Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Pita (page 1 of 3)

Não acredito na violência

Essa pichação nos muros da Vila Belmiro, além de puro vandalismo, é uma agressão, uma violência e não acredito que as dificuldades de um clube de futebol, ou de qualquer instituição, se resolvam assim. O torcedor tem todo o direito de vaiar, de criticar jogadores, técnico, dirigentes, mas vandalizar o patrimômio do clube e ameaçar pessoas, jamais. Fico até em dúvida se foi um santista que fez isso.

Não creio que nenhum jogador entre em campo para perder, ou para falhar. Entretanto, derrotas e falhas fazem parte do esporte. Nenhum atleta é obrigado a vencer. Sua obrigação é a de se preparar bem para o confronto e, nele, empenhar-se física, técnica, emocional e intelectualmente. Se a torcida exige vitória e aumenta a pressão, isso, muitas vezes, só consegue fazer com que o jogador queira ir embora do clube.

Saber como e quando exigir mais de um atleta é arte dos grandes técnicos, dos grandes líderes. Há jogadores que funcionam melhor com a compreensão e o carinho; outros, com o grito e a (quase) porrada. Há os que crescem quando provocados, como era o caso de Dorval, mas há os que somem de campo, como Pita, o garoto tímido do Casqueiro.

Se violência resolvesse, o nosso Brasil seria o melhor país do mundo. Acredito na conversa olho no olho, no líder assumindo sua liderança, em homens assumindo suas responsabilidades. Acredito em vitórias impossíveis porque acredito na força interior das pessoas, no caso, os jogadores do Santos. Não é preciso de nenhum poder celestial para dar a volta por cima. Só é preciso caráter e força de vontade.

Há 63 anos, a primeira partida internacional

Por Guilherme Gomez Guarche, Coordenador do Centro de Memória e Estatística do Santos Futebol Clube

No dia 21/03/1954 o Santos Futebol Clube fazia o seu batismo internacional jogando pela primeira vez fora do Brasil. Esse jogo pioneiro aconteceu na cidade de La Plata na Argentina e foi um empate pelo placar de 1 a 1 diante da equipe do Gymnasia Y Esgrima de La Plata no Estádio Eva Perón com Del Vecchio marcando o gol santista que formou em solo estrangeiro com: Barbosinha; Hélvio e Feijó (Ivan); Cássio, Formiga e Zito; Del Vecchio, Walter, Álvaro, Vasconcelos (Hugo) e Tite. O técnico era Giuseppe Ottina.

Nesse primeiro giro em terras sul-americanas, o time da Vila Belmiro jogou 08 partidas tendo vencido 03 empatado 03 e perdido 02 partidas marcando o Peixe 19 e sofrendo 14 gols. Os artilheiros nesses jogos foram: Del Vecchio (4), Vasconcelos (4), Tite (3), Hugo (3), Walter Marciano (3), Álvaro (1) e Picot que marcou contra a favor do Santos FC. O retorno da delegação à cidade de Santos foi a bordo do conhecido e luxuoso transatlântico Ana C.

Algumas partidas dessa excursão foram transmitidas pela Rádio Atlântica de Santos, a popular PRG-5 na voz do saudoso Ernane Franco. Segundo os historiadores, Odir Cunha e Marcelo Fernandes, eles contam que: Em princípio, o Santos jogaria na Colômbia, Venezuela, Peru e Equador, porém, segundo um telegrama enviado por D’ Agostini a Marcelo de Castro Leite, representante do Santos em São Paulo, a excursão teria de ser suspensa devido aos incidentes ocorridos em 4 de março na Cidade do México, na partida em que o Vasco da Gama vencera o Marte, campeão mexicano, por 1 a 0. Como o Santos ficou à mercê das negociações do empresário e, por isso, momentaneamente impedido de marcar amistosos que aliviariam seus encargos financeiros, o dirigente santista José Aflalo Junior, escolhido para chefe da delegação da prometida excursão sul-americana, perdeu a paciência com D’Agostini e declarou ao jornal Folha da Noite que se o Santos não excursionasse, exigiria indenização, “principalmente dos vinte mil cruzeiros que já gastamos com a retirada dos passaportes dos jogadores.”

Pouco depois, porém, o empresário acenou com a possibilidade de, entre meados de março e meados de abril, com boa folga antes do início do Torneio Rio-São Paulo, a se iniciar em maio, o Santos realizar alguns amistosos na Argentina.

Curiosidade

Essa partida internacional foi a partida de nº 20 do Alvinegro da Vila Belmiro que em toda a sua centenária história já disputou contra times estrangeiros 722 partidas tendo vencido 452 empatado 130 e perdido 140 partidas marcando 1813 e sofrendo 972 gols, já computando a última vitória diante do The Strongest na Vila Belmiro por 2 a 0.

E-book de “Lições de Jornalismo” por 33 reais

licoes de jornalismo
Clique aqui para conhecer um pouco mais sobre “Lições de Jornalismo”

Clique aqui para conhecer o sonoplasta de rádio autor da ideia que originou “O Domingão do Faustão”, uma das histórias do livro “Lições de Jornalismo”.

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Dois exemplares de Time dos Sonhos, com frete grátis e dedicatória por apenas 59 reais não se pode perder.
Clique aqui e leve agora!

Liquidação Total dos livros em 60 dias de aniversário!

Como prometi, este blog comemorará o aniversário de 105 anos do nosso amado Santos Futebol Clube com descontos inacreditáveis na Livraria do Blog nos meses de março e abril. Para tornar a rica história santista mais acessível a todos, reduzi em 80% alguns preços dos livros oferecidos na livraria e ainda mantive o frete grátis e a dedicatória. Mas a promoção só vai até o fim do estoque. Então, se ainda não comprou esses livros – para você ou para dar de presente aos amigos – aconselho que o faça agora.

Você sabe: divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
Por 39 reais um exemplar, ou apenas 59 reais por dois exemplares
https://livraria.lojaintegrada.com.br/2-exemplares-do-dossie-unificacao-dos-titulos-brasileiros-a-partir-de-1959-com-dedicatoria-do-autor-frete-gratis

Time dos Sonhos
Por 39 reais um exemplar, ou apenas 59 reais por dois exemplares

Sonhos mais que possíveis
Por 14 reais o exemplar

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Por 18 reais um exemplar, ou 29 reais dois exemplares

OS PREÇOS FINAIS SÃO ESSES AÍ, NENHUM CENTAVO A MAIS. O FRETE É POR CONTA DO BLOG. APROVEITE POR QUE NUNCA ESTEVE TÃO BARATO.

ATENÇÃO: A PROMOÇÃO VAI ATÉ 30 DE ABRIL OU ATÉ ACABAR O ESTOQUE

—— Para entrar na livraria, tecle aqui ——
ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

Participe do livro 20 Jogos Eternos do Santos

CAPA 20 jogos Santos 5 - final para gráfica FRENTE (2)

Os jornalistas Bruno Freitas e Renan Prates estão lançando uma campanha de venda antecipada para lançar o livro “20 Jogos Eternos do Santos”.

Para este livro foram consultados os santistas da mídia Ademir Quintino, João “Canalha”, José Roberto Torero, Marcelo Tas, Odir Cunha, Paulo “Morsa”, Vladir Lemos e Xico Sá.

Não está caro participar e com 36 reais já dá para garantir um exemplar. Como sempre digo, a história é o bem mais precioso do Santos e tudo o que for feito para preservá-la tem o meu apoio.

Para mais informações, clique neste link: https://abacashi.com/#/p/livro20jogoseternosdosantos


É justo o Santos ser campeão

Coquetel de relançamento do livro Time dos Sonhos será dia 19, um sábado, às 15 horas, no Museu Pelé

Desculpem a demora. Queríamos muito conseguir uma data no Museu Pelé para o relançamento do livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista. Finalmente, conseguimos. Espero que todos os inscritos para o coquetel possam ir.

O evento ocorrerá dia 19 de dezembro, sábado, a partir das 15 horas. O Museu Pelé fica na Rua São Bento, esquina com a Rua do Comércio, no prédio da antiga prefeitura, em frente à antiga Estação da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, hoje um restaurante-escola, ao lado da Igreja Santo Antonio do Valongo. Pouco antes da rodoviária de Santos há uma placa indicando o caminho para o Museu, à esquerda. O telefone é (13) 97406-5593.

Abriremos para todos os convidados do coquetel a possibilidade de assistir às palestras dos historiadores do Santos. Os que pagaram pela palestra serão reembolsados pelo valor que deram a mais, ou poderão retirar a diferença em livros ou produtos da loja do Museu Pelé.

Confira se o seu nome está na lista dos convidados para o coquetel de relançamento do livro Time dos Sonhos:

Ademir Joaquim Teles
Anderson Guedes
Celso Luiz Colombini
Claudio Haruo Okuyama
Edilson Aparecido Oliveira
Edneide Aleixo Farias
Eugênio Nogueira
Eugenio Singer
Fábio Gaia
Fabricio Ribeiro dos Santos
Guilhermine Van Holthe Tanaka
Isabela Alves Jafet
Jandir Boeira
José Mauro Alvarez Martinez
Luiz Fernando de Palma
Luiz Louzada de Castro
Marcelo Covas
Marcelo Giacomo
Marcelo Guilhermino Petersen
Marco Aurélio Piovan
Marcos Queiroz
Neli Aparecida de Faria
Nelson Jafet
Nilton Ramalho
Oscar Cesar Leite Junior
Rodrigo Alves Jafet
Rogério de Moraes
Romualdo Henrique Soares
Rony Uemura
Vitor Pereira

Este ano o Santos foi melhor do que o Palmeiras no Campeonato Paulista, no Campeonato Brasileiro e, até agora, na Copa do Brasil. Praticou o futebol mais vistoso e revelou melhores jogadores. Portanto, se for campeão nesta quarta-feira, no estádio palmeirense, o resultado será plenamente justo.

O adversário é valoroso e merece todo o respeito, mas caso o Santos consiga vencer a partida, isso não deve ser considerado uma surpresa, pois, ao longo do tempo, o Santos já superou o tradicional alviverde diversas vezes no Pacaembu, Morumbi e no Parque Antarctica. Vejamos algumas delas:

Sem Pelé, pelo Rio-São Paulo de 1966, no Pacaembu:

Campeonato Paulista de 1967, no Parque Antarctica:

Quadrangular final da Taça de Prata de 1968, no Pacaembu:

Campeonato Paulista de 1968:

Quadrangular final do Campeonato Paulista de 1969, no Parque Antarctica:

Campeonato Brasileiro de 1974, no Pacaembu:

Campeonato Paulista de 1982, no Pacaembu:

Campeonato Paulista de 1982, no Morumbi:

Campeonato Brasileiro de 1995, no Pacaembu:

Torneio Rio-São Paulo de 1997, no Parque Antarctica:
Semifinal do Paulista de 2000, no Morumbi:

Campeonato Brasileiro de 2004, no Pacaembu:

Semifinal do Paulista de 2009, no Parque Antarctica:

Brasileiro de 2012, no Pacaembu:

Campeonato Brasileiro de 2014, no Pacaembu:

E você, o que espera do “Clássico dos Clássicos” desta quarta?


Morte de Formiga, Carta aberta a Laor, Música de 1955, Agenda do Santos


Formiga apresentando-se ao Santos, em 1950 (foto enviada pelo pesquisador Marcelo Fernandes)


Formiga em quatro tempos. Fotos extraídas de vídeos. Por Wesley Miranda

Faleceu ontem, aos 81 anos, o craque Francisco Ferreira de Aguiar, apelidado de “Formiga” por um amigo de infância, devido ao físico franzino. Nascido em Araxá, Minas Gerais, em 11 de novembro de 1930, jogou no Santos de 1950 a 1957 e de 1959 a 1963. Fez 412 jogos com a camisa do Alvinegro Praiano e marcou três gols. Pode-se dizer que foi um Menino da Vila, pois veio do Cruzeiro ainda juvenil.

Clássico, técnico, Formiga era um craque na zaga e fez 19 jogos pela Seleção Brasileira entre 1955 e 1959. Está na Seleção de Prata do Santos, ao lado de Joel Camargo, outro Menino da Vila. Formiga era tão valorizado em sua época, que em 1958 foi vendido ao Palmeiras por dois milhões de cruzeiros, mais os passes de Jair Rosa Pinto e Laércio Milani, além da renda de um jogo entre os dois times.

Logo que encerrou a carreira de jogador, em 1963, foi técnico do infantil do Santos. Em 1978, promovido a técnico do time profissional, revelou Juary, Pita, Rubens Feijão e foi o responsável pela denominação de “Meninos da Vila”, por tratar seus jovens jogadores por “meninos”. Era funcionário do clube até o final de 2009, contratado pela administração anterior à atual.

Formiga morreu de infarto às 18h30m de ontem, exatamente no mesmo dia – 22 de maio – em que, há 62 anos, chegou do Cruzeiro para ajudar o Alvinegro Praiano a se tornar um dos melhores do mundo.

Veja Formiga neste filme editado por Wesley Miranda sobre o título de 1955, em que o zagueiro participou de 23 dos 26 jogos da campanha santista. Ele é o primeiro a aparecer.

Música perdida do título de 1955 é encontrada!

Abaixo você ouvirá uma música rara, que foi composta para homenagear o título paulista do Santos em 1955 e estava perdida. Graças à memória de Mario Bento de Carvalho, com Bruno Martins ao violão, reviva e guarde com carinho a canção em homenagem ao campeão de 1955:

Carta aberta a Luis Álvaro Ribeiro

Olá Presidente!

Sou o associado número 48552 do Santos Futebol Clube. Frequentador assíduo dos jogos do clube, sejam estes em Santos ou em São Paulo. O principal motivo que me levou a aderir ao quadro social do clube foi poder votar e lutar contra o continuísmo no Peixe.

Lembro-me do senhor dizendo pessoalmente ao meu pai no dia da eleição em que conquistou seu primeiro mandato: ” Não serei candidato a reeleição”. E foi!

Ainda assim na minha opinião era o melhor nome na última eleição, e assim como a maioria dos sócios votei no senhor.

O senhor no primeiro mandato pregava privilégios aos associados na compra de ingressos e não às torcidas organizadas. Fico extremamente decepcionado ao ver o site oficial do clube mencionar que parte dos ingressos são a “cota histórica das torcidas organizadas”. Ora Presidente, por que destinar ingressos a quem não paga mensalidade, não é cliente fidelizado? Assim que o Santos atingirá 100 mil sócios?

Deveríamos deixar o “clubismo” de lado, e nos espelhar em sistemas que funcionam.

No Internacional de Porto Alegre, ingressos são destinados aos sócios apenas. No Corinthians , com o programa “Fiel Torcedor”, quem vai a mais jogos ganha preferência na compra dos jogos mais importantes, o que é justo pois quem vai mais ao estádio gasta mais tempo e dinheiro com o Clube.

Na final do Campeonato Paulista deste ano, não houve esforço por parte de nossa diretoria para garantir que os sócios pudessem, no jogo de volta, comprar ingressos pelo sistema Sócio Rei. O mesmo sistema que foi absurdamente falho para o jogo contra o Vélez Sarsfield. Fora o fato dos boletos errados que muitos de nós associados recebemos.

Antes que me critiquem ou digam que sou “Teixeirista”, eu votei sim no Presidente Luis Álvaro, e por isso me sinto no direito de reivindicar um melhor tratamento a nós sócios.

Gostaria apenas de tornar pública minha opinião, como Santista apaixonado e Sócio.

Thiago Tavares dos Santos

Agenda do Centenário será lançada sexta-feira em São Paulo

Sexta-feira tem lançamento da Agenda do Centenário do Santos, uma Agenda Permanente com um texto histórico por semana. Sou o autor dos textos e espero os amigos do blog lá na Cultura da avenida Paulista:

Dia do Dossiê foi um sucesso!

Agradeço e parabenizo a todos os que adquiriram o Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros ontem. Vocês agora são fiscais da Unificação e terão elementos para defender com mais propriedade essa conquista legítima de seis grandes clubes brasileiros, entre eles o nosso querido Santos.

E o que você tem a dizer sobre esses assuntos?


Veja o Programa da TV Gazeta em homenagem ao Centenário do Santos

Levado ao ar ontem, o especial da TV Gazeta em homenagem ao Centenário do Santos reuniu o ídolo Neymar, os craques Pita e Robert e o presidente Luis Álvaro Ribeiro.

O programa, recheado de reportagens com os ídolos do passado, teve a
apresentação de Flávio Prado e Chico Lang. Não viu? Acompanhe de novo graças à gravação de Diego Carvalho.

E aí? Gostou?


Luis Álvaro cumpriu a palavra

Na noite de sexta-feira participei de um programa especial sobre o Santos na TV Gazeta (que irá ao ar depois do Mundial do Japão). Com apresentação de Flávio Prado e Chico Lang, lá estavam Neymar, Pita, Robert e o presidente Luis Álvaro Ribeiro. Depois, fomos jantar no Alfama dos Marinheiros, e eu enchendo o saco do Laor com a história de que o Neymar tem de ficar no Santos de qualquer jeito. Uma hora ele respondeu: agora não posso dizer nada, mas acho que na semana terei uma boa notícia para você.

Então, hoje, quando me avisam que o presidente disse no Arena Sportv que garantiu Neymar no Santos até a Copa de 2014, eu fico imensamente feliz, mas não posso dizer que esteja surpreso. Confiei que Laor dizia a verdade e ele não me decepcionou. Na verdade, a gente quer que Neymar fique toda a vida no Alvinegro Praiano, e não só até 2014. Mas já está ótimo.

Para variar, muitos jornalistas – principalmente do Brasil e da Espanha – terão agora que explicar a seus leitores porque nunca conseguem acertar uma notícia sobre a contratação de Neymar ou Paulo Henrique Ganso. Chega a ser engraçado ler e ouvir tanto chute e depois ver a cara de tacho dos caras…

Quanto a Luis Álvaro, se eu escrevi em um post que perder Neymar por dinheiro seria o fim de sua carreira como dirigente do Santos, eu digo agora que com essa renovação do Menino de Ouro até 2014, titio Laor já vai para a galeria dos grandes presidentes do Alvinegro Praiano. E já está reeleito para mais três anos à frente do clube.

E você, o que achou do anúncio de que Neymar ficará até a Copa?


Older posts

© 2018 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑