Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Paulo Autuori

Segure o G4, Santos!

Já que está no G4, o Santos tem de fazer tudo para se segurar nessa posição, e isso quer dizer vencer o Atlético em Curitiba. Difícil? Claro. O time paranaense é bom, valente, mas tem um calcanhar de Aquiles: sua defesa já sofreu 13 gols e tem problemas. O Glorioso Alvinegro Praiano tem de jogar como um integrante do G4, assumir outra postura mesmo fora de casa e dar um passo importante para se firmar na turma de cima.

Sobre essa mudança de atitude tenho uma historiazinha pessoal e já peço desculpas se parecer cabotinismo, mas nada como um exemplo que nós mesmos vivemos. Pois bem. Era eu um tenista esforçado que com vitórias de garra e um ou outro wo (falta de comparecimento do adversário) galguei a invejável posição de número um do ranking da sede Granja Julieta do Hobby Sports Club, a unidade do clube com os melhores tenistas.

Obviamente fui desafiado pelos melhores tenistas do Hobby e uma hora acabei perdendo a posição, mas quando eu a defendia percebi que algo havia mudado na minha atitude. Ao entrar em quadra como número um do ranking, senti-me tomado por inesperada confiança, ao mesmo tempo em que meu adversário mostrava uma ligeira apreensão – atitudes que, no frigir dos ovos, acabavam fazendo a balança pender a meu favor.

Lembro disso porque espero que o Santos entre em campo para enfrentar o Atlético, neste sábado, às 18 horas, no belo estádio da Arena da Baixada, orgulhoso e confiante como um integrante do G4 deve ser; que não se contente em se defender, ou com o empate; que saiba se impor na hora certa e voltar da bela Curitiba com preciosíssimos três pontos.

O campeonato está um equilíbrio só. Nosso Santos está seis pontos abaixo do líder, o Internacional, e apenas cinco pontos acima da zona do rebaixamento. Nada menos do que seis times têm os mesmos 13 pontos que o Glorioso Alvinegro Praiano. Portanto, assim como a vitória deve manter o time no G4, uma derrota, que deve ser evitada de qualquer maneira, o levará para o meião da tabela.

Enquanto o Santos volta a ter o time completo, apenas sem Ricardo Oliveira, o Atlético Paranaense, do técnico Paulo Autuori, começou a ser cobrado por seus torcedores, pois sua defesa tem falhado seguidamente, principalmente o zagueiro Paulo André e o goleiro Weverton.

Dos oito jogos que fez neste Brasileiro, cinco deles fora de casa, o Atlético só não sofreu gol na vitória de 1 a 0 sobre o Santa Cruz, em Curitiba. Das partidas que fez em casa, venceu Santa Cruz e Figueirense e empatou com o Atlético Mineiro, por 1 a 1.

Descontos fantásticos para grupos de santistas que quiserem adquirir o livro Time dos Sonhos

Você sabia que se o seu grupo de amigos santistas quiser adquirir o livro Time dos Sonhos, há muitos descontos para compras a partir de três exemplares para o mesmo endereço? Na compra de cinco livros, por exemplo, um sairá de graça. Consulte essas promoções enviando e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br No assunto do e-mail escreva Time dos Sonhos.

Torne-se um conhecedor e um divulgador da rica história do Santos. Mantenha vivo o bem mais precioso do nosso time.

Time dos Sonhos + dedicatória + frete pago + Donos da Terra (versão eletrônica) por apenas 68 reais! Promoção continua! Aproveite!
DonosdaTerra Presenteie a você mesmo, ou a um(a) santista querido(a), com um exemplar de Time dos Sonhos e ainda ganhe uma versão eletrônica do livro Donos da Terra. No caso de querer uma dedicatória a outra pessoa, logo após adquirir o livro envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br com o nome de quem será presenteado.
Clique aqui para saber como adquirir o seu exemplar de Time dos Sonhos – uma autêntica Bíblia Santista, de 528 páginas – sem nenhuma despesa de correio e com dedicatória do autor, por apenas 68 reais. E ainda receber, gratuitamente, no seu e-mail, o e-book do livro Donos da Terra.

Se quiser adquirir apenas o e-book do livro Donos da Terra, por uma taxa simbólica de R$ 3,00 (três reais), envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br para ser orientado a respeito.

Timemania espelha popularidade

Para se manter entre os 20 times mais votados na Timemania, o Atlético Paranaense mantém uma promoção na qual 25 apostas na Timemania, o equivalente a 50 reais, podem ser trocadas por um ingresso para o jogo contra o Santos. E mesmo assim o time só ocupa a 19ª posição entre os mais votados. Enquanto isso, sem promoções do tipo e quase sem divulgação, o Santos permanece em terceiro lugar entre os times brasileiros mais votados nessa que é a enquete de torcidas mais fidedigna do Brasil. Veja o resultado das apostas do dia 14 deste mês:

Colocação Clube UF TOTAL % Total
1º FLAMENGO RJ 3.061.415 5,33%
2º CORINTHIANS SP 2.529.922 4,40%
3º SANTOS SP 2.023.092 3,52%
4º PALMEIRAS SP 1.901.710 3,31%
5º SAO PAULO SP 1.899.645 3,31%
6º GREMIO RS 1.789.131 3,11%
7º VASCO DA GAMA RJ 1.676.301 2,92%
8º INTERNACIONAL RS 1.470.686 2,56%
9º BOTAFOGO RJ 1.438.609 2,50%
10º ATLETICO MG 1.391.732 2,42%
11º CRUZEIRO MG 1.265.407 2,20%
12º BAHIA BA 1.237.764 2,15%
13º FLUMINENSE RJ 1.231.974 2,14%
14º FORTALEZA CE 1.176.732 2,05%
15º GOIAS GO 998.112 1,74%
16º VITORIA BA 941.081 1,64%
17º SANTA CRUZ PE 856.182 1,49%
18º CEARA CE 814.623 1,42%
19º ATLETICO PR 813.043 1,42%

Goleada das Sereias

As Sereias da Vila andaram perdendo alguns jogos. Mas na última partida lavaram a égua. Então, para dar uma força para as meninas, vamos ver como foi a goleada sobre o União Mogi:

Recuperação dos Meninos do Sub-20

O time Sub-20 não estava bem, mas conseguiu vitória convincente contra o Barueri. Vale a pena também dar uma força para os Meninos:

Clínica de Tênis Infanto-Juvenil com Suzana Silva e Marcos Vasconcelos

Clube de Campo do Castelo

TÊNIS E VALORES PARA A VIDA

Venha aprender e aperfeiçoar seu jogo de tênis enquanto fortalece sua paciência, disciplina, coragem, autoconfiança e autonomia, e, claro, faz novos amigos!

Crianças e jovens de 8 a 14 anos, divididos por nível de habilidade.

De 11 a 14 de julho (segunda à quinta-feira), das 9 às 17hs.

PROGRAMAÇÃO

1º Dia – Jogo de fundo de quadra: desenvolver a paciência para construir o ponto.

2º Dia – Jogo de fundo de quadra: desenvolver a disciplina tática para bolas de ataque e de defesa.

3º Dia – Jogo de transição e jogo de rede: desenvolver a coragem para atacar as bolas curtas e subir à rede.

4º Dia – Voleios, Smashes e passadas: desenvolver a autoconfiança para definir pontos e contra-atacar.

TODOS OS DIAS, NOS JOGOS DE SIMPLES E DUPLAS:

Desenvolver a autonomia para tomar decisões e sofrer as consequências.

PROGRAMAÇÃO DIÁRIA

· 9h – Palestra do dia

· 09h30min – Aquecimento inteligente

· 10 às 12 h – Drills

· 12 às 14 h – Almoço e descanso

· 14 h – Jogos organizados de simples e duplas

· 15h30min – Jogos Esportivos e Oficinas

· 16h30min – Alongamento e volta à calma

· 17 h – Encerramento

INVESTIMENTO

Valores para associados: 6 (seis) parcelas de R$ 150,00

Inclui alimentação, hidratação, Camiseta e Livro “Tênis: O Espírito do Esporte” de Suzana Silva.

As inscrições deverão ser confirmadas até o dia 1º de julho – pagamento da primeira parcela com depósito bancário:

Suzana Silva Promoções Ltda., 03.971.761/0001-89

Banco Bradesco – Agência 0031-0 CC 0403114-8

Obs: Nas datas citadas acima, as quadras de tênis 04, 05 e a quadra rápida, estarão reservadas para o evento das 9h às 17h. Em caso de chuva, usaremos o ginásio de esportes.

Maiores informações

11.3167-7863 Clínica de Tênis Suzana Silva

11.5668-3030 Departamento de Esportes CCC

E você, acha que o Santos vai segurar o G4 em Curitiba?


Trocar Muricy por Autuori não refresca nada

Dizem nos corredores da Vila Belmiro que Muricy Ramalho subiu no telhado. Este blog defende que ele deveria ter sido demitido há 14 meses, quando tomou aquela goleada do Barcelona e disse que não tinha aprendido nada. Mas foi ficando e o Santos ainda renovou o seu contrato (?!). Agora, depois de Pelé dizer que o professor deveria usar mais os jogadores da base, coisa que Muricy não gosta ou não sabe fazer, parece que não há mais ambiente para o cliente mais assíduo do restaurante do CT do Santos. O problema é que a diretoria quer contratar Paulo Autuori, um técnico decadente que vive do nome.

Aos 56 anos, Autuori tem se especializado em trabalhar no rico, mas indigente futebol do Qatar. Na verdade, tem passado a maior parte do tempo no exterior desde 2000, quando foi treinar o Vitória de Guimarães, de Portugal. De lá pra cá voltou apenas quatro vezes ao Brasil, e para atuar apenas uma temporada, às vezes abandonando o clube antes do final do Campeonato Brasileiro. Assim foi em 2001 (Botafogo), 2005 (São Paulo), 2007 (Cruzeiro) e 2009 (Grêmio).

Bem falante, costuma se valorizar e exige altos salários, mas É FRIA!, principalmente para um time como o Santos, que precisa de um técnico disposto a um trabalho de no mínimo médio prazo, que saiba motivar e burilar jovens talentos. Bem mais interessante seria apostar em treinadores menos caros, mais identificados com o Santos e dispostos a aproveitar a oportunidade para fazer história no clube.

Por isso, prefiro, de olhos fechados, técnicos como Jorginho (do Bahia), 47 anos; Sergio Guedes, do XV de Piracicaba, 50 anos; Giba, do Paulista, 50 anos, ou Alexandre Gallo, 45 anos, na Seleção Brasileira Sub-20. Não descarto a possibilidade de o Santos trazer Paulo Roberto Falcão, um craque que deve saber valorizar um garoto bom de bola.

Nem falei dos técnicos estrangeiros porque devem ser caros, mas, se possível, adoraria ver o Santos treinado por Jorge Sampaoli ou Marcelo Bielsa. Creio que não seria bom apenas para o Santos, mas para o futebol brasileiro. Os técnicos nacionais estão defasados e supervalorizados, ou seja, ruins e caros.

Um bom elenco, sim senhor

Se formos analisar bem, o Santos pode formar dois times respeitáveis. Vejamos o que tem jogado: Rafael, Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Renê Junior, Cícero e Montillo; Neymar e Miralles.

Pois ainda teríamos: Aranha, Galhardo, Jubal, Neto (ou Gustavo Henrique) e Émerson Palmieri; Leandrinho, Marcos Assunção (ou Alan Santos); Felipe Anderson e Patito (ou Victor Andrade); Giva e André.

E ainda ficariam no banco de reservas os goleiros Vladimir e Gabriel Gasparotto; os laterais Guilherme Santos, Douglas e Paulo Henrique; os meias Pinga, João Pedro, Alison e Pedro Castro e o atacante Geuvânio.

Agora me diga, sinceramente, se Paulista e Ponte Preta, que venceram o Santos por 3 a 1; e o XV de Piracicaba, que perdeu mas jogou melhor do que o Alvinegro Praiano em plena Vila Belmiro, têm jogadores em mais qualidade e quantidade? Claro que não!!! Tiveram mais técnico, só isso.

Portanto, não é preciso ser nenhum gênio para fazer o Santos jogar bem melhor; voltar a ser um time ofensivo, capaz de aplicar redentoras goleadas de vez em quando e, o que mais alegra o santista, revelar novamente jogadores talentosos, atrevidos e com fome de vitórias e títulos.

Mas, se tiver de pagar uma gorda multa para demitir Muricy e ainda contratar um técnico caro e pouco criativo como Paulo Autuori, então o mais sensato é agüentar o professor mais alguns meses. Nada me faz crer que Autuori terá rendimento melhor, com o agravante de que pegará o boné e irá cantar em outra freguesia logo que os árabes acenarem com outro contrato milionário para dirigir um time que mal sabe andar em campo.

E você, que técnico contrataria para o lugar de Muricy?


Adilson Batista, o técnico que não serviu para o Corinthians, poderá levar o Santos à terceira estrela?

É claro que vamos torcer para que Adilson Batista dê certo no Santos e ganhe o primeiro título importante de sua carreira de técnico. Mas que ficou uma certa decepção no ar com sua escolha, ficou.

Na pesquisa que fazíamos neste blog – substituída neste momento por outra que pede sua opinião sobre o novo técnico – Adilson só tinha 12% dos votos e estava atrás de Abel Braga (14%), Carlos Bianchi (16%) e do preferido Marcelo Bielsa (44%).

Se era para contratá-lo, não entendi porque a diretoria demorou tanto. Caso se transferisse para o Santos logo que foi demitido do Corinthians, talvez ainda conseguisse fazer o time brigar pelo título.

Bem, mas assumir o time há quatro rodadas para o fim do Brasileiro tem o seu lado positivo. Adilson já poderá analisar os jogadores e escolher os que o interessam para o ano que vem.

Meu medo – e o de todos os santistas – é que ele mantenha no time alguns jogadores que têm jogado mal e são odiados pela torcida.

Se Adilson mantiver para 2011 nomes como Marcel, Marquinhos, Roberto Brum, Edu Dracena, Maranhão, Zezinho e Rodriguinho, será sinal de que boa coisa não virá.

E ainda há outros que podem não ter decepcionado totalmente, mas ou são imaturos, ou estão fora de forma e talvez devessem ser emprestados a outros clubes, casos de Danilo, Pará, Léo, Alex Sandro, Possebon, Breitner, Felipe Anderson, Rodrigo Possebon…

Tomara que Adilson tenha coragem e seja bem assessorado para limpar a área e formar um time com jogadores de bom nível e com muita vontade de jogar futebol e ganhar títulos.

Espero que não se deixe levar pelos malandros de boa lábia, que se esforçam quando veem um técnico novo, mas depois são os primeiros a fazer corpo mole e criar problemas.

Uma qualidade: monta times ofensivos

Talvez Adilson Batista não tenha dado certo no Corinthians porque o alvinegro da capital tem um elenco envelhecido, que não gosta de correr. Quanto ataca, demora para voltar e não fecha bem os buracos na defesa. Seu retrospecto lá foi muito ruim.

Tite está ganhando os jogos armando uma semi-retranca, esta é a verdade. O Corinthians não faz questão de jogar bonito. Mas o Santos faz. E Adilson tem o dom de descobrir quem joga e quem não joga bem futebol. Seus times, como o Cruzeiro do ano passado, fluem com desenvoltura e buscam o gol.

Técnicos assim podem se dar bem no Santos. Porém, se o problema do time era a defesa, será que Adilson é o indicado para arrumar o setor? Não me parece. Entretanto, é mais uma pergunta que fica no ar.

Por outro lado, ele parece um sujeito tranqüilo, estilo paizão, como Dorival Junior. Pode ser bom, mas pode ser ruim. Será que um líder que se preocupasse um pouco mais com a disciplina não seria melhor?

Enfim, o tempo dirá se Adílson Dias Batista, 42 anos (16/03/1968), paranaense de Adrianópolis, bom zagueiro que virou técnico há dez anos e até agora só ganhou títulos estaduais, poderá levar o Santos à sua terceira estrela.

Como santista, repito, torcerei muito por ele. Mas como analista fiquei com uma sensação de que o técnico poderia ser melhor escolhido. Adilson Batista não me parece ter o perfil confiante e ousado para comandar um projeto ambicioso como será o do Santos em 2011.

Mas, como sempre digo, a minha é apenas uma das opiniões deste blog. Agora quero saber a sua, leitor e leitora. O que você espera do Santos sob o comando de Adilson Batista?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑