Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Paraná

Prioridades

Após um primeiro tempo sem gols, o Santos venceu o Paraná por 3 a 1, na Vila Belmiro, com dois gols de Gabigol e um de Rodrygo. Com o resultado, o Santos passa para a 11ª posição, com um jogo a menos.

Uma bela surpresa aos jogadores e ao técnico do Santos

Na festa de lançamento da Embaixada do Santos na área metropolitana de Campinas, ontem, em conversa com alguns santistas falei da necessidade urgente de o clube quitar nova dívida de 2,5 milhões de euros, ou 10 milhões de reais, desta vez pelo passe do zagueiro Cléber, que já veio do Hamburgo com problemas no joelho, e comentei que para o torcedor mais vale uma vitória contra um rival do que saldar uma dívida de 10, 20 milhões de reais. Todos concordaram.

Essa ansiedade de ver o time vencer, sempre, é que faz o torcedor pressionar a direção do clube para contratar jogadores às pressas. Essa é uma fórmula que aumenta enormemente as despesas e raramente melhora a eficácia. Nas histórias das grandes crises do futebol brasileiro há sempre um número imenso de contratações. Digo isso para aconselhar que saibamos esperar até julho, quando a janela estrangeira se abrirá e o Santos poderá contratar, no mínimo, três bons reforços.

“É claro que adoro contratar e como gostaria de sair por aí trazendo grandes jogadores”, disse o presidente a mim e a outros colegas de diretoria em uma conversa informal, na sexta-feira. Porém, os papagaios da gestão anterior continuam a ser revelados pela auditoria e alguns deles, como a dívida com o Hamburgo, não podem esperar. Por enquanto, teremos de lutar em campo com o que temos.

Porém, mesmo sem esses reforços, não se pode dizer que o Santos seja um time fraco. A defesa é a mesma dos últimos anos; o ataque perdeu Ricardo Oliveira, mas ganhou novos valores, como Sasha e Rodrygo, além da volta de Gabriel. No meio, Lucas Lima era uma referência, mas já não estava se esforçando devidamente. Assim, a equipe deve ser considerada favorita no jogo deste domingo, às 19 horas, contra o Paraná, na Vila Belmiro. Mas não acredito em uma partida tão fácil como sugerem alguns santistas.

O Paraná foi valente contra a Chapecoense, fora de casa, e seu gol de empate acabou livrando o Santos de entrar na zona de rebaixamento. Hoje ele tem bons motivos de lutar pela vitória, pois este resultado o faria ultrapassar o Santos, pulando para quatro pontos ganhos. É importante que o Santos entre motivado, mas ao mesmo tempo precavido.

Acredito em uma boa vitória do Santos, pois o ataque é muito bom e em casa o Alvinegro toma a iniciativa dos jogos, pressionando o adversário, que recua naturalmente. Enfim, creio que teremos uma noite de Dia das Mães (parabéns mamães!) alegre e tranquila. Porém, nossas maiores vitórias, nesse início de gestão, estão sendo no decantado fluxo de caixa.

E você, o que acha disso?


Pesquisa em capitais não mostra a grandeza da torcida do Santos


Perceba que as áreas mais densamente povoadas correspondem aos principais redutos santistas: Grande São Paulo, Grande ABCD, Baixada Santista, Interior de São Paulo, Paraná e Sul de Minas.

Outro dia anunciaram uma pesquisa de torcidas de futebol feita nas capitais do Brasil. Ora, uma pesquisa dessas está anos luz de dar uma idéia real do tamanho da torcida do Santos, que se concentra em cidades que não são capitais, as quais abrangem 75% da população brasileira.

Como se pode ter uma idéia exata da grandeza da massa santista sem consultar a Baixada Santista e o Grande ABCD? A primeira reúne nove cidades, tem 1,6 milhão de habitantes e o Santos detém a maioria dos torcedores. O Grande ABCD, outro notável reduto santista, por figurar justamente entre as cidades de Santos e São Paulo, congrega sete municípios, que somam 2,5 milhões de habitantes.

Juntos, ABCD e Baixada Santista têm 4,1 milhões de habitantes e, se fossem uma única cidade, seriam a terceira mais populosa do Brasil, atrás apenas de Rio de Janeiro (6.355.848) e São Paulo (11.316.149). E se fossem um Estado, teriam mais habitantes do que outros 14 Estados brasileiros.

Há ainda inúmeras cidades com contingentes enormes de santistas que não são capitais, mas têm mais habitantes do que muitas que são. Guarulhos, com 1.233.436 habitantes, e Campinas, com 1.088.000, são mais populosas do que 14 capitais; Osasco (667.826), Ribeirão Preto (612 mil), Uberlândia (611 mil) e Sorocaba (593 mil) têm mais habitantes do que oito capitais; Londrina (511 mil), mais do que seis; e mesmo nossa querida São José do Rio Preto (e Branco), com 412 mil pessoas, é mais populosa do que quatro capitais.

Talvez por não ser também uma capital de estado, o Santos atrai mais a simpatia dos habitantes de cidades que, mesmo populosas, não são capitais. Sempre que joga nestas cidades citadas, os santistas são maioria – como aconteceu recentemente em Uberlândia, contra o América/MG. Portanto, uma pesquisa que só ouça habitantes de capitais é inconclusiva.

Timemania é única enquete abrangente de torcidas

Por ouvir dezenas de milhões de brasileiros e por atingir 62,8% dos municípios do País – ao contrário de pesquisas que ouvem no máximo pessoas de 2,5% das cidades brasileiras – e por ter resultados consistentes, que se mantém uniformes com o tempo, a Timemania é, sem qualquer dúvida, a única enquete fidedigna de torcidas de futebol.

E ela aponta, há 21 meses, o Santos como o terceiro time mais querido do Brasil. Para mim, seu resultado é irrefutável. No dia em que fizerem uma pesquisa realmente abrangente, a verdadeira dimensão da torcida do Santos ficará comprovada também por esses institutos de pesquisa.

O que você acha de uma pesquisa de torcidas de futebol que só ouve pessoas que moram nas capitais e “esquecem” as cidades dominadas por santistas?


© 2018 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑