Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Marta (page 1 of 2)

Marta, Neymar e o mérito das(os) adversárias(os)

Marta não merecia perder para os Estados Unidos. Como sempre, ela foi a melhor em campo e marcou os dois gols do Brasil. Mas os Estados Unidos também não mereciam perder para o Brasil. Foram o melhor time, procuraram mais o gol, mesmo jogando a maior parte do tempo (incluindo a prorrogação) com uma jogadora a menos.

E difícil assistir a um jogo das garotas da Seleção com a mesma exigência com que assistimos aos jogos dos homens. Elas pecam em todos os fundamentos e, comparadas com as norte-americanas, são menos rápidas, altas e fortes. A única exceção é Marta.

Outras brasileiras que mostraram qualidades foram Maurine, Érika, Fabiana e Formiga, mas isso foi pouco para impedir a lógica. Talvez o técnico Kleiton Lima tivesse evitado o desastre se percebesse que todas as jogadas de ataque dos Estados Unidos passaram a sair dos pés da ótima Rapinoe, que entrou no lugar de Cheney. Mas ele não viu e foi dos pés de Rapinoe que saiu o cruzamento para Wambach empatar, no finzinho da prorrogação.

Nos pênaltis, deu dó da Daiane. Além de fazer o gol no início da partida e também falhar no gol de empate das norte-americanas, cobrou um pênalti tão previsível que a goleira Hope Solo não teve trabalho algum em defender.

A lição que ficou de mais esta eliminação do Brasil pelos Estados Unidos no futebol feminino é que não dá para pensar em ser campeão enquanto o time só tiver uma grande jogadora e a tática for jogar a bola pra ela e rezar.

Desta vez, nem dá para reclamar da arbitragem, pois a australiana Jacqui Melksham errou em marcar o pênalti a favor do Brasil, em expulsar a zagueira Buehler e em mandar repetir a cobrança de Cristiane. Depois, falhou também em não marcar impedimento de Maurine no segundo gol brasileiro.

Em suma, o Brasil perdeu porque faltou técnica, força, fôlego e coragem às meninas, porque teve um técnico que não soube se aproveitar da superioridade numérica para acertar uma tática que decidisse o jogo, porque só depende uma jogadora e porque, principalmente, enfrentou um adversário superior.

Devolvam o Neymar para o Santos

Positivamente, Neymar não está conseguindo jogar na Seleção o que joga no Santos. Deve estar exausto de ganhar títulos pelo Santos, além de super bem marcado. Também deve estar com a cabeça fervilhando com a pressão dos clubes europeus que querem contrata-lo. E além de tudo isso ainda é cornetado a cada jogo pela dupla Galvão Bueno-Casagrande, como se suas “firulas” fossem o grande mal de um time que está todo ruim.

Daniel Alves, que literalmente pisou na bola no segundo gol paraguaio, está jogando pior do que o Pará nos seus piores dias. Jádson só tinha feito besteiras até acertar um chute e fazer o primeiro gol. Pato só fazia patoacoadas. E o culpado era o Neymar… Ou o Robinho… Brincadeira… Galvão e Casagrande enxergam um outro jogo.

Mano Menezes é, no mínimo, a quarta opção como técnico da Seleção Brasileira. Qualquer um sabe que Muricy Ramalho, Luiz Felipe Scolari e Vanderlei Luxemburgo são melhores, mais experientes, conquistaram mais títulos. Até o Joel Santana é mais gabaritado para dirigir a Seleção do que Mano Menezes. No entanto, o Neymar é o culpado…

De uma hora para outra o técnico tira o Robinho, titular absoluto, e coloca o horrível Jadson; mantém o tempo todo o errático André Santos pela lateral-esquerda (quem consegue tabelar com esse cara?), depois, substitui Neymar por Fred, insistindo, mais uma vez em dois centroavantes ao mesmo tempo… Ou seja, Mano Menezes está perdidinho. E o único culpado é o Neymar…

Pois então, a solução é fácil: como Neymar não pediu para ser convocado, e como sua presença é muito mais bem-recebida no Santos, peço em nome dos santistas que leem este blog que a CBF desconvoque o garoto e o deixe voltar para a Vila Belmiro, para um time que tem jogado muito melhor do que a Seleção e em que há jogadores que acompanham o seu raciocínio.

O Brasil não está tendo adversários?

É engraçado como os comentaristas analisam os jogos da Seleção Brasileira nesta Copa América. Parece que não há adversário. Ninguém falou nada sobre o Paraguai, uma equipe de alguma tradição, que se entregou ao jogo de corpo e alma e marcou muito bem a Neymar, colocando até três jogadores no encalço do santista. Portanto, já que ninguém disse, eu digo: Parabéns, Paraguai! Jogou bem!

E você, o que tem a dizer sobre Marta, a Seleção feminina e Neymar?


Santistas do Brasil: Ganso, Neymar, Elano, Érika, Émerson Palmieri…

A falta de assessoria de comunicação de Paulo Henrique Ganso é flagrante. Nas entrevistas ele usa chavões radiofônicos e se refere ao seu jogo como “ao meu belo futebol”. Ontem, após a partida contra a Venezuela, em que exagerou nos passes errados, disse que foi bem e que deixou os atacantes “na cara do gol”. Na verdade, só fez isso uma vez, para Robinho. Melhor o Ganso seguir o exemplo do Neymar e pedir para o Santos cuidar de sua imagem. Ao menos as entrevistas serão melhores.

Ele diz que está bem fisicamente, mas então precisa participar mais do jogo. Ontem ele deixou que o limitado Lucas europeu assumisse o comando no meio-campo. Ali é a região que ele, Ganso, precisa dominar. Lucas é bom para marcar. Ponto. Não se pode esperar que acerte um passe mais distante do que cinco metros.

Neymar, cornetado por Galvão Bueno e Casagrande

Tudo bem, Neymar poderia ter batido de primeira o passe que recebeu de Pato. Mas, se não bateu, talvez fosse porque não desse para bater. O certo é que isso serviu para Casagrande afirmar que ele estava mais preocupado em fazer um gol bonito do que fazer o gol. E Pato? E Robinho? Que também perderam gols. Por que não foram criticados?

Engraçado como todo mundo pega no pé do Neymar. Talvez porque seja um dos poucos, ou o único, que pode decidir o jogo para o Brasil. Se ele não faz das suas, o time não ganha. Pois então que o devolvam ao Santos e peçam para o Galvão e o Casagrande escalarem a Seleção Brasileira.

Elano parece que despertou

Ontem Elano entrou mais ligado no jogo. Parece que caiu a ficha de que se continuasse tão apático, não só deixaria de ser titular, como correria o risco de ser dispensado da Seleção. Ele é bem mais jogador do que o maratonista Ramires, mas estava lhe faltando atitude. Espero que não lhe falte mais.

Robinho, outro que pegam para Cristo

Com Robinho o Brasil foi pra cima e criou várias oportunidades. Ele se entende com Pato, assim como o Ganso se entende com Neymar. Era a formação ideal. Começar a mexer no time só porque o gol não sai é bobagem e dificulta a formação de um conjunto harmonioso. Acho até que no futuro Robinho poderá ser substituído por Lucas. Mas ontem Mano deveria ter insistido um pouco mais com ele.

Mano Menezes começa mal

Algo me diz que Mano Menezes será substituído depois desta Copa América. Não acho que o Brasil será campeão e que conseguirá jogar bem. Não só pelos adversários, mas pelas dificuldades extra-campo, bem maiores quando se joga no país do maior rival (ontem, por exemplo, parece que o campo foi preparado para prejudicar o futebol brasileiro). O problema do técnico é que parece que ele não sabe ao certo como armar o time. Quando fez Fred entrar e ficou com dois centroavantes (Fred e Pato), deu a medida exata de sua falta de convicção. Usar dois centroavantes demonstra tanta insegurança como o sujeito que usa cinto e suspensórios ao mesmo tempo.

Não foi nenhum desastre

Pelas circunstâncias, o resultado contra a Venezuela foi normal. O adversário não é mais tão fraco como antes, quando entrava em campo só para perder de pouco. E o campo estava cheio de buracos cobertos com areia verde. Ou seja: a bola não corria, o que favorece à equipe que se defende.

Contra um time que recua todo e fecha os espaços, e sobre um “gramado” que segura a bola, o único jeito de ganhar com facilidade é não perder as primeiras oportunidades que surgem. Os gols fariam a Venezuela abrir um pouco mais. E Neymar, Pato e depois Robinho tiveram ótimas chances para marcar.

Mas as SeleSereias estão muito bem

Os homens podem ter claudicado, mas as meninas do Brasil, muitas delas do Santos, estão fazendo bonito na Copa da Alemanha. Ontem venceram a Noruega, que já foi campeã do mundo, por 3 a 0, com grande atuação das santistas Pellegrino, Erika, Ester e Cristiane, além das ex-santistas Marta e Maurine. Agora o Brasil só precisa de um empate com a Guiné Equatorial, a última colocada do grupo, para se classificar para a próxima fase.

Santista Emerson Palmieri brilha na Seleção Sub-17

O lateral-esquerdo Émerson Palmieri, santista de nascimento e de coração, oriundo da base do Peixe, tem sido um dos destaques da Seleção Brasileira Sub-17, que ontem, no Mundial da categoria, no México, venceu o Japão por 3 a 2. Émerson, que começou a jogar nas praias de Santos, tem sido titular absoluto da Seleção e poderá ter oportunidades no time profissional quando voltar do México.

O que você achou dos santistas nas Seleções Brasileiras?


2011 começa como 2010: com o Santos na frente…

Não, este post não é ufanista. Apenas realista. E não estou falando só do Campeonato Estadual, em que o Santos estreou com um time misto e já goleou fora de casa e assumiu a liderança. Falo de contratações, de marketing, da Seleção sub-20, de visibilidade…

Ganhar do Linense, campeão da Série A2, por 4 a 1, com um time improvisado, foi ótimo. Principalmente porque mostrou que o técnico Adilson Batista poderá jogar com três atacantes, como gosta. O Santos é o time certo para ele adotar um esquema mais defensivo. Na Vila Belmiro, ele pode ter certeza, não será demitido por jogar com a coragem que todo time grande tem de ter.

Sem alarde, o Santos trouxe Elano. E os outros?

Sem espalhafato o Santos buscou Elano, titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo recém-terminada, enquanto os outros grandes de São Paulo especularem, especularam, mas não trouxeram ninguém.

Há uma semana ouvi uma entrevista de um diretor do São Paulo sobre os planos do clube para 2011 e o rapaz só falou de shows musicais no Morumbi. Serão 12. Fiquei com a impressão de que o São Paulo vai entrar para o show business.

A verdade é que desde que o Corinthians deixou de jogar no Morumbi, as contas do tricolor não batem. Por falar em Corinthians, parece que o alvinegro da capital está se contentando em pagar os salários de Ronaldo. Soltou balões de ensaio pela imprensa, mas não contratou ninguém.

E o Palmeiras? Ainda estou em dúvida se o clube ficou decepcionado ou aliviado com a não vinda de Ronaldinho Gaúcho. Para quem está com as finanças tão alquebradas como o alviverde, trazer o imponderável Gaúcho poderia representar um passo à frente em direção ao precipício.

SeleSantos sub-20

Na Seleção Brasileira sub-20 que estréia hoje, às 21h10 (0h10 de Brasília) no Sul-americano da categoria, contra o Paraguai, no Peru, três titulares são santistas: Danilo, Alex Sandro, e a grande expressão do campeonato, o Menino de Ouro Neymar. Sem contar que Alan Patrick também pode entrar no time. Ou seja, assim como a Seleção principal, os torcedores já apelidaram a Seleçãozinha de SeleSantos.

Sereias da Vila, Falcão e o futsal…

Dos times grandes de São Paulo, o único que já deu uma alegria aos seus torcedores este ano adivinha qual foi? Ora, o Santos, ao conquistar o Torneio Internacional feminino de Araraquara, com as estrelas Marta, a melhor do mundo pela quinta vez consecutiva, e Maurine.

Agora, ao investir no futsal, o clube traz Falcão, também considerado o melhor do mundo, e monta um time que promete lotar o novo e moderno ginásio da prefeitura de Santos.

Ainda falta um centroavante, mas…

O santista é exigente e quer um centroavante de prestígio, além de um zagueiro mais eficiente do que Edu Dracena e Durval. Precisa mesmo. Porém, mesmo que não venham, o time poderá brigar bem pelos títulos que disputar. Afinal, o Santos não precisa ser o melhor do time para ganhar a Libertadores. Só precisa ser melhor do que os outros que jogarão a Libertadores.

E você, está feliz com este início de ano do Santos? Fala que eu escuto.


Santos, Santos, Santos: Sereias, Meninos e agora os marmanjos

Na Copa São Paulo, o Santos goleou o América de Natal por 5 a 0, em São Carlos, e se classificou para as oitavas de final; no Torneio Internacional, jogado em Araraquara, as Sereias da Vila venceram o bom time do Foz Cataratas e ficaram com o título. Agora, para completar a tríplice coro…, quero dizer, a tríplice alegria neste sábado, o time profissional tem de vencer o Linense, em sua estréia no Campeonato paulista, a partir das 19h30m.

Marta pode ser a melhor do mundo, mas hoje, quem foi vê-la, acabou apreciando o futebol maravilhoso de Gabi, a craque e líder do jovem Foz Cataratas. Como joga essa garota! Quase que, praticamente sozinha, ela deu o título ao time paranaense.

Aos sete minutos ela roubou a bola no meio-campo e, mesmo de longe, percebeu a goleira Andréia adiantada e bateu por cima, marcando um golaço. O Santos empatou aos 35 minutos do primeiro tempo, com chute de longa distãncia de Angélica, mas logo no segundo tempo, depois de uma arrancada irresistível, Gabi deu a Daine, que fez 2 a 1.

Mesmo com uma jogadora a menos, já que teve a zagueira Leti expulsa no primeiro tempo (em uma falha da arbitra Katiuscia de Mota Lima, que deu um cartão amarelo errado para a jogadora do Foz), a equipe do Paraná lutou muito e sempre foi perigosa nos contra-ataques.

Porém, pressionando o tempo todo, o Santos chegou ao empate com Maurine, a melhor das Sereias neste sábado, e aos 3 a 2 finais com Thais, no finzinho do jogo.

Um título sempre é importante, mas deu para perceber neste torneio que a superioridade do Santos com relação a outras equipes brasileiras – como Palmeiras e Foz – já não é tão grande. Sem Marta, que só fará um último amistoso antes de ir embora, só restará uma craque ao time: a pequena e incansável Maurine. Outra que tem potencial é Thaís, mas precisa aprender a jogar mais para a equipe.

Uma inesperada goleada dos Meninos na Copa

O jogo na Copa São Paulo estava enrolado. O Santos tinha mais posse de bola, mas o América de Natal atacava bem, explorando o lado do lateral Crystian, que apoia bem, mas marca mal. Porém, o gol de Geovânio, aos 40 minutos, abriu a porteira e em três minutos o Santos definiu o jogo.

O lateral-esquerdo Geovânio, um dos poucos destaques do time até ali, aproveitou uma bola fora da área e bateu de direita, colocado. Ao quicar no gramado, a bola enganou o goleiro e entrou. Dois minutos depois, Fábio Bulgarello, de peixinho, aproveitou um bom centro de Dimba para fazer 2 a 0. Não havia passado um minuto e Leandro, de fora da área, marcou o terceiro.

No segundo tempo, Fábio Bulgarelli, mais centroavante do que o próprio Dimba, aproveitou um cruzamento e marcou um gol, sem ângulo, de cabeça. Depois, Geovane sofreu pênalti após bela jogada e Dimba cobrou, fazendo 5 a 0.

Quanto teve a vitória garantida, o Santos se soltou bem mais e alguns jogadores parecem ter perdido o medo ou a timidez. No entanto, não dá para ficar muito otimista. Alguns jogadores melhoraram, mas o único que mostra muita habilidade, apesar de continuar fominha, é o lateral-direito Crystian.

Mesmo em um jogo em que o time venceu por 5 a 0, Dimba só marcou de pênalti, depois de perder alguns gols e várias posses de bola. Ou seja: é um centroavante muito fraco e não tem qualquer condição de jogar no Santos. Uma boa opção para o próximo jogo seria tirá-lo do time e colocar Tiago Alves, já que Fábio Bulgarelli pode fazer bem o papel de homem-gol.

Estréia no Paulista

Logo mais o Santos inicia sua participação no Paulista 2011 contra o Linense. Logo que o jogo terminar, deixe o seu comentário. Mais tarde eu falo sobre a partida (se o Pedro Reino não falar antes)

E você, o que achou das Sereias e da goleada dos Meninos na Copa São Paulo?


Messi de saias, Meninos no sufoco e o grasnar do Ganso

Veja como o Santos é um time de sorte. Eu diria predestinado. Ontem Marta recebeu o quinto prêmio consecutivo de melhor jogadora do mundo e hoje, às 22 horas, estará vestindo a camisa 10 do Alvinegro Praiano contra a Foz Catarata, de Foz de Iguaçu, pelo Torneio Internacional de Araraquara – jogo que deverá ser transmitido pela BandSports, com narração de Luciano do Valle.

Olha só a sorte do pessoal de Araraquara e região, que poderá ver a melhor do mundo em campo, ao lado da também craque Maurine. O Santos já está classificado para a final, que será jogada sábado, às 16 horas, contra a segunda colocada – disputa que está entre Palmeiras, Umea IK e a própria Foz.

O ritual de passagem dos Meninos do Narciso

Se para as garotas o dia é de festa, para os Meninos treinados por Narciso é de muita apreensão. O Santos joga a última partida da fase classificatória logo mais, às 18 horas, contra o São Carlos, e precisa da vitória para seguir em frente na Copa São Paulo de Futebol Junior. O problema é que, além de não estar jogando bem, o adversário é o líder do grupo, jogará pelo empate e com o apoio de sua torcida.

Dos grandes times do futebol brasileiro que participam da Copa, o Santos tem sido uma das maiores decepções. Ninguém põe a bola no chão e sai tocando. Todos querem resolver tudo sozinho. O resultado é um time previsível no ataque e cheio de buracos na defesa.

A impressão que se teve até agora é que não só os jogadores estão perdidos, mas o técnico Narciso também. Na última partida substituiu Geovane aos 44 minutos do primeiro tempo (?!). Tiago Alves e Crystian, duas das esperanças santistas, têm se revelado fominhas ao extremo.

Além dos primeiros colocados de cada grupo, os nove melhores segundos colocados também passarão para a outra fase. Mas se o Santos empatar, ficará com apenas cinco pontos, o que deverá ser insuficiente para lhe garantir a classificação.

O jogo será tenso e, a exemplo da partida do time de Marta, à noite, deverá dar ótima audiência. O Sportv transmitirá a partida e a narração deverá ser do ótimo Odinei Ribeiro.

O choro do Ganso

O pedido público de aumento de Paulo Henrique Ganso descortina erros de ambos os lados. Do jogador e do clube. Para um menino que há oito anos se valia da venda de churrasquinho da mãe (a 50 centavos cada) para viajar com o time de futebol de salão para Recife, reclamar que está ganhando “só” 130 mil reais por mês é loucura.

Até porque nos últimos cinco meses ele não jogou e embolsou 650 mil só em salários, fora os cachês que recebe por conta de sua popularidade adquirida jogando com a camisa do Santos.

Temo que essa garotada demore para entender que na vida há outras coisas valiosas além de dinheiro. E pra entender também que se querem mesmo ser 100% profissionais, que cumpram os contratos que assinam, e o de Ganso vai até 2015.

Por outro lado, clube que tem no seu elenco um jogador como o Ganso não pode ficar um dia sem falar com o rapaz. Que seja o técnico, o diretor de futebol, o presidente… O jogador é o único artista. Todos os outros, eu disse todos, são meros coadjuvantes.

Essa diretoria precisa conversar mais com os jogadores, saber o que pensam. O torcedor tem sido pego de surpresa com notícias ruins. Isso não pode acontecer em um time que se resume a um jogo de camisas.

O Santos não é um banco, uma instituição financeira, uma grande empresa. O Santos é só um time que deve seu prestígio à qualidade de seus jogadores. Espero que a diretoria entenda isso de uma vez por todas e dê mais atenção ao bem mais precioso do clube.

Bem, isso é o que eu penso. E você? Tem algo a dizer sobre Marta, os Meninos do Narciso e o choro do Ganso?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑