Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Ricardo Oliveira (page 1 of 27)

Por que o ano já acabou


Vanderlei fez boas defesas, a zaga santista não jogou mal, mas o Barcelona foi melhor e mereceu a vitória. Santos terminará 2017 sem títulos.

Faltam 101 dias para terminar 2017, mas para o santista o ano já acabou. A 12 pontos do líder do Campeonato Brasileiro, com problemas no elenco e sem ânimo para empreender uma recuperação, ao Santos resta apenas tentar permanecer no G4 da competição nacional. A derrota e a eliminação diante do Barcelona de Guayaquil, em plena Vila Belmiro, ainda ecoam em nossas cabeças. O que deu errado nessa temporada em que o Santos disputou quatro competições e em todas ficou longe do título?

Bem, as explicações para o fracasso estão nos comentários do post anterior, alguns de uma lucidez impressionante. Por mais que o futebol seja imprevisível, é evidente que faltou planejamento, seriedade, profissionalismo. Perder para um time estrangeiro, na Vila Belmiro, após 33 anos de invencibilidade, não foi obra do acaso.

Há meses temos visto o Santos jogando mal e sendo dominado, mesmo no Urbano Caldeira. Já tinha sido assim contra o Atlético Paranaense, nas oitavas da Libertadores. Aquele time que, em sua casa, pressionava e às vezes goleava os adversários, há muito tempo não dá o ar de sua graça. Falta-lhe a habilidade, a energia e a ousadia de um Geuvânio, um Gabigol, um Thiago Maia, meninos que se foram precocemente para o exterior, trocados por dinheiros para pagar a folha salarial.

Mais uma vez a alegação de que o velho e acanhado estádio é carismático e nele o Santos não perde, caiu por água abaixo. Negligenciou-se novamente a oportunidade de se jogar para 30, 40 mil pessoas no Pacaembu ou mesmo no Morumbi, o que resultaria em uma pressão muito maior sobre o adversário, além de mais dinheiro em caixa.

Se alguém tiver a pachorra de somar os milhões de reais que já foram perdidos pelo preconceito dessa diretoria de utilizar os grandes estádios da capital nos jogos importantes do Santos, verá que o montante já alcança uma pequena fortuna. Um clube profissional não pode se dar a esse luxo.

Um clube profissional que queira ser competitivo não pode vender precocemente seus jovens valores, como os citados Geuvânio, Gabigol e Thiago Maia, apenas para pagar as folhas salariais, e contratar jogadores inconsistentes, sem condição de serem titulares em um time grande do Brasil, como Leandro Donizete, Kayke, Cleber, Vladimir Hernandez, Fabián Noguera, Copete, Vecchio…

O departamento técnico de um clube profissional deve ter um rígido programa de treinamentos, a fim de transformar jogadores em atletas capazes de suportar os 90 minutos de uma partida de futebol. Mas no Santos só se ouve falar de descanso e de poupar jogadores. E justo na hora agá, no jogo decisivo, dois titulares importantes, do mesmo setor do campo – Lucas Lima e Renato – acabaram desfalcando o time.

A administração de um clube profissional não pode passar três anos só aumentando as dívidas, transformando o clube em um grande cabide de empregos e não deixando, de legado, nem um centavo a mais em seu patrimônio. Pode parecer que não, mas tudo isso estava em campo, na noite de quarta-feira, diante do Barcelona de Guayaquil – um clube que talvez pareça humilde, mas é bem estruturado e tem um estádio, o Monumental Isidro Romero Carbo, com capacidade para 57 mil pessoas.

A falta de opções no banco de reservas refletiu a péssima montagem do elenco santista para 2017. Com alguma capacidade técnica, havia apenas Jean Mota, que fez o que pôde. Essa não é a hora de culpar os jogadores, eu sei. A responsabilidade por vestirem a camisa do Santos é de quem os contratou e escalou.

Mas, por falar neles, é óbvio que, como a partida confirmou, alguns não poderão mais estar nos planos do clube em 2018. Assim como faltou categoria a muitos já citados, o ex artilheiro Ricardo Oliveira mostrou que não tem mais pernas e por falta delas perdeu a maior oportunidade do Santos no segundo tempo. Renovar contrato com ele seria mais uma temeridade. O próprio caso de Lucas Lima tem de ser analisado com carinho, pois parece que ele não tem mais a menor motivação de continuar no Santos. E sem motivação o jogador finge que joga, toma cartões de graça e está sempre no departamento médico.

Não se pode, ainda, tirar a responsabilidade do técnico Levir Culpi, que depois de um início firme, em que chegou a discursar contra os cultos religiosos na concentração, parece ter seguido o roteiro de Dorival Junior e sucumbido à vontade, ou falta dela, de alguns líderes do elenco. De que adiantou, por exemplo, poupar todos os titulares contra o Botafogo? Usasse um time misto e hoje o Santos estaria a nove pontos do líder, com alguma chance de tentar alguma coisa no Brasileiro.

Porém, acima do técnico há o departamento de futebol. E se ele é frouxo, não impõe regras claras e não consegue cobrar ou amparar os jogadores, o que se tem é um elenco sem comando, em que não há espírito coletivo e muito menos motivação para grandes conquistas.

Por fim, acima do departamento de futebol há a presidência do clube, que tem a obrigação de definir as metas, os procedimentos e os rumos da entidade. Se ela é correta, responsável e transparente, essa credibilidade passa para todos os setores do clube e chega até o elenco.

Após um fracasso, os torcedores costumam descontar sua frustração nos jogadores, como ocorreu na Vila Belmiro, mas os atletas são apenas o primeiro elo da cadeia e, por isso, quase sempre os menos culpados. Muitas vezes são obrigados a jogar com salários atrasados, o que é desmotivador para qualquer profissional.

De qualquer forma, com ou sem chance de título, o Campeonato Brasileiro ainda não terminou e o Santos tem a obrigação de seguir lutando em busca da melhor colocação possível. Afinal de contas, o verdadeiro profissional tem de estar sempre disposto a dar o melhor pela empresa que lhe dá o sagrado pão de cada dia. E para o sócio do clube restará, até o começo de dezembro, a inadiável tarefa de analisar muito bem e decidir o que quer para o Santos a partir de 2018.

E você, o que acha disso?

Somos todos Santos

Enfim, chegou o momento de anunciarmos a chapa Somos todos Santos, encabeçada por José Carlos Peres, Orlando Rollo e por mim. O anúncio ocorrerá hoje, quinta-feira, a partir das 19 horas, no Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu. Na oportunidade falaremos de nossas propostas, resumidas em um conjunto de 11 pontos principais.

Você é nosso convidado(a) para esse evento importante para o futuro do Santos. Confirme sua presença com a Mariana, pelo telefone (13) 99136-3264 e venha viver conosco esse momento que pode ser decisivo na história do clube. Estarei lhe esperando de braços abertos.

cartaz - anuncio chapa

Atenção: Teremos transmissão ao vivo do evento pela fan page do Movimento Somos todos Santos e na fan page de Orlando Galente Rollo.

Felizmente a Kickante entendeu a importância do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra” e nos deu mais um mês de campanha de pré-financiamento para lançar esta que é uma das obras mais impactantes da história do Santos e do futebol. Agora faltam 23 dias para o encerramento do prazo final. Se você ainda não participou, participe.

Da meta de R$ 48 mil, suficiente para cobrir os custos gráficos da impressão de dois mil exemplares, estamos na metade. Há muitas formas de recompensa para quem participar da campanha. Desde doar 10 reais, até comprar uma cota de patrocínio por 15 mil reais, que dá direito a 100 exemplares, 30 convites para a festa de lançamento, ter o logotipo da empresa impresso no livro e ser divulgado pela assessoria de imprensa.

O livro se baseia na ampla pesquisa de Marcelo Fernandes, um santista que mora em Luxemburgo, e em alguma pesquisa e texto meus. Só digo uma coisa e depois me cobrem: quem não participar, vai se arrepender. Esse livro ficará marcado na história do Santos e da literatura mundial do futebol.

Clique aqui para garantir o seu exemplar e ajudar no lançamento do livro único SANTOS FC, O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA.

No meu aniversário, quem ganha o presente é você

Setembro é mês do meu aniversário e resolvi comemorar com os frequentadores deste espaço promovendo uma oferta inédita das obras expostas na Livraria do Blog.

time-dossie ok

Para atender aos pedidos dos santistas das embaixadas e demais grupos de torcedores espalhados pelo País, criei preços especiais também para a compra de três, quatro e cinco exemplares, tanto do Dossiê de Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959, como do Time dos Sonhos.

Neste mês, três exemplares desses dois livros sairão por 75 reais, quatro por 85 e cinco por 95 reais. E todos os pedidos com frete grátis e dedicatórias exclusivas. Faça as contas e veja que não dá para perder. É a oportunidade de presentear os amigos ou já guardar para o Natal.

E caso alguém queira uma quantidade maior do que cinco exemplares, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que estudaremos as melhores condições possíveis. O interesse, como sempre, é ver o santista e conhecendo a rica história do clube, elemento fundamental no fortalecimento da marca Santos.

Clique aqui para entrar na Livraria do Blog e conferir todas as ofertas

Todos os PDFs a R$ 1,00

O sistema da loja do blog não permite que se distribua livros sem nenhum pagamento. Então, coloquei o preço de todos os PDFs a apenas um real. Isso mesmo. Qualquer PDF, neste mês de setembro, custará apenas um real.
Comprar com cartão, de débito ou crédito, é totalmente confiável pelo sistema do PagSeguro, mas se quiser pode escolher por boleto ou mesmo fazer depósito bancário (nesse último caso, informe-se pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Dentre os PFDs, há quatro livros que falam do Alvinegro Praiano

– Donos da Terra, a história do primeiro título mundial do Santos
Clique aqui para comprar Donos da Terra
– Na Raça!, a história do primeiro clube bicampeão mundial
Clique aqui para comprar Na Raça!
– Ser Santista, um orgulho que nem todos podem ter – Artigos selecionados que mostram várias aspectos da grandeza santista
Clique aqui para comprar Ser Santista
– Pedrinho escolheu um time – A aventura de um garoto paulistano que quer escolher um time para torcer.
Clique aqui para comprar Pedrinho escolheu um time

Há mais três histórias infanto-juvenis

– Pedrinho no Descobrimento do Brasil – Um buraco no tempo leva Pedrinho ao momento em que o Brasil está sendo descoberto pela esquadra de Cabral. Para crianças e adolescentes que gostam de História.
Clique aqui para comprar Pedrinho no Descobrimento do Brasil
– O Diário de Kimmy, uma garota inuit – O dia a dia de uma menina que vive no Alasca, entre as tradições de seu povo e os perigos dos tempos atuais.
Clique aqui para comprar O Diário de Kimmy
O Reino do Pum – A caso insólito do pobre e mal cheiroso reino onde viviam o pequeno Sidney e seu avó Felisberto.
Clique aqui para comprar O Reino do Pum

E uma ficção para adultos

– Morte.Net – Romance impróprio para menores, de Caio Morelli, que fala de pessoas que buscam a felicidade nos encontros fortuitos da Internet.
Clique aqui para comprar Morte.Net

Se tiver qualquer dificuldade para comprar os livros pelo Pagseguro, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que eu resolvo.

A grana está curta? Momentaneamente está desempregado? Mas gostaria de ler alguns livros em PDF expostos na livraria deste blog? Mande-me um e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que neste setembro eu os envio de presente para você.


A realidade do futebol

Com grandes times brasileiros priorizando outras competições, o alvinegro da capital se distanciou na liderança do Campeonato Brasileiro e, como era de se esperar, acabou endeusado por cronistas-torcedores. Nesse domingo, porém, com os times descansados e completos, tivemos uma boa ideia da realidade do nosso futebol: o Santos dominou, criou mais chances de gol, ganhou de 2 a 0 e ainda teve um pênalti não marcado. Jogadores badalados do adversário pouco ou nada fizeram, enquanto muitos santistas mostraram uma qualidade que os levaria até à Seleção nacional caso o técnico desta fosse neutro, como deveria ser.

Bruno Henrique, por quem passou quase todas as chances de gol do Santos, fez o que quis com Fagner, lateral que Tite inventou na Seleção (depois não chorem se vierem outras goleadas na Copa da Rússia). Lucas Lima se destacou no meio de campo, em que sua classe e noção de tempo destoa das caneladas dos demais. Ricardo Oliveira mostrou presença de área e a defesa santista se saiu bem melhor do que a adversária, o ponto forte do rival.

O primeiro tempo terminou 0 a 0, mas a maior oportunidade foi do Santos, aos 42 minutos, com passe de Bruno Henrique e arremate de Ricardo Oliveira que Cássio defendeu à queima-roupa. No segundo tempo, Lucas Lima marcou aos 12 minutos, após Bruno Henrique deixar Fagner sentado e cruzar para a área.

Depois, o adversário tentou pressionar, mas provou do seu próprio veneno, pois criou muito pouco no ataque e viu o Santos chegar mais perto do segundo gol em diversas oportunidades. Ricardo Oliveira estava realmente impedido quando partiu sozinho e chutou colocado para fazer o gol, mas o pênalti de Fagner sobre Bruno Henrique deveria ter sido marcado. A jogada de ombro a ombro é permitida, mas jogar o corpo contra o tronco do adversário, desequilibrando-o, como fez Fagner, é falta.

Por fim, para coroar a ótima atuação e a cristalina superioridade santista, Lucas Lima viu Bruno Henrique livre e este tocou para Ricardo Oliveira, mais livre ainda, só empurrar para as redes, aos 47 minutos. Vitória justíssima, assistida por 12.567 espectadores em uma Vila Belmiro em festa, primeira derrota do medíocre líder em campos adversários e sinal de que, se desse ao Brasileiro o valor que ele merece, o Santos bem que poderia estar na liderança.

A delegação santista viajaria para Guayaquil logo em seguida, onde, como único invicto da competição, enfrentará o Barcelona local, pelas quartas de final da Copa Libertadores. É evidente que se trata do jogo mais importante para o futebol brasileiro nesta semana. Por mais que alguns veículos da imprensa tentem fantasiar as coisas, com interesses indecifráveis, a verdade é que o Clássico Alvinegro deste domingo mostrou qual é, no campo, a realidade do nosso futebol.

Faltam três dias para se encerrar a campanha de pré-financiamento de uma das obras mais importantes da história do Santos e, por incrível que pareça, ainda não conseguimos alcançar metade do valor necessário para imprimir 2.000 exemplares do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”. Da meta de R$ 48 mil, quando escrevo esse post não se chegou a 24. Mas não desistiremos, pois assim como correu com o Dossiê, sabemos que se trata de uma obra fundamental para documentar para sempre as façanhas que só o Santos realizou por gramados de todo o mundo.

O livro se baseia na ampla pesquisa de Marcelo Fernandes, com alguma pesquisa e texto meus. Só digo uma coisa e depois me cobrem: quem não participar, vai se arrepender. Esse livro ficará marcado na história do Santos e na literatura mundial do futebol.

Clique aqui para garantir o seu exemplar e ajudar no lançamento do livro único SANTOS FC, O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA.

No meu aniversário, quem ganha o presente é você

Setembro é mês do meu aniversário e resolvi comemorar com os frequentadores deste espaço promovendo uma oferta inédita das obras expostas na Livraria do Blog.

time-dossie ok

Para atender aos pedidos dos santistas das embaixadas e demais grupos de torcedores espalhados pelo País, criei preços especiais também para a compra de três, quatro e cinco exemplares, tanto do Dossiê de Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959, como do Time dos Sonhos.

Neste mês, três exemplares desses dois livros sairão por 75 reais, quatro por 85 e cinco por 95 reais. E todos os pedidos com frete grátis e dedicatórias exclusivas. Faça as contas e veja que não dá para perder. É a oportunidade de presentear os amigos ou já guardar para o Natal.

E caso alguém queira uma quantidade maior do que cinco exemplares, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que estudaremos as melhores condições possíveis. O interesse, como sempre, é ver o santista e conhecendo a rica história do clube, elemento fundamental no fortalecimento da marca Santos.

Clique aqui para entrar na Livraria do Blog e conferir todas as ofertas

Todos os PDFs a R$ 1,00

O sistema da loja do blog não permite que se distribua livros sem nenhum pagamento. Então, coloquei o preço de todos os PDFs a apenas um real. Isso mesmo. Qualquer PDF, neste mês de setembro, custará apenas um real.
Comprar com cartão, de débito ou crédito, é totalmente confiável pelo sistema do PagSeguro, mas se quiser pode escolher por boleto ou mesmo fazer depósito bancário (nesse último caso, informe-se pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Dentre os PFDs, há quatro livros que falam do Alvinegro Praiano

– Donos da Terra, a história do primeiro título mundial do Santos
Clique aqui para comprar Donos da Terra
– Na Raça!, a história do primeiro clube bicampeão mundial
Clique aqui para comprar Na Raça!
– Ser Santista, um orgulho que nem todos podem ter – Artigos selecionados que mostram várias aspectos da grandeza santista
Clique aqui para comprar Ser Santista
– Pedrinho escolheu um time – A aventura de um garoto paulistano que quer escolher um time para torcer.
Clique aqui para comprar Pedrinho escolheu um time

Há mais três histórias infanto-juvenis

– Pedrinho no Descobrimento do Brasil – Um buraco no tempo leva Pedrinho ao momento em que o Brasil está sendo descoberto pela esquadra de Cabral. Para crianças e adolescentes que gostam de História.
Clique aqui para comprar Pedrinho no Descobrimento do Brasil
– O Diário de Kimmy, uma garota inuit – O dia a dia de uma menina que vive no Alasca, entre as tradições de seu povo e os perigos dos tempos atuais.
Clique aqui para comprar O Diário de Kimmy
O Reino do Pum – A caso insólito do pobre e mal cheiroso reino onde viviam o pequeno Sidney e seu avó Felisberto.
Clique aqui para comprar O Reino do Pum

E uma ficção para adultos

– Morte.Net – Romance impróprio para menores, de Caio Morelli, que fala de pessoas que buscam a felicidade nos encontros fortuitos da Internet.
Clique aqui para comprar Morte.Net

A grana está curta? Momentaneamente está desempregado? Mas gostaria de ler alguns livros em PDF expostos na livraria deste blog? Mande-me um e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que neste setembro eu os envio de presente para você.


Vai faltar povo…

dia dos pais
Que presente para o seu pai pode ser mais duradouro e mais barato?
Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

Vai faltar povo…

O Santos recebe o Flamengo nesta quarta-feira, às 21h45, na Vila Belmiro, com a difícil tarefa de vencer por mais de dois gols de diferença para passar para a semifinal da Copa do Brasil. A missão é difícil, mas não impossível. A volta de Ricardo Oliveira pode proporcionar ao Alvinegro os gols que ele precisa. Uma coisa é certa, porém: o jogo será assistido, no estádio, por muito menos torcedores do que deveria.

Informações dão conta de que a diretoria do Santos tentou transferir o jogo para o Pacaembu, estádio mais condizente com a grandiosidade do espetáculo, mas a CBF e a Polícia Militar vetaram porque no mesmo horário haverá um jogo pela importantíssima Copa Sul-americana entre o Alvinegro de Itaquera e o conhecidíssimo Patriotas. Assim, um dos grandes clássicos do futebol brasileiro ficará prejudicado por um joguinho de terceira categoria. Depois, ficam perplexos quanto a Seleção toma de 7 a 1 em uma Copa do Mundo em casa…

Nos tempos em que a meritocracia imperava no futebol e os brasileiros podiam ir aos estádios para, realmente, ver os melhores times e jogadores do mundo, Santos e Flamengo arrastavam multidões para seus duelos. Veja você, amigo leitor e amiga leitora, que dos oito jogos de maior público do tradicional Torneio Rio São Paulo, o único que se repetiu foi Flamengo e Santos, ambos no Maracanã: em 11 de março de 1961 o Santos goleou o rubro-negro por 7 a 1, diante de 87.868 pessoas, e em 6 de fevereiro de 1997 empatou em 2 a 2, conquistando o título do torneio daquele ano, em jogo assistido por um público de 70.729 torcedores.

No Torneio Roberto Gomes Pedrosa, disputado de 1967 a 1970, o único jogo com a presença de um time paulista que figura entre os dez maiores públicos é justamente Santos e Flamengo, que em 15 de setembro de 1968 atraiu 78.022 pessoas ao Maracanã. A partida foi vencida pelo Santos por 2 a 0 e, como se sabe, o Alvinegro Praiano também foi o vencedor do campeonato, conquistando assim o seu sexto título brasileiro.

Se falarmos do Campeonato Brasileiro, a popularidade do clássico é ainda mais ressaltada. Para começar, a finalíssima do título de 1983, jogada no Maracanã, em 29 de maio de 1983, detém o recorde oficial de público de uma partida entre clubes brasileiros, com 155.523 torcedores.

Naquele mesmo Campeonato Brasileiro de 1983 o Santos enfrentou duas vezes o Flamengo no Morumbi. Na primeira partida, pela fase de classificação, venceu por 3 a 2, diante de 111.111 espectadores; na segunda, o primeiro jogo da decisão, venceu por 2 a 1 com um público de 119.984 pessoas. Veja que coisa curiosa: somando-se apenas esses dois públicos do Morumbi já se chega a 231 mil pessoas, cerca de 18 mil a mais do que todo o público somado dos 19 jogos do Santos, como mandante, no Campeonato Brasileiro de 2016 (213.275 torcedores).

Bem, é evidente que o palco natural para os encontros entre Santos e Flamengo só pode ser estádios com capacidade pra 40 mil pessoas ou mais. A Vila Belmiro e a Ilha do Urubu são apenas paliativos de um tempo difícil. Menos mal que a quantidade de torcedores não influi na qualidade do espetáculo, como se viu em 27 de julho de 2011, quando apenas 12.968 pessoas apreciaram, na Vila Belmiro, o jogaço que terminou 5 para o Flamengo de Ronaldinho Gaúcho e 4 para o Santos de Neymar.

Previsão e times

Uma goleada do Santos é difícil, mas não impossível. O Flamengo tem um bom time do meio de campo para a frente, mas sua defesa é vulnerável. Alguns de seus jogadores cansam muito no segundo tempo. Se mantiver a pressão e a motivação constantes, o Santos poderá conseguir o resultado do qual precisa.

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz (ou Daniel Guedes), David Braz, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Yuri, Vecchio, Lucas Lima; Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.

Flamengo: Thiago, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco (Renê); Márcio Araújo, Cuéllar e Diego; Berrío, Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai


Santos e Levir na fogueira

Sereias da Vila perto do título brasileiro!

Isso é garra!

Há muito tempo o Santos não jogava com tanta vontade. Dessa vez, mesmo sem Victor Ferraz, Zeca, Renato, Vitor Bueno, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Copete, que vinham sendo titulares, o time conseguiu uma vitória heroica fora de casa.

Com destaques para Vanderlei, Lucas Veríssimo, Thiago Maia, Vecchio, Bruno Henrique e Daniel Guedes, que acabou fazendo o gol de falta, o Santos conseguiu uma vitória de garra no Independência.

Como já enfatizamos diversas vezes, nem sempre apenas a técnica é o diferencial de um jogador ou de uma equipe. A personalidade, a garra, são essenciais nos times campeões, ainda mais em um futebol nivelado por baixo, como o nosso. Nesse particular, a entrada de jogadores com mais vontade de lutar pelo resultado tornou o Santos um time mais competitivo e honesto, para o qual dá gosto torcer.

Enfim, um jogo para se guardar na memória com carinho, e para se lembrar que o Santos, além de ter sido o maior exemplo de técnica do futebol, também sabe ser um time brigador, valente, que consegue vitórias quase impossíveis.

Um Santos desfalcado e reinventado é o que veremos hoje, às 19h30, pelo Sportv, contra o Atlético Mineiro, no Independência. A missão é inglória. O time está muito desfalcado. Só mesmo a inteligência de Levir Culpi e o brio dos jogadores escalados poderá evitar a derrota diante de um adversário que, no papel, é superior, além de jogar em casa.

Veja você, amigo leitor e amiga leitora, que da equipe que foi campeã naquela final do Campeonato Paulista de 2015, contra o Audax, apenas Vanderlei, David Braz e Thiago Maia estarão em campo hoje.

O joelho de Victor Ferraz inchou depois da partida contra o São Paulo; Gustavo Henrique se recupera de cirurgia; Zeca, um garotão de 23 anos, continua “fora de forma”, assim como o veterano Ricardo Oliveira, de 37 anos; Lucas Lima recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso; Vitor Bueno se machucou seriamente e só volta em 2018, e Gabriel foi para o futebol italiano. Dos novos contratados, Copete era um dos destaques, mas também está suspenso depois de tirar a camisa para comemorar um gol.

Com tantos problemas, Levir Culpi deverá escalar o Santos com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Leandro Donizete, Thiago Maia e Vecchio; Bruno Henrique, Thiago Ribeiro e Kayke. O técnico ainda levou para Belo Horizonte os jogadores Vladimir, Orinho, Fabián Noguera, Alison, Rafael Longuine, Serginho,Yuri, Arthur Gomes e Vladimir Hernández (ao contrário de Dorival Junior, que levava 23 jogadores nas viagens, Levir cortou alguns, entre eles o polivalente Léo Cittadine).

O adversário, orientado por Roger Machado, apresentará uma equipe com jogadores de maior destaque, dos quais se sobressaem Fred, Robinho, Fábio Santos, Elias e Cazares. Porém, o Atlético Mineiro faz uma campanha medíocre e está apenas na décima primeira posição no Campeonato Brasileiro, sete atrás do Santos. É preciso ter fé.

Homens de boa, ou má vontade?

Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Renato: nenhum dos três religiosos estará presente no jogo de logo mais, no Mineirão.

Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Renato: nenhum dos três religiosos estará presente no jogo de logo mais, contra o Atlético Mineiro, no Independência.

É evidente que algumas decisões do novo técnico, entre elas a de proibir cultos religiosos no interior do CT do Santos, contrariou alguns jogadores, entre eles o pastor Ricardo Oliveira. Coincidentemente, quase todos os jogadores mais fervorosos do time titular não estarão em campo hoje, quando garra e fé serão essenciais para se conseguir um bom resultado.

Se Deus é amor, compreensão e solidariedade, uma pessoa religiosa jamais deveria ser mentirosa e dinheirista, mas sabemos que não é assim na realidade. Jogadores de futebol, mesmo os que falam mais no Senhor e mais erguem as mãos para o céu, estão longe de serem santos. Sabem que para o clube é mais fácil trocar o técnico do que se desfazer deles. Portanto, é evidente que alguns dos contrariados por Levir não farão questão de manter o treinador no Santos. O técnico sabe disso e precisa escalar e valorizar os mais dispostos a colocar as canelas nas divididas.

Quem não quiser se dedicar ao time, que peça para sair e assuma as consequências legais de sua decisão. Ficar enrolando o técnico e o torcedor é inadmissível. Contusões mal explicadas, maus estados físicos não comprovados, suspensões forçadas, tudo isso mina o trabalho de Levir Culpi e mostra o quão pouco certos jogadores estão interessados no sucesso do Santos.

Se há atrasos de pagamento no clube, que isso seja esclarecido, mas mesmo assim considero que não seja motivo para se fazer corpo mole, já que um dia, de uma forma ou de outra, todos receberão por seu trabalho.

E você, acha que já que querem derrubar o Levir, ou ainda é cedo?

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 39,00

Faça a conta: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Reserve o livro para o seu pai agora.


O que esperar de 2017?

Pelo décimo primeiro ano consecutivo o Santos perdeu na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Dessa vez o jogo era no Maracanã, campo neutro, com apenas nove mil torcedores e o adversário, mediano, estava há três partidas sem vencer. Três gols sofridos em um único jogo mostra bem o descontrole e as indecisões da improvisada defesa do Santos. Titulares, como Victor Ferraz, Vitor Bueno e Ricardo Oliveira estão devendo e Dorival Junior precisa ter coragem e visão para mexer no time. Bem, vamos aos vídeos e quero saber suas opiniões nos comentários.

Matéria da Fox sobre o jogo:

Análise de Gustavo Roman:

Valeu Meninas! Valeu Karen, que bomba!

Começou o Brasileiro, voltou a promoção do Dossiê

Convencido por insistentes pedidos, especialmente de palmeirenses e santistas, em homenagem ao início de mais um Campeonato Brasileiro estendo até o final de maio a promoção do Dossiê da Unificação dos títulos brasileiros. Um exemplar, com frete pago e dedicatória exclusiva, volta a custar apenas R$ 39,00.

dossie - livro
Um exemplar = 39 reais. Dois exemplares = 69 reais.

Clique aqui para comprar um exemplar do Dossiê por 39 reais ou dois exemplares por apenas 69 reais, com frete pago e dedicatória do autor. E veja outras promoções!.

time-dossie ok

1 Time dos Sonhos + 1 Dossiê + 3 PDFs + dedicatórias + frete pago = apenas 79 reais.


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑