila Belmiro

Veja só que curioso e perceba como a torcida do Santos é imensa por este Brasil afora, e não apenas nos arredores da Vila Belmiro: o público da final do Paulista foi de 14.662 pessoas, das quais 90% eram torcedores do Santos, portando 13.195.

O público que assistiu ao empate entre Santos e Maringá, em Maringá, foi de 16.142 pessoas, das quais, segundo o repórter da TV Bandeirantes, 80% eram santistas, o que resulta em 12.913 pessoas.

Assim, conclui-se que a quantidade de santistas na Vila Belmiro, apesar da importância do evento e de o time jogar no sagrado Urbano Caldeira, era de apenas 282 torcedores a mais do que na distante Maringá, em que a equipe atuou sem 10 titulares.

Por aí é que se percebe como uma campanha nacional de associação e como um programa de jogos que contemple as várias comunidades de santistas espalhadas pelo Brasil são fundamentais para que o Santos atinja a dimensão que ele realmente tem.

E você, o que achou dos reservas do Santos em Maringá?


A chance de ouro dos reservas contra o motivado Maringá

Primeiro tempo: Maringá 0 x 1 Santos

Os reservas do Santos fazem um bom primeiro tempo contra o Maringá, no lotado estádio do clube paranaense. A disposição dos santistas para marcar reduziu as chances ofensivas do Maringá. Por outro lado, Marquinhos Gabriel, Lucas Crispim, Elano e Cicinho têm garantido bons ataques ao Alvinegro Praiano. Gabriel não joga bem e ainda levou um cartão amarelo por reclamação. Assim o garoto vai justificar a opinião de quem prefere que ele vá para o Milan em troca do veterano, porém craque e ídolo Robinho.

Se não voltar muito recuado no segundo tempo, o Santos pode conseguir ótima vitória em Maringá. E se continuar tão inoperante, Gabriel poderá ser substituído por Diego Cardoso. Caso Elano, que está bem, se canse, o que é previsível, acho que será uma boa oportunidade para fazer o canhoto Serginho entrar no time. Agora, veja o gol de Elano:

A chance de ouro dos reservas contra o motivado Maringá

Elano
Elano e Lucas Crispim (Fotos: Ricardo Saibun/ Santos FC)

Lucas Crispim e Paulo Ricardo
Lucas Crispim e Paulo Ricardo


Marquinhos Gabriel e Lucas Otávio

Treino no CT Rei Pelé
Elano, Caju e Gabriel

Dos que entraram em campo domingo passado, na vitória sobre o Palmeiras que acabou dando ao Santos, nos pênaltis, o seu 21º título paulista, apenas o goleiro Vladimir, o lateral Cicinho, o zagueiro Gustavo Henrique e o meio-campo Leandrinho estarão em campo esta noite, em Maringá, contra o Maringá, às 22 horas, pela segunda fase da Copa do Brasil. O time local, bastante motivado, terá todos os titulares possíveis. O estádio Willie Davids estará lotado. A partida será transmitida pela TV Bandeirantes.

O jogo é uma ótima oportunidade para alguns jogadores do Santos mostrarem o que se poderá esperar deles no Campeonato Brasileiro, que começa neste final de semana, com o Santos enfrentando o Avaí, domingo, às 18h30, em Florianópolis.

Quem sabe se a partir desta partida jogadores como o zagueiro Paulo Ricardo, que vinha tão bem na primeira partida da final, até ser expulso; o experiente Elano, que parece estar magrinho, mas ainda não conseguiu realizar uma boa partida; o meia lucas Crispim, tão bem no Vasco em 2014, e o garoto Gabriel, artilheiro do Santos no ano passado, entre outros, não conseguem jogar bem e aumentar as opções para o técnico Marcelo Fernandes?

Na verdade, todos os jogadores santistas estarão em teste. Vladimir está titular, mas Vanderlei, que já treina com máscara, vinha jogando muito bem antes de sofrer a grave contusão diante da Ponte Preta; caju volta à lateral-esquerda depois de longo tratamento de uma contusão no púbis; Lucas Otávio volta a ter outra oportunidade de mostrar que pode ser mais eficiente do que Valencia e Marquinhos Gabriel, que tem entrado com muita vontade, buscará encaixar uma ou outra jogada para se tornar um nome mais frequente no ataque santista.

Assim, o Santos terá esta noite: Vladimir, Cicinho, Gustavo Henrique, Paulo Ricardo e Caju; Lucas Otávio, Leandrinho, Elano e Marquinhos Gabriel; Lucas Crispim e Gabriel.

Quanto ao Maringá, equipe de nível equivalente ao Londrina, que o Santos eliminou na primeira fase, o objetivo na partida desta noite, ao menos segundo o técnico Claudemir Sturion, é a vitória. O time não terá o artilheiro Edmar, com entorse no tornozelo, mas poderá contar com todos os outros titulares, que são: Ednaldo, Reginaldo, Juninho, Fabiano e Fernandinho; Zé Leandro, Serginho Paulista, Léo Maringá e Renan Tavares; Cristiano e Gabriel Barcos.

Esse Gabriel Barcos, obviamente, não tem nada a ver com Hernan Barcos, centroavante que foi do Palmeiras e o Grêmio e hoje está no Tianjin Teda, da China. Mas é bom tomar cuidado com ele, já que genéricos como o Valdívia do Internacional e o Robinho do Palmeiras também são bons jogadores.

A arbitragem será de Thiago de Alencar Gonzaga, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Claysson Vieira de Morais, todos do Mato Grosso do Sul. Esperemos que não sejam caseiros e trabalhem bem.

Veja a primeira entrevista de Longuine, o novo contratado do Santos:

Como você acha que este Santos se sairá em Maringá?


Estádio lotado em Maringá para ver o campeão paulista

Estádio lotado em Maringá para ver o campeão paulista

Esgotaram-se rapidamente os 16.200 ingressos, ao preço único de 50 reais, colocados à venda na segunda-feira. Na terça, outros mil ingressos foram disponibilizados para o torcedor que quer ver Maringá e Santos, às 22 horas desta quarta-feira, no estádio Willie Davids (a TV Bandeirantes transmitirá a partida).

Com uma grande torcida no Norte do Paraná, o Santos sempre atrai ótimos públicos quando joga na reunião. Nem mesmo a provável ausência de Robinho e de outros titulares diminui o ânimo dos torcedores locais, que estão até se programando para esperar a delegação santista que desembarca no aeroporto Silvio Name Júnior por volta de uma hora da manhã da quarta-feira.

Mesmo treinando a equipe logo na segunda-feira e também na terça, o técnico Marcelo Fernandes não deve escalar todos os titulares nesta partida. Há uma boa possibilidade de que jogadores considerados reservas tenham mais uma oportunidade de mostrar suas qualidades.

Gustavo Henrique, Paulo Ricardo, Lucas Otávio, Leandrinho, Lucas Crispim, Cicinho, Marquinhos Gabriel e Gabriel devem iniciar a partida. Geuvânio, que foi expulso no final do primeiro tempo do jogo contra o Palmeiras, é outro que deve ser escalado. A partida já será um bom teste para esses jogadores que comporão o elenco do Santos no Campeonato Brasileiro.

Mesmo sem muitos titulares, o Santos será o favorito contra o Maringá, quadrifinalista do campeonato paranaense deste ano, que terá como maior motivação não perder por dois gols de diferença e assim provocar o jogo de volta, que seria realizado dia 14 deste mês, uma quinta-feira.

Para se ter uma ideia, o Maringá tem um time equivalente ao do Londrina, por quem foi eliminado na cobrança de pênaltis nas quartas-de-final do campeonato estadual. Para este jogo contra o Santos não poderá contar com Edmar (entorse no tornozelo), autor do gol da classificação contra o Madureira, na fase anterior da Copa do Brasil, e nem com Danilo Rios, contratado pelo Sampaio Correa, do Maranhão, para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro.

Dunga convoca Robinho para a Copa América

Rafael Longuine chegou

Muito feliz por estar no Santos, já que tem santistas na família que torciam muito por isso, Rafael Longuine, 1,74m, meia ofensivo que completará 25 anos no dia 30 deste mês, foi apresentado ao clube. Chegou bem credenciado por suas atuações no Audax e também por ter sido escolhido como a revelação do Paulistão/2015.

Quatro santistas entre os melhores do Paulistão

Confira a seleção do Campeonato Paulista 2015
Goleiro: Fernando Prass (Palmeiras)
Zagueiro: Gil (Corinthians)
Zagueiro: David Braz (Santos)
Lateral-direito: Fagner (Corinthians)
Lateral-esquerdo: Zé Roberto (Palmeiras)
Volante: Gabriel (Palmeiras)
Volante: Arouca (Palmeiras)
Meia: Robinho (Palmeiras)
Meia: Lucas Lima (Santos)
Atacante: Robinho (Santos)
Atacante: Ricardo Oliveira (Santos)
Técnico: Oswaldo de Oliveira (Palmeiras)
Prêmios especiais
Craque do Paulistão: Ricardo Oliveira (Santos)
Craque da Galera: Robinho (Palmeiras)
Craque do Interior: Crislan (Penapolense)
Revelação: Rafael Longuine (Audax Osasco)

Santos x Maringá, mas pelo futsal, com Falcão. Lembra?

Você acha que está certo usar reservas contra o Maringá?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑