Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Souza

Estes jogadores o torcedor não quer mais ver no Santos

O melhor presente de Natal para um santista
Eu lhe ofereço a oportunidade de dar um presente de Natal inesquecível para um santista. Algo que vai durar mais que tudo, pois vai emocioná-lo e não ficará só na prateleira, mas, eternamente, no seu coração. Dê um livro. Mas um livro sobre o Rei do Futebol. Um livro lindamente produzido pela Magma Cultural, com fotos incríveis, que pesquisei e escrevi com amor e capricho, mostrando que mesmo um mito como Pelé precisou superar obstáculos inacreditáveis para reinar na atividade mais competitiva do mundo. Espero você neste sábado à tarde, na loja Santos na Área – Rua Augusta, 1931, perto da Alameda Santos. Vamos começar a receber as pessoas às 16 horas e ficaremos abertos até o último freguês. Compre o melhor presente de Natal. Por um preço menor do que você pensa.
convite - segundo tempo - dia 20

dossie na saraiva

Atenção torcedores de Santos, Palmeiras, Cruzeiro, Fluminense, Botafogo e Bahia:

Até o Natal o blog manterá a promoção do Dossiê que unificou os títulos brasileiros!

Apenas R$ 10,00! Aproveite porque a promoção só vai até o dia 25 deste mês messsmo.

Estes jogadores o torcedor não quer mais ver no Santos

fora 1 - vladimirfora 3 - bruno uvinifora 4 - vinicius simonfora 6 - Menafora 2 - edu dracenafora 5 - cicinhofora 8 - renatinhofora 7 - alan santosfora 9 - souzafora 10 - leandro damiãofora 11 - patito rodriguesfora rildofora 12 - thiago ribeiro

Enfim, aqui está o resultado da enquete que perguntou ao leitor deste blog quais jogadores devem ficar e quais devem sair do Santos. Foram computados cerca de 150 votos completos. O resultado será expresso em porcentagens e não em números absolutos.

Esses jogadores das fotos não foram os únicos rejeitados pelo torcedor, mas aqueles que tiveram mais de 70% de desaprovação. O zagueiro Neto, com 67%, e o meia Leandrinho, com 62%, foram outros renegados pelo torcedor. A seguir, a análise dos reprovados:

Vladimir – O Santista ainda tinha esperança nele enquanto estava no banco. Era considerado uma promessa, capaz até de ser titular caso tivesse oportunidades. Enfim ele as teve, mas não correspondeu. 78% querem que não esteja no Santos em 2015.

Bruno Uvini – Grande rejeição. Creio que a falha no gol do Cruzeiro que desclassificou o Santos na Copa do Brasil deva ter influenciado bastante. Nada menos do que 94% dos votantes não o querem mais vestindo a camisa do Santos.

David Braz – A opinião sobre ele está dividida. 52% querem que saia, 48% que fique. Os gols que marcou no Pacaembu provavelmente influenciaram positivamente, mas muitos continuam achando que não tem categoria para ser zagueiro do Alvinegro Praiano.

Edu Dracena – Sua idade, o alto salário e a falta de mobilidade foram motivos para que 72% dos leitores considerassem que a sua carreira no Santos acabou. Pedem que tenha uma despedida honrosa e, talvez, continue trabalhando em outras áreas do clube.

Neto – Por pouco não entrou na foto dos renegados. 67% dos votantes não o querem no Santos na próxima temporada. As maiores queixas estão relacionadas à falta de categoria e aos crônicos problemas físicos.

Vinicius Simon – Depois de ser considerado uma esperança da zaga, este Menino da Vila machucou-se muito, não foi bem nas poucas oportunidades que teve e por isso amargou uma rejeição de 86% dos votantes.

Cicinho – Alguns sugerem que vá para o meio de campo, mas o certo é que como lateral-direito poucos o querem no Santos em 2015. Sua rejeição foi de 80%. O futebol atrapalhado e a dificuldade para concluir uma jogada pesaram nesse julgamento.

Mena – Assim como Cicinho, o titular da Seleção do Chile não agradou aos santistas. Com dificuldades para marcar e apoiar, Mena foi reprovado por nada menos que 83% dos leitores. Muitos sugerem que ele seja negociado para reduzir as dívidas do clube.

Victor Ferraz – Sua votação foi equilibrada: 58% querem que saia, 42% que fique. O fato de seu passe não pertencer ao Santos influiu para que seu índice de rejeição fosse maior. O santista provou mais uma vez que é mais complacente com seus Meninos.

Alan Santos – Surpreendi-me com a rejeição a Alan Santos. 75% dos santistas não o querem na Vila em 2015. Alguns sugerem que seja emprestado para ganhar experiência e volte mais maduro, ligado e menos violento.

Renatinho – Outro que, segundo p santista, deve receber uma despedida honrosa e pendurar as chuteiras. Seu notável passado no Santos não impediu que Renato, ou Renatinho, fosse rejeitado por 83% dos votantes.

Souza – Este quase conseguiu a unanimidade negativa. 99% dos santistas não o querem mais no Santos em 2015. Foi mais um jogador vindo do Cruzeiro que não deu certo na Vila, onde não marcou, não apoiou e nem fez os gols de falta que costumava fazer em outros times.

Leandrinho – Não entrou na foto por pouco. Sua rejeição foi de 62%. Ainda há quem acredite que poderá vingar se tiver mais oportunidades, mas o número de santistas que acreditam nele está diminuindo. Foram apenas 38%.

Jorge Eduardo – Também ficou a 6% de entrar na foto dos maiores reprovados. Com 64% de desaprovação, não foi considerado, pela maioria, um atacante digno de jogar no Santos. As maiores críticas dizem respeito à falta de experiência.

Leandro Damião – Sua rejeição não foi maior porque muitos santistas acham que se ele sair agora, desvalorizado, o clube terá grande prejuízo. Para estes, melhor seria jogar ao menos o Campeonato Paulista. 74% votaram por sua saída.

Patito Rodriguez – O simpático argentino voltou a ter chances e voltou a não convencer o torcedor, que o considera errático. Apenas 9% gostariam que ficasse, enquanto 91% preferem que Patito esteja bem longe da Vila em 2015.

Rildo – O esforçado jogador que veio da Ponte Preta definitivamente não caiu no gosto do torcedor do Santos. 94% querem que não vista mais a camisa do Alvinegro Praiano. Para estes, o que mostrou de velocidade, Rildo mostrou de falta de categoria.

Thiago Ribeiro – Os muitos gols perdidos, o salário alto, o tempo gasto com contusões e problemas psicológicos explicam a rejeição de 82% deste atacante que, para boa parte dos santistas, nunca teve uma real identificação com o clube.

Os aprovados

No próximo post divulgarei os jogadores aprovados pela pesquisa, ou seja, aqueles que o torcedor do Santos que participou da enquete quer que continuem no time em 2015.

E você, o que achou da lista dos reprovados?


Souza, nosso novo Bebê de Rosemary

Minha coluna no jornal Metro – Neymar e o destino de Daiane

O filme “O Bebê de Rosemary”, obra-prima do terror psicológico, dirigido por Roman Polanski e lançado em 1968, traz a história de uma mulher que está para dar à luz a um filho do demônio. Seu marido fizera um pacto com o diabo e cedera a própria jovem esposa para que, tal qual uma Virgem Maria às avessas, gerasse o pequeno Lúcifer.

É evidente que a pobre mãe (Mia Farrow, em grande fase) fica desesperada ao saber dos terríveis planos, mas, ao ver a criança, qualquer que fosse sua aparência, seu amor de mãe é mais forte. Afinal de contas, filho é filho.

Os santistas vivem mais ou menos a mesma experiência a cada vez que a diretoria do clube cisma de fazer uma contratação. Dificilmente contrata-se um craque ou um jogador aprovado antecipadamente. Há sempre uma sombra tenebrosa de dúvida e medo que cerca o novo contratado. Porém, ele finalmente chega, trata-se de mais um filho, mais um a vergar o manto sagrado, e logo estamos esperançosos, torcendo pelo seu sucesso.

Na verdade, o simpático e introspectivo Souza, cujo nome completo é Elierce Barbosa de Souza, não é dos piores. Trata-se um volante que também pode quebrar o galho como meia e já marcou 40 gols na carreira, 14 deles pelo Náutico e outros 14 pelo São Caetano.

Alto, com cerca de 1,80m, 26 anos completados dia 8 de março, esse goiano de Posse ao menos não parece ser daqueles que passam a maior parte do tempo no departamento médico. Que seja bem-vindo ao Alvinegro Praiano. Creio que conseguirá um lugar no meio-campo. Ainda mais se o plano da diretoria for negociar Arouca…

E espero que compreenda que essa comparação com o bebê diabo de Polanski foi apenas uma metáfora inocente. Não tem nada a ver com seu cabelo vermelho, por exemplo.

E você, acha que Souza será anjo ou demônio para os santistas?

 


Só podemos agradecer ao Bahia pela lição

Imagino o teor dos comentários depois desta derrota que para muitos será considerada catastrófica. Além de ter o time completo contra o desfalcado Bahia, o Santos ainda jogava em casa e vinha de três vitórias consecutivas – entre elas sobre Corinthians e Palmeiras – enquanto o adversário, na boca da zona de rebaixamento, tinha sido dominado e saiu vaiado de campo após a última partida, em que empatou em casa com o Figueirense. Mas futebol a gente sabe como é.

O mesmo Bahia se tornou o primeiro campeão brasileiro, em 1959, após vencer o Santos na Vila Belmiro e no Maracanã. Trata-se, portanto, de uma camisa que tem orgulho e história. E toda equipe com esses predicados deve ser muito respeitada.

Respeitar, no futebol, envolve aproveitar a maioria das oportunidades de gol que surgem e, ao mesmo tempo, esmerar-se na marcação do adversário. Obviamente o Santos não levou o Bahia tão a sério como encarou os clássicos paulistas. Só no primeiro tempo, além do gol, os santistas desperdiçaram mais cinco chances para marcar. E na segunda etapa, ao sofrer o empate, o time se descontrolou.

O Bahia comprovou que um time motivado é capaz de milagres. A estréia do bom técnico Jorginho já operou o primeiro. Por outro lado, derrotas assim deixam no torcedor santista a incerteza quanto à qualidade de seus jogadores e de sua comissão técnica.

Na enquete que fizemos neste blog os torcedores votaram pela dispensa de Durval e Juan, entre outros. Mas eles continuam sendo escalados, apesar de não inspirarem confiança. Hoje a lateral-esquerda do Santos foi o mapa da mina para a virada do Bahia.

O goleiro Rafael continua se colocando muito mal nas cobranças de falta e sofrendo gols que outros goleiros, mais experientes, não sofrem. Realmente não há a mínima diferença entre ele e Aranha. Na verdade, o reserva é mais seguro, sai melhor do gol e repõe melhor a bola.

Quanto a Ganso, era previsto que Muricy Ramalho não teria coragem de substitui-lo. Quando teve de trocar alguém, o técnico preferiu o lado mais fraco da corda, ou seja o gringo Patito. Pelo jeito, só mesmo uma emergência fará Muricy escalar um meio-campo mais jovem e agressivo, com Felipe Anderson, Patito (ou Victor Andrade), Neymar e André. Insistir no Ganso só irá desgatar ainda mais o ex-maestro.

Por falar em Muricy, outro dia fui ironizado por ter dito que o Santos deveria ter contratado o Ney Franco. Ele começou mal no São Paulo e já foi execrado por alguns. Hoje, se olharmos a tabela, veremos que o São Paulo é o único paulista que pode brigar pelo título, ou ao menos tem boas chances de conseguir uma vaga na Libertadores – possibilidade que ficou mais remota para o Santos depois dessa derrota para o Bahia. E o detalhe é que Franco recebe metade do salário do Muricy.

Na verdade, nenhum técnico brasileiro deveria ganhar mais do que 200 mil reais por mês. Pagar 800 mil para o Muricy é uma indecência, uma atitude de quem não respeita o dinheiro. Se os clubes grandes conversassem mais, além de resolverem a insólita questão da tevê, poderiam estipular um teto salarial para os técnicos. Hoje eles estão supervalorizados, apesar de não demonstrarem um aprimoramento profissional que justifique tais vencimentos.

Bem, juro que quando o Bahia começou a apertar, no início do segundo tempo, percebi que a vaca ia pro brejo. O Santos parecia um esburacado queijo suíço e o Juan não se tocava de que o adversário estava jogando nas suas costas. Mas não se pode tirar o mérito do adversário, que teve coragem e virou um jogo heróico, que o manteve ao menos mais uma rodada livre na terrível zona da degola.

Veja os gols de Santos 1 x Bahia 3:

Méritos do Bahia ou falhas do Santos? Você decide!


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑