Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Patito

Garoto Giva marca duas vezes e garante vitória dramática

giva - pro
Giva marcas seus primeiros dois gols como profissional, dá a vitória ao Santos contra o Mirassol e ganha a posição de centroavante (Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC)

Com dois gols o garoto Giva, de 20 anos (que a equipe do Sportv chamou de “Giba” o tempo todo) começou e terminou a virada que deu ao Santos uma vitória dramática sobre o Mirassol, na Vila Belmiro, elevando o time para a segunda posição no campeonato. Sem Neymar, Montillo e Cícero o Santos sofreu para superar o modesto adversário. Quem esperava uma goleada, como nos tempos do Cirque du Soleil, viveu uma noite de Circo dos Horrores.

Ainda bem que o determinado Giva queria o jogo e queria gols. Sem a sua vontade, o Alvinegro Praiano teria amargado mais um daqueles resultados inexplicáveis, pois boa parte da equipe se satisfazia em tocar de lado.

Se você tem um goleiro que não sabe repor a bola e três zagueiros veteranos que não querem dar velocidade ao jogo, o resultado só pode ser uma seqüência de passes laterais que não levam a nada. Pena que o Santos tenha copiado a parte mais chata do estilo do Barcelona…

Mas até que o Alvinegro Praiano começou bem e criou boas oportunidades, desperdiçadas por Miralles. Puxa, como o argentino voltou mal! Está difícil dizer quem está pior: ele ou André. Ontem ficou evidente que o centroavante titular só pode ser o Giva.

E também deve ter ficado evidente para Muricy que não precisa ter medo de colocar garotos no time, pois ao menos eles têm mais vontade… Bem, Felipe Anderson ainda deve ser chamado de garoto? Ontem ele novamente parecia uma barata tonta em campo, e para encerrar com chave de ouro sua participação, ainda foi expulso. Acho que o Santos deve estudar com carinho a próxima proposta real pelo seu passe. O garoto tem Muricyfobia. Sua cura deve depender da distância que mantiver do professor.

Mesma doença que, por sinal, aflige Patito, também expulso ontem. Não me pergunte se as expulsões foram merecidas. Creio que o árbitro, o tal Bragueto, estava compensando o segundo gol do Giva, que ele deveria ter anulado, pois Patito estava impedido e abriu as pernas para a bola passar, atrapalhando o goleiro.

E se você quiser saber porque o Bragueto validou o gol, apesar do aceno de seu auxiliar, eu diria que ele também estava compensando, pois em cinco minutos o Santos reclamou de três pênaltis, e o primeiro deles foi, sim. A bola bateu na mão do zagueiro do Mirassol, creio que o rapaz não tenha tido a intenção de tocá-la, mas ocorre que ela ia em direção ao gol, e nesse caso a não marcação do pênalti beneficiou o infrator. Nos outros lances acho que sua senhoria foi bem.

Santos tem de pensar na renovação do time

A partida contra o Mirassol mostrou quão lento e quão previsível é este Santos, que vive dos arroubos de um ou outro garoto que escapa do veto de Muricy.

Arouca ainda dá uns piquezinhos com a bola, mas chega perto da área e não tem o dom de enfiar um passe fatal. Bruno Peres marca e apoia mal. Às vezes parece que sua jogada vai dar certo, mas nunca dá. Renê Junior marca bem, mas também não tem o dom do passe e é meio lento para decidir o que fazer.

Léo desta vez apoiou pouco. Não tem mais gás para ir e vir. A dupla Edu Dracena e Durval é experiente, mas lenta e sem poder de recuperação. Para variar, o gol do Mirassol foi marcado depois de um escanteio que cruzou a pequena área do Santos. O miolo da zaga santista continua com problemas.

“Mas Odir, não jogaram Neymar, Montillo e Cícero, sem contar o Émerson Palmieri, que vinha sendo titular, e o Marcos Assunção. Com o time completo o Santos seria outro” – o leitor me lembrará, provavelmente irritado.

Sim, com o time completo, tudo indica que o rendimento da equipe seria outro. Mas não deixa de ser preocupante perceber que tantos jogadores santistas são capazes de mostrar tão pouco a ponto de quase deixar escapar uma vitória certa contra o humílimo Mirassol, na Vila Belmiro.

Reveja os melhores momentos de Santos 2, Mirassol 1:
http://youtu.be/W6ovMCPSybE

E você, o que achou de Santos 2, Mirassol 1?


Neymar x Zico, a preguiça contra o Sorocaba, Montillo, Palmieri…

sorocaba x santos - bola paradasorocaba x santos 1
A torcida Coração Santista, de Piracicaba, espera a vagarosa cobrança de uma falta para a área do Atlético Sorocaba (Foto enviada pelo leitor Antonio da Silva)

Zico mudou de ideia e agora acha que Neymar deve ir para a Europa. Pois eu acho que Zico tem mentalidade de colonizado, e por isso abandonou o Flamengo, onde era rei, para amargar alguns anos na medíocre Udinese, em troca de um dinheiro que hoje seria uma mixaria. E o que ele aprendeu na Europa? A perder pênaltis decisivos? Desculpe…

Ora, costumo tratar os ídolos com o devido respeito, mas quem quer ser respeitado, precisa respeitar antes. Essa mania de todo mundo dar palpite na vida de Neymar já encheu os pacotes. E o pior é que a gente percebe de cara que o conselho para que o Menino de Ouro vá para a Europa esconde a vontade de vê-lo estrebuchar por lá, como já aconteceu e ainda acontecerá com muitos talentos brasileiros.

O que a Europa pode ensinar? A levar porrada por trás e sair de campo de maca enquanto o adversário nem recebe cartão amarelo? Pergunte ao Lucas se a vida no PSG tem sido a maravilha que ele, ingenuamente, sonhou.

Para não ficar nas suposições, pensemos nas hipóteses mais lógicas caso Neymar decida ir para o Barcelona. Lá ele será mais ídolo do que Messi? Óbvio que não. Só mesmo quando Messi parar, daqui a uns seis ou sete anos… Enquanto isso, Neymar será um coadjuvante, talvez menos importante do que Messi e também de Xavi. Messi lhe passará a bola? Ele passará para Messi? O técnico o manterá em campo depois de ele tentar driblar duas ou três vezes e estragar o contra-ataque? Claro que não! Sem contar que a arbitragem deixa o jogo rolar, não é qualquer choque que é falta por lá. E se começar a encenar, será vaiado a cada jogo…

Sem ser alarmista, caso decida mesmo ir, vejo Neymar no banco do Barcelona, para entrar no time quando Messi estiver cansado, ou então jogando pela esquerda, deixando o argentino armar pelo meio. Messi tem estabilidade na firma. Neymar será um novato.

Por que o Barcelona investiria tanto para deixar Neymar no banco? Ora, esta não é apenas uma questão do Barça, mas do futebol europeu. Manter no banco, ou em situação de subalterno, um jogador que é tido como o melhor além da Europa, mostrará ao mundo o quanto o futebol europeu é superior e acabará de vez com a crescente concorrência do futebol brasileiro.

Não quis ser duro nesse texto. Neymar sabe que gosto dele e o respeito, mas é assim que eu vejo, de uma maneira tão clara que pareço estar diante de uma tela 3D. Tenho medo da Europa? Não. A palavra é indiferença. Enquanto o sonho de um jovem craque brasileiro for vencer lá longe de seu país, o Brasil jamais voltará a ter o melhor futebol da Terra.

Que falta de apetite!

Tudo bem, os três pontos vieram. Mas era preciso passar sufoco contra o Atlético Sorocaba? Aliás, o que é esse Sorocaba? Com todo o respeito, é um bando de catados que se reúne para o Campeonato Paulista.

Se a diferença abissal de salários e de infraestrutura não é capaz de fazer os santistas jogarem com vontade e mostrarem, nos gols, a distância que os separa de adversário tão modesto, então o que justifica investir tanto em jogadores que no frigir dos ovos não passam de um Atlético de Sorocaba melhorado?

O caso é que o Santos não esqueceu o seu DNA apenas na formação tática de Linha Maginot preconizada pelo comandante Muricy Ramalho, que após achar um golzinho põe todo mundo atrás da linha da bola para impedir a progressão do oponente. O Santos também está perdendo o tesão de marcar gols, de encher o balaio do adversário – uma das maiores alegrias do torcedor santista.

Então, após linda jogada de Arouca – um dos que sempre quer jogo – Montillo marcou de cabeça e espantou a uruca. Bem que no meio da semana o gringo disse que queria treinar mais. Há jogadores que realmente só se sentem seguros com treinos constantes. Está na hora de os times de futebol tratarem cada atleta com a carga de exercício técnico e físico que ele necessita.

Mas, com o gol, o Santos ficou naquela de “se eles não fizerem nada, a gente também não faz e ganha o dinheiro no mole”. Surpreendentemente Cícero deu lindo drible e serviu para André marcar o segundo. Aí a coisa piorou. O Santos parou de jogar e, o que é pior, de marcar.

O Sorocaba entrava como queria pela defesa. Como volante, Cícero foi nulo. Levou dribles infantis e não mostrou recuperação. E de tanto tentar, o Sorocaba achou mais do que uma avenida, achou uma planície imensa e desértica no meio da defesa do Santos, e fez o seu gol. Não culpemos Renê Junior por não ter cortado a bola, por favor. Um volante não pode ser o último homem. Cadê a dupla de zaga? Onde estavam Edu Dracena e Durval, que não têm saído na foto nesses gols que o Santos voltou a tomar pelo meio de sua defesa?

Depois o time acordou e, principalmente após as entradas de Patito e Felipe Anderson, segurou a bola no ataque e garantiu o sofrido 2 a 1. Foi bom, mas, além da preguiça, o time mostrou uma preparação física capenga. Onde já se viu um garoto como Émerson Palmieri sair de campo com cãibras? Cãibras não são contusão, mas falta de condicionamento físico!

Porém, como os zilhões de santistas do Universo já diziam, Émerson foi bem melhor do que Guiherme Santos, que Muricy manteve por oito tenebrosos jogos como titular da lateral-esquerda. Mais uma prova de que no futebol a voz do povo é mesmo a voz de Deus. Que venham mais garotos! Ao menos eles têm mais fome de gols!

Bem, dei a minha. Agora quero conhecer a sua opinião!


Giva foi bem, mas quando será escalado de novo?

giva - xv
Se o Santos tem Giva (foto), por que trazer Moreno? A pouca valorização dos garotos da base tem feito o clube gastar demais com jogadores medianos (Foto: Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC).

O garoto Giva, 20 anos, revelou-se o atacante santista mais eficiente na virada dramática sobre o humilde XV de Piracicaba, na Vila Belmiro. Ágil, esperto, criou boas jogadas e cabeceou a bola que ia entrando quando André empurrou para as redes, no gol da vitória. No entanto, conhecendo bem a cabeça do técnico Muricy Ramalho, o torcedor sabe que ir bem não quer dizer nada, pois os Meninos da Vila Jubal e Émerson Palmieri também já atuaram bem entre os titulares, mas o técnico nunca mais os escalou.

Muricy não é o técnico que costuma dar sequência de jogos aos garotos vindos da base. Usa-os em momentos de emergência, mas depois os esquece. O curioso é que muitos se sairam melhor do que os titulares que vinham jogando, mas mesmo assim foram esquecidos.

E o técnico Muricy continua insistindo com o goleiro Rafael, que voltou a falhar ontem; com os veteranos Edu Dracena, Durval e Léo; com o lateral Bruno Peres, péssimo marcador, e com o próprio André, que apesar dos dois gols, não jogou tão bem (um foi de pênalti e no outro a bola já ia entrar).

A teimosia de Muricy quase faz o Santos perder sua terceira partida seguida no Paulista, o que seria um recorde negativo. No primeiro tempo o XV foi melhor e no começo da segunda etapa abriu o marcador com Cesinha, que penetrou livre pelo estático miolo da defesa santista e cabeceou fraco para vencer o atrapalhado e desatento Rafael.

O empate e a virada vieram aos 25 e 29 minutos, só depois que Patito entrou no lugar de Cícero e deu mais velocidade aos contra-ataques. Outro recém-contratado que não tem correspondido é Montillo, que depois de perder muitas bolas e errar muitos passes, acabou substituído por Marcos Assunção.

A verdade é que você olha no time no XV e no seu banco de reservas e não encontra nenhum jogador de destaque. Todos são esforçados operários, apesar de dominarem o jogo na Vila por boa parte do tempo. A única diferença está no técnico: o time de Piracicaba é treinado por Sérgio Guedes, que se tivesse um elenco como o do Santos, jamais tomaria um sufoco desse XV.

Sim, o Santos levou mais um sufoco, apesar das muitas contratações que fez para 2013. O pior é que nem a torcida pôde ajudar muito, pois apenas 5.105 pagantes foram ver a partida, proporcionando uma renda de R$ 139.593,00, que não paga nem seis dias de trabalho do professor Muricy.

Com a vitória o Santos sobre para quarto no campeonato. O líder é o São Paulo, que ainda tem um jogo a menos. Renê Junior levou mais um cartão amarelo e não poderá enfrentar o Corinthians, na próxima rodada. O jogão será no Morumbi. Reserve seu ingresso o mais rápido possível.

Não espere ver Giva no clássico, a não ser que o time esteja perdendo e Muricy coloque o garoto nos últimos cinco minutos. A defesa que sofreu sete gols em três jogos deverá ser a mesma: Rafael, Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo. Ou seja, teremos fortes emoções. A maior vantagem é que Neymar voltará. A esperança é que Cícero jogue como nas primeiras partidas no Santos, e que Montillo e Marcos Assunção resolvam finalmente começar o ano.

Veja os melhores momentos de Santos 2, XV de Piracicaba 1:
http://youtu.be/oDkkhsfolgs

Ranking das torcidas que mais mataram

O site Lancenet divulgou o ranking das torcidas organizadas que mais assassinaram torcedores rivais. Veja:

1º Corinthians – matou 13 pessoas
2º Goias – matou 11
3º Fortaleza /Palmeiras/ São Paulo/ Vasco – mataram 8
7º Atlético MG/ Cruzeiro – mataram 6
9º Ceará/ Grêmio/ Vila Nova – mataram 5
12º Flamengo/ Paysandu – mataram 4
14º Bahia/ Sport/ Remo – mataram 3
17º Atlético-PR/Santa Cruz/Botafogo – mataram 2
20º Brasil de Pelotas/ Internacional/ Coritiba/ Fluminense/ Avaí/ Guarani/ Ponte Preta/ Santos – mataram 1

E pra você, o que deduzir de Santos 2, XV de Piracicaba 1?


Porca miséria! Que proposta maledetta!


Milan cede Robinho, mas em troca quer Rafael, Arouca e Felipe Anderson. Vale a pena?

O Milan quer trocar Robinho por Rafael, Arouca e Felipe Anderson. Minha boa mãe, nestas situações, costuma dizer: “De que adianta cobrir a cabeça e descobrir os pés?”. Meus amigos de adolescência, lá na Cidade Dutra, bem menos filosóficos, exclamariam: “E na bunada, dinha?”.

Em fase ruim, o clube italiano está com sérios problemas para montar um time competitivo, e por isso quer empurrar Robinho em troca de dois jogadores de Seleção Brasileira – Rafael e Arouca – e ainda um promissor Menino da Vila, o único que tem cacoete de meia.

Acredito que um comitê gestor com sete pessoas escolhidas a dedo não tomará decisão tão prejudicial ao Santos. Robinho vale pelo marketing, pelo ídolo que é para os santistas, mas não se trata de um jogador que organiza ou dá padrão ao time, tampouco é artilheiro. Será ótimo que venha, mas não às custas da desintegração do já precário elenco santista.

Os xingados decidiram

Não há jogadores mais xingados no Santos – pelo técnico e pelos próprios colegas – do que Felipe Anderson e Patito. Às vezes eles bem que merecem uns puxões de orelha, mas em outras é pura implicância. Contra o Figueirense, eles já tinham ouvido muitas e boas quando decidiram o jogo.

Ao final de um primeiro tempo monótono, Felipe Anderson – que Muricy resolveu escalar grudado na ponta-direita –, conseguiu se livrar de três adversários e cruzou para Patito marcar, de letra.

Na etapa final, provavelmente despertado pelas broncas de Muricy no intervalo, o time cresceu, criou oportunidades, e o mesmo Felipe Anderson – após chutar duas vezes – marcou o segundo, recebendo um passe de Patito pela extrema esquerda. Palmas para os perseguidos!

Confira os gols e preste atenção no que o narrador diz:

http://youtu.be/nn4mXA8A3ts

Árbitro tira Neymar do clássico

Se há algum interesse neste final de Brasileiro é a rivalidade dos times do mesmo Estado, que se encontrarão nas duas rodadas finais. Pois o árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva, em uma decisão esdrúxula, tirou Neymar do jogo contra o Corinthians, no próximo sábado, no Pacaembu.

Após um belo chapéu, comemorado como um gol pelo bom público que compareceu à Vila Belmiro (mais de 10 mil pagantes), Neymar correu para a área, enroscou-se com o zagueiro e caiu. Falta? Pênalti? Choque normal? Para o árbitro, nenhuma das alternativas anteriores. O homem viu simulação de Neymar e aplicou-lhe o cartão amarelo, o que tira o principal jogador brasileiro do jogo contra o alvinegro de Itaquera. Apenas coincidência? O que você acha?

Os fatos são esses. A palavra é sua…


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑