Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Orlando Rollo (page 1 of 3)

Últimas do Santos

William Machado – É gente boa, sóbrio, entende muito de futebol e formará um belo trio com Jair Ventura e Gustavo Vieira no comando do futebol profissional do Santos. Conversei com ele no CT, presenteei-o com um exemplar do Time dos Sonhos e creio que já recebeu um sinal do que é trabalhar com o futebol do Santos, um time bem maior do que parte da mídia faz crer.

O prefeito de Santos – Paulo Alexandre Barbosa, recebeu a mim e ao vice-presidente Orlando Rollo e prometeu estreitar os laços entre a prefeitura e o Santos Futebol Clube. Faremos ações conjuntas no projeto A Cidade do Futebol, teremos eventos na Semana Santos e, o que é mais urgente, a Prefeitura apoiará as obras de revitalização no entorno da Vila Belmiro. Creio que finalmente prefeitura e Santos andarão juntos.

Endomarketing – Segunda-feira, às 9h15, como parte do trabalho prometido de endomarketing, iniciaremos as visitas guiadas dos funcionários do Santos ao Memorial das Conquistas. O primeiro grupo será o dos funcionários da limpeza. Alguns deles jamais pisaram no Memorial e nesse dia poderão conhecer um pouco mais da história a das glórias do clube em que trabalham. As visitas se estenderão a todos os funcionários do Santos, incluindo jogadores profissionais e da base.

Onde nasceu o Santos – Uma placa será colocada no imóvel da Rua João Pessoa, número 10, onde ficava o Clube Concórdia, que sediou a assembleia de 39 jovens estudantes e comerciários que no dia 14 de abril de 1912 fundaram o Santos. Será o marco inicial de muitas ações que envolverão o turismo cultural em torno do Santos e de Pelé.

Semana Santos – De 9 a 15 de abril comemoraremos o 106º aniversário do nosso Santos Futebol Clube. Serão organizados eventos culturais e esportivos, envolvendo música, artes plásticas, poesia, literatura, fotografia, jogos e vídeos. Os interessados em criar e produzir um evento em homenagem ao Santos devem entrar em contato comigo. O calendário da Semana Santos será definido em meados de março.

Assophis – A Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos, presidida por Wesley Miranda, trabalhará em sintonia com o Departamento de Memória e Estatística do Clube. Para começar, o Santos chancelará um trabalho produzido pelo assophista Léo Devezas, trabalho que será apresentado à Federação Paulista de Futebol e corrigirá algumas informações históricas sobre o Campeonato Paulista.

Quem comanda o Santos – Eu brinco que José Carlos Peres é o pai, Orlando Rollo o filho e eu o Espírito Santo. Enfim, nós três continuamos unidos e trabalhando para cumprir as metas da campanha. Há ainda os ótimos profissionais responsáveis pelas diversas áreas do clube, todos com autonomia para tomar decisões baseadas no profissionalismo, na ética e na democracia. Por mais que ex-presidentes sejam respeitados, hoje não exercem mais nenhuma autoridade na instituição e nem devem querer influenciar os rumos que o Santos tomará sob sua nova e oxigenada gestão.
A verdade é que a última diretoria, após uma gestão temerária, perdeu nas urnas e deve, assim como aos que a apoiaram, abster-se de palpitar sobre os destinos do Santos. Deveriam, aliás, nem dar entrevistas sobre isso. Essa atitude não é ética. Tiveram a sua chance de servir ao Santos e serviram-se dele, essa é a verdade.

Livraria Fechada – A Livraria deste Blog não venderá mais livros físicos. Percebo que não me sobra mais tempo para atender pessoalmente aos compradores. Enquanto eu estiver trabalhando no Santos a venda de livros físicos estará suspensa. Usarei os exemplares de Time dos Sonhos e do Dossiê para presentear os jogadores e componentes da comissão técnica contratados pelo clube, como parte do nosso trabalho de endomarketing.

Reforços – Romário, Sasha… Creio que devemos receber os novos contratados com alegria e confiança. Futebol depende muito de motivação, de um bom ambiente, e isso podemos oferecer a esses bravos rapazes que chegam para ajudar o clube a cumprir uma boa temporada em 2018. Um jogador com vontade e bem preparado fisicamente pode render até mais do que outro com melhor técnica, mas sem motivação para lutar pela vitória – como, aliás, cansamos de ver em 2017. Acreditemos, portanto!

E você, o que acha disso?


Entrando nos trilhos

Sabe por que toda nova gestão de um clube de futebol diz, ao assumir, que encontrou “terra arrasada”? Porque é isso mesmo que acontece. O caráter dos dirigentes e a falta de fiscalização nos clubes faz com que os últimos meses de uma administração sejam catastróficos.

No Santos, como se previa, ao invés de um superávit milionário, encontrou-se a necessidade de se conseguir R$ 30 milhões da noite para o dia para pagar salários e o décimo terceiro de jogadores e funcionários. Mas, repito, isso já era esperado. Há muito as despesas superam as receitas no nosso clube.

Conselheiros que fomos, jamais encontramos nos balanços sinais de um crescimento das receitas, muito ao contrário. Assim, temos de ir atrás delas. Não apenas nesse começo de gestão, mas durante os três anos de mandato de José Carlos Peres e Orlando Rollo. Isso implica atuar em estádios maiores e iniciar, logo que possível, a campanha para chegarmos a 100 mil sócios em três anos, iniciativas que trarão muitas outras a reboque.

Se você era sócio do Santos e desistiu por mau atendimento ou por não acreditar nas intenções da gestão anterior, peço que fique agora. Seu voto de confiança será vital para reerguermos o clube. Com mais sócios, atuando mais em estádios maiores, atrairemos também maiores verbas de patrocínio e levaremos menos tempo para colocar o nosso Santos novamente nos trilhos da sustentabilidade financeira.

Sei, também, e como!, que a opção da enquete mais votada (16%) e a que mais preocupa o santista é a montagem de um time forte. De nada adianta fazer tudo certo se no campo o time não corresponder. O torcedor quer saber de nomes e se angustia com a falta de notícias sobre contratações espetaculares. Hoje percebo claramente como a ansiedade do torcedor, legítima por um lado, por outro pode levar um clube à bancarrota.

O santista, nesse ponto igual a todo torcedor, quer o anúncio bombástico: “Fulano foi contratado”, “Sicrano já é do Santos”, “Agora é oficial: Beltrano é santista”. Sabemos que um negócio desses aumenta exponencialmente a popularidade de um dirigente e de uma gestão. Mas, convenhamos, é uma saída fácil e, em boa parte das vezes, irresponsável.

Quantos dirigentes demagogos não gastaram o que o clube tinha e, principalmente, o que não tinha, para encher seus times de jogadores famosos que, mais dia, menos dia, acabaram saindo pela porta dos fundos, com salários e direitos atrasados, agravando ainda mais a situação financeira da instituição?

Uma boa negociação não se faz na primeira sentada à mesa. É preciso analisar todas as circunstâncias. Não é só o Santos que precisa de jogadores. Eles também precisam jogar em um time da história, do peso, da marca e da popularidade do Santos, um time já garantido para a Copa Libertadores de 2018. Uma equipe, enfim, que é uma das mais importantes vitrines do futebol mundial.

Essa gestão só tomará posse dia 2 de janeiro, mas se resolvesse cruzar os braços e não assumir as responsabilidade pelo futuro do clube, provavelmente teríamos um quadro bem parecido com o do final da gestão de Odílio Rodrigues, em que muitos jogadores entraram na justiça trabalhista e conseguiram passe livre. Sabemos que a responsabilidade pelo futuro do Santos, até o final de 2020, será nossa e não fugiremos dela.

E você, o que acha disso?


Mãos à obra!

trio star wars

Se eu fizesse um post logo depois da vitória da chapa Somos todos Santos, resultado que encheu de esperança os santistas do universo, eu escreveria a primeira frase que me ocorreu quando o novo presidente José Carlos Peres me passou a palavra na sala de imprensa da Vila Belmiro: “Vencemos contra tudo e contra todos”. Era essa a sensação que tínhamos depois de um sábado extenuante, conversando com milhares de sócios e preocupados com aqueles intrusos de última hora que poderiam depositar nas urnas 5 de São paulo e 10 de Santos os votos suspeitos que deixariam o clube mais três anos distante do seu destino universal.

O resultado comprovou que essas duas urnas, as que continham as cédulas dos associados que entraram no último prazo para votar, tinham uma proporção desigual de votos para a situação: 80 de um total de 194 em São Paulo, e 290 de um total de 340 em Santos. Poderiam ter decidido a eleição caso José Carlos Peres não tivesse aberto uma boa vantagem nas outras urnas. Havia, assim, a clara possibilidade de se entrar com uma ação no Ministério Público caso a chapa da situação vencesse. Como se sabe, mesmo com os votos suspeitos, ela ficou em segundo, empatada com a chapa do candidato Andrés Rueda e Renato Quaresma, muito votada em Santos.

Depois de uma campanha sem ataques e sem fofocas, apenas com propostas e a divulgação dos 11 pilares de nossa plataforma, ao mesmo tempo em que sofríamos boatos e maledicências o tempo todo, não era justo ter de se angustiar antecipadamente com a possibilidade de o pleito ser invadido por pessoas que não vivem o Santos e nem ao menos torcem para o nosso time, cooptadas apenas para votar e assim alterar os destinos do nosso clube.

Vencemos, mas sabemos que o adversário não jogou limpo, como um bom santista deve fazer. E nem ao menos soube perder, pois se retirou do ginásio para não cumprimentar José Carlos Peres, Orlando Rollo, a mim e à nossa equipe pela vitória, em um gesto mesquinho de quem já se considerava vencedor e não soube assimilar o resultado indiscutível que exprimiu exatamente a vontade livre e democrática do santista.

Hoje, passados três dias de um momento que para mim e para os amigos da Somos todos Santos valeu como um título mundial, esquecemos as diferenças, as provocações, esquecemos até o nome de nossa chapa para lembrar que o que importa é construir um novo Santos, com mais transparência e credibilidade.

Fiquei sabendo que nunca, nos últimos tempos, tanta gente procurou o clube para se associar. A confiança voltou ao santista. Ele sabe que o clube agora será dirigido por pessoas que levam a transparência a sério, que estão superinteressadas em servir ao Santos e jamais o contrário. Mas as chapas que tiveram menos votos não são compostas de inimigos. Temos amigos em todas elas, principalmente nas outras duas de oposição, que vibraram conosco e em altos brados cantaram o hino do Santos abraçados com a gente.

Todos sabíamos que o Santos passaria a respirar o oxigênio puro da esperança a partir daquele momento de euforia. Tivemos, subitamente, a consciência de que somos meninos crescidos lutando pelos mesmos sonhos de infância, quando descobrimos em nós o amor eterno e profundo por esse time mágico. Sabemos, sim, que o doce e rebelde Alvinegro Praiano é fruto desse delírio que não queremos e não iremos abandonar. O sonho do menino da Vila Belmiro, de São Paulo, Curitiba, Macapá, Salvador, Manaus, Florianópolis que um dia será o sonho de um garotinho de Tóquio, Nova York, Amsterdam… Sim, pois o Santos é universal e é esse o seu único destino.

O destino, porém, não se constroi com palavras, nem com braços cruzados. Ele é feito de planejamento e muito trabalho. Por isso, mesmo a mais de duas semanas da tomada de posse, já estamos assentando os primeiros tijolos dessa casa limpa, bonita e sólida que será o Santos nos próximos três anos. Mas não faremos isso sozinhos. Sinto que você estará ao nosso lado. E precisaremos de sua energia, confiança e fé. Valeram a luta e a esperança. Obrigado a todos que permitiram essa enorme alegria.

Mesmo sem ter tanto tempo para tocar o blog (veja que estou terminando este post às 3h50 da madrugada de terça-feira), ele continuará aberto e atuante como sempre. Continuemos unidos. Há muito a ser feito.

Vou terminar este post com o momento mais empolgante da campanha. Uma carreata histórica em Santos. Agora vamos nos dar as mãos e seguir juntos. Afinal, somos todos Santos!


Adesivaço em São Paulo

Pra não dizer que não entrei no Black Friday
Até domingo à meia-noite a Livraria do Blog está oferecendo dois livros que falam a vida simples por preços super promocionais: Dinheiro, é possível ser feliz se ele, por apenas 12 reais um exemplar e 19 reais dois exemplares, com dedicatória do autor e frete pago. Há também uma novidade: o PDF de O Barqueiro de Paraty por apenas cinco reais. Está precisando aprender a lidar melhor com o dinheiro e simplificar sua vida? Não perca essas promoções.
capa o barqueiro de paratydinheiro-e-possivel
Clique aqui para ver as promoções da Livraria do Blog do Odir e comprar os livros Dinheiro, é possível ser feliz sem ele e O Barqueiro de Paraty

Onde o Santos foi fundado
O lugar ainda existe e fica no Centro de Santos. A proposta da chapa Somos todos Santos é revitalizar os lugares históricos ligados ao Santos e a Pelé e transformá-los em pontos de turismo cultural, numa parceria entre o Santos e a Preitura de Santos. O projeto, que envolve também as áreas esportiva e educacional, se chama “Santos, a cidade do futebol”.

ADESIVAÇO EM SÃO PAULO

Sócio do Santos, o dia D do nosso clube se aproxima. Será 9 de dezembro, data da eleição para a presidência do Santos e a composição do Conselho Deliberativo para o triênio 2018/19/20. Eu votarei em José Carlos Peres, candidato da chapa 1, a Somos todos Santos, que terá Orlando Rollo como candidato a vice. Peço o seu voto e o seu apoio à Somos todos Santos, pois ela construirá um Santos universal, sem fronteiras, e tem chances reais de vencer a eleição e impedir a reeleição de Modesto Roma e da filosofia separatista que hoje impera no nosso clube.

Nos próximos dias teremos dois eventos importantes em São Paulo, nos quais espero encontrar os amigos do blog que compartilham das mesmas ideias para o futuro do Santos. O primeiro será o Adesivaço, neste sábado, no bairro da Bela Vista, e o segundo, na terça-feira, um encontro no Bar Santa Tereza, na rua Fradique Coutinho, Vila Madalena.

adesivaco - sp
O Adesivaço será na Rua Francisca Miquelina, 294, Bela Vista, das 10 às 18 horas. Leve seu carro e ajude a divulgar a Somos todos Santos. O adesivo é bonito e fácil de ser retirado depois.

chapa 1 - encontro sp
O Bar Santa Tereza fica na Rua Fradique Coutinho, 888, Vila Madalena. Venha discutir o futuro do Santos comigo, José Carlos Peres e Orlando Rollo.

Amanhã é o último dia para mudar o domicílio eleitoral
Diante da grave situação administrativo-financeira do nosso clube, é importante que José Carlos Peres, da chapa 1, a Somos todos Santos, seja eleito presidente do Santos no dia 9 de dezembro. Para isso, você que é sócio do Santos e gostaria de votar em São Paulo no dia 9 de dezembro, deve enviar um e-mail para o endereço domicilioeleitoral@santosfc.com.br avisando que pretende votar em São Paulo. O e-mail deve conter o seu nome completo, número do CPF e número de sua carteirinha de sócio do Santos. No dia da eleição, compareça à sede da Federação Paulista de Futebol, na rua de mesmo nome, Barra Funda, com sua carteirinha do Santos e um documento de identidade com foto.

A Livraria do Blog term uma Black Friday permanente! Aproveite!
Ninguém vende os livros Dossiê e Time dos Sonhos mais baratos do que este blog. Aproveite e já compre os presentes de Natal para o parente ou o amigo santista antes que os preços aumentem!
time-dossie ok
Até 80% de desconto! Clique aqui para ver e comprar os livros

Quem fica e quem sai? Continue opinando sobre os jogadores do eloenco do Santos que devem ficar e sair. Farei a tabulação na segunda-feira.

Para não dizer que não falei de futebol
Essa final de Libertadores está provando que não é preciso ter nenhum craque no time para se chegar perto de títulos importantes. O Lanús é um time apenas arrumadinho, mas dominou o primeiro tempo e poderia ter ido para o segundo com um gol de vantagem. Tentou catimbar e fazer cera na segunda etapa e foi castigado com um gol de Cícero, isso mesmo, Ciço, aquele. Com a ótima pesquisa que já está sendo feita no mercado, o Santos poderá montar um time vencedor em 2018 sem gastar nenhuma fortuna.


Início de uma era feliz

Peres e Rollo no palanque No palanque, a oportunidade de anunciar, com energia, o que deve ser feito.

Peres a caminha da Vila No caminho para a Vila, o carinho dos santistas.

torcedor do Peres na Vila No Urbano Caldeira, a presença da esperança dentro e fora do campo.

INÍCIO DE UMA ERA FELIZ

Nesse sábado o Santos viveu mais do que um dia alegre. Com a festiva inauguração do segundo comitê da chapa Somos todos Santos em Santos, um bonito sobrado na avenida Pinheiro Machado, 301, ao lado do estádio, e depois com a bela vitória sobre o Atlético Mineiro, por 3 a 1, em uma Vila Belmiro contente e esperançosa, todos ali sentimos que o Santos está iniciando uma era bastante feliz.

Do comitê fomos caminhando até O estádio e no caminho só ouvimos e votos de incentivo. O pessoal da Torcida Jovem veio nos cumprimentar, assim como santistas da velha guarda e até conselheiros que antes defendiam a administração atual. Cresce o consenso de que apenas a chapa Somos todos Santos, que tem José Carlos Peres como candidato a presidente, pode impedir a continuidade de Modesto Roma e sua gestão temerária no poder. Até as outras chapas de oposição perceberam isso e logo deverá haver a união esperada que levará o Santos a uma era de maiores possibilidades e da universalidade que queremos.

No estádio, tomado por cerca de 11.500 pessoas, vimos um Santos valente, ofensivo, como esse surpreendente Elano prometeu. Vimos a ótima exibição do garoto Arthur Gomes, autor do primeiro gol; testemunhamos, incrédulos, Alison dar uma caneta em Robinho; Caju e Lucas Lima jogarem bem; Ricardo Oliveira com fome de gol novamente e apreciamos a grande exibição de Bruno Henrique, hoje um dos melhores atacantes brasileiros. A vitória por 3 a 1 foi justíssima e agora o Santos parte mais animado em busca de um título que parecia impossível.

Na comemoração do gol de Arthur Gomes a TV Globo mostrou um jovem torcedor agitando a camisa azul com o nome de José Carlos Peres. A satisfação pela vitória em campo se unia à esperança de que também fora dele o Santos viva momentos mais gratificantes, marcados pela transparência, competência, trabalho e ousadia.

Importante: envie este e-mail para votar em São Paulo

Fiquei surpreso ao constatar que alguns sócios acham que não precisam pedir a mudança de domicílio eleitoral para votar em São Paulo pois já fizeram isso na última eleição. NÃO É ASSIM. É PRECISO PEDIR A MUDANÇA DE DOMICÍLIO ELEITORAL NOVAMENTE. A boa notícia é que agora isso ta mbém pode ser feito por e-mail.

O prazo para pedir a mudança de domicílio vai até 24 de novembro, mas não deixem para depois. Peçam logo nessa segunda-feira ou o mais breve possível. O e-mail é domicilioeleitoral@santosfc.com.br Nele é preciso colocar seu nome completo, número da sua matrícula de sócio e número do CPF. Pode ser assim, por exemplo:

Venho por meio deste e-mail pedir a mudança de domicílio eleitoral para votar para presidente do Santos FC em São Paulo.

Nome completo: nnnnnnnnnn
Matrícula de sócio: 11111
CPF: 0000000000

É só isso. Não requer prática nem perfeição. O clube ficará de enviar a resposta, confirmando a mudança de seu domicílio eleitoral. Depois, é só comparecer à Federação Paulista de Futebol no dia 9 de dezembro, com a carteirinha e um documento com o número do CPF, e votar.

A Federação Paulista fica na rua Federação Paulista de Futebol, 55 – Várzea da Barra Funda, São Paulo – SP, 01141-040, tel.: 2189-7000. Estarei lá o dia todo esperando por você.

O pedido para mudança de domicílio eleitoral também pode ser feito pessoalmente na secretaria social do clube, no estádio Urbano Caldeira, ou na subsede do Santos na capital, situada à avenida Indianópolis, 1772, telefone (11) 3181-5188.

Para votar só é preciso ter ao menos 1 (um) ano completo de permanência ininterrupta no quadro associativo do Santos e não estar em débito com o clube. Os sócios inadimplentes poderão quitar as suas contribuições atrasadas e garantir o seu direito de voto até o dia 4 de dezembro. O clube promete manter a secretaria social e a tesouraria de plantão de 29 de novembro a 4 de dezembro, das 10 às 21 horas, para atender aos sócios.

E você, o que acha disso?


Older posts

© 2018 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑