Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Timemania (page 1 of 4)

Quantos são os santistas

Até hoje não me conformo do dia em que José Carlos Brunoro, responsável pelo marketing do Santos, foi ao Conselho Deliberativo dizer que a torcida santista era a décima do Brasil e estava envelhecida e diminuindo. Não é isso que dizem as pesquisas mais abrangentes.

Não me refiro a essas enquetes sem nenhum valor científico, que ouvem 1.000 pessoas e querem definir o percentual de torcedores de uma cidade como São Paulo, com 12 milhões de habitantes. Veja as duas abaixo, que envolvem milhões de pessoas e tirem suas conclusões. A primeira reúne, principalmente, jovens, e a segunda, senhores de 40 anos para cima. A torcida do Santos está entre a quarta e a quinta do Brasil. Ponto.

Na mídia social:

Agora clique aqui para checar a Timemania

CURSO DE REDAÇÃO NAS FÉRIAS DE JULHO

Para Vestibular, Enem e Concursos

Professor: jornalista e escritor Odir Cunha

Aulas teóricas e práticas

Curso 1
Terças e quintas das 19 às 21 horas
A partir de 3 de julho
Carga horária: 16 horas
Inscrições abertas
Vagas limitadas

Curso 2
Apenas às sextas feiras, das 19 às 21 horas
A partir de 7 de julho
Carga horária: oito horas
Inscrições abertas
Vagas limitadas

Local: Dept Cult!
Rua Alexandre Dumas, 613, Chácara Santo Antonio
Informações: blogdoodir@blogdoodir.com.br

Baixei os preços pensando em você! Nunca os livros do blog foram tão baratos. Compre-os e divulgue a rica história santista

Agora, tanto o Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros como o Time dos Sonhos custar apenas 39 reais o exemplar e 69 reais dois exemplares. Também dá para comprar um exemplar de cada um por 69 reais a dupla. Os PDFs também estão quase de graça. Aproveite para comprar os livros que você ainda não tem e também presentear os amigos.

time-dossie ok
1 Time dos Sonhos + 1 Dossiê + 3 PDFs + dedicatórias + frete pago = apenas 69 reais.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos
DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por preços simbólicos. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 2,50 a R$ 6,50.

Que tal conhecer um pouco mais a história do Santos?


Em plena Madrid, Peres falará sobre a Espanholização

15 times mais votados na Timemania em 2015 (até 31/03)

Diferença do Santos para o primeiro colocado é menos de 2%

Colocação Clube UF TOTAL % Total
1º FLAMENGO RJ 1.885.128 5,26%
2º CORINTHIANS SP 1.678.739 4,69%
3º SAO PAULO SP 1.233.457 3,44%
4º SANTOS SP 1.228.961 3,43%
5º PALMEIRAS SP 1.140.194 3,18%
6º GREMIO RS 1.079.685 3,01%
7º VASCO DA GAMA RJ 971.646 2,71%
8º INTERNACIONAL RS 954.174 2,66%
9º CRUZEIRO MG 940.151 2,62%
10º BOTAFOGO RJ 878.665 2,45%
11º ATLETICO MG 817.818 2,28%
12º BAHIA BA 793.365 2,21%
13º FLUMINENSE RJ 791.449 2,21%
14º FORTALEZA CE 684.093 1,91%
15º GOIAS GO 607.722 1,70%

EM PLENA MADRID, PERES FALARÁ SOBRE A ESPANHOLIZAÇÃO


José Carlos Peres e eu durante trabalho pela Unificação dos Títulos Brasileiros. Agora a luta é pela Competitividade e contra a Espanholização.

Um conceito que discutimos exaustivamente neste blog será anunciado e analisado por José Carlos Peres, executivo do G4 Paulista, em plena Europa. No dia 9 de abril, diante de dirigentes de grandes clubes europeus, entre eles Barcelona e Real Madrid, e da Uefa, Peres falará sobre a sagrada competitividade no futebol em um seminário internacional realizado em Madrid e criticará a “Espanholização”.

O executivo brasileiro estará munido de documentos e informações que comprovam os prejuízos para a competitividade do futebol de um País provocados pelos privilégios a apenas dois clubes, como ocorre na Espanha e está caminhando para ocorrer no Brasil. A redução das possibilidades dos outros concorrentes enfraquece as competições e o futebol como um todo. Inglaterra e Alemanha são os maiores exemplos do que uma divisão mais justa da riqueza do futebol pode fazer pelo esporte.

Presume-se que o tema apresentado por José Carlos Peres causará calorosos debates, pois só na sua mesa estarão Jose Maria Cruz, diretor geral do Sevilha, clube espanhol que tem se colocado frontalmente ao sistema que favorece Barcelo e Real Madrid; Daniel Lorenz, diretor do Porto, de Portugal, um dos favorecidos pela “Espanholização” do futebol português, e um diretor da Uefa.

seminario europa

Programa do dia da participação de José Carlos Peres

TPO Seminar – 9th April 2015 – Hotel Eurostars Madrid Tower
Provisional Agenda
9h00 – Registration
9h15 – Opening – Director General of LFP, Javier Gomez
9h30 – Presentation by Nelio Lucas, Doyen Sports

10h15 – Panel 1: TPO – The key to maintaining competitiveness in global football – Moderated by the Director of Marca
– Julio Senn, Senn Ferrero
– JonnyNye, SRG Capital
– Paulo Gonçalves, SL Benfica
– Fred Luz, CR Flamengo
– Miguel Angel Gil, Atlético Madrid
– Representative from a French club
11h00 – Coffee break

11h30 – Panel 2: Regulation vs prohibition: a financing model for clubs – Moderated by the Director of As
– UEFA
– Marcos Motta, Bichara & Motta
– José Maria Cruz, Sevilla FC
– Daniel Lorenz, FC Porto
– José Carlos Peres, G4 Paulista
– Aldo Van der Laan, FC Twente

12h15 – From the streets to stardom. The role played by TPO’s in players’ careers
– Jonathan Barnett, Stellar Group CEO
– Mario CelsoPetraglia, President of Atletico Paranaense

12h45 – Closing session – LFP President, Javier Tebas and Liga Portugal President, Luis Duque

13h15 – End of event, courtesy cocktail for participants and guests

E você, o que acha de Peres discutir a Espanholização em Madrid?


Como transformar a Timemania em pesquisa científica

Timemania - 1

Digo e repito que a Timemania não pode ser negligenciada como indicador de torcidas de futebol no Brasil. O fato de dar ao apostador a opção de escolher o seu “time do coração” faz com que ela se torne a enquete mais abrangente sobre torcidas já feita no País.

Mas não é pesquisa científica, protestam os pragmáticos sistemáticos. E eu concordo. Realmente, é uma enquete que jamais pode ser desprezada, mas não é pesquisa científica. Por isso, neste post, que ofereço aos pesquisadores do Brasil, estagiários, estudantes, desempregados e à própria Caixa Econômica Federal, dou a fórmula, simples, de se transformar a Timemania em pesquisa científica.

Antes de divulgar a “Fórmula Odiriana para transformar a Timemania em Pesquisa Científica’, explicarei porque não se pode desperdiçar a abrangência nacional de uma enquete como esta.

Muitos já disseram que a única maneira de se fazer uma pesquisa fidedigna sobre torcidas de futebol no Brasil, precavendo-se das armadilhas do método científico por amostragem, seria incluir no censo populacional a pergunta sobre um único time de preferência de cada cidadão ou cidadã brasileiros. Só assim saberíamos exatamente o time para o qual cada brasileiro torce, e saberíamos também quantos não torcem para time nenhum. Como isso não foi feito e nem sequer é cogitado, a Timemania é a única oportunidade de se atingir uma abrangência maior, próxima de um censo.

Tenho dito que a Timemania é apostada em 65% das cidades brasileiras, mas descobri que estou sendo muito modesto. Informação da Caixa Econômica Federal de maio de 2008 dizia que havia 8.870 casas lotéricas em 3.499 cidades brasileiras. Como o Brasil tem 5.565 cidades, isso queria dizer que 62,8% dos municípios do País tinham casas lotéricas. Muito bem…
Quantas cidades tinham casas lotéricas em maio de 2008

Informação mais recente, provinda da Caixa em maio de 2014, diz que havia 13.076 casas lotéricas no Brasil, portanto 49% a mais do que em 2008. A matéria não informa quantas cidades a mais passaram a ter lotéricas desde maio de 2008, mas é natural esperar que destas 4.200 casas lotéricas abertas nos últimos seis anos, a metade, ou no mínimo um quarto, tenham como endereço as mais de duas mil cidades brasileiras que não possuíam casas da Caixa Econômica Federal – que, é bom lembrar, são um ótimo negócio, pois funcionam como agências bancárias.
Número de casas lotéricas aumentou quase 50% em seis anos

Então, não seria nenhum exagero imaginar que, hoje, no mínimo 80% das cidades brasileiras têm casas lotéricas e, conseqüentemente, recebem pessoas que anotam o seu “time do coração” na Timemania. Isso é uma quantidade espantosa, inalcançável para qualquer instituto de pesquisa.

Outro detalhe impressionante é que apesar de um número de apostas cada vez maior, a porcentagem de votos em cada time do pelotão de frente não se altera substancialmente de um ano para outro, assim como a posição de cada um dos dez mais votados. Isso prova que é consistência na enquete, ao contrário de outras pesquisas que apresentam resultados disparatados mesmo quando realizadas em intervalos menores de tempo.

Só para dar uma idéia do crescimento no número das apostas, lembro que o Flamengo terminou o ano de 2010 como o time mais votado da Timemania, com 3.848.273 votos. Agora, sua contagem parcial em 2014 já chegou a 6.468.142 votos. O Palmeiras, quinto colocado neste ano de 2014, já tem mais votos do que o Flamengo teve ao final de 2010. E se a porcentagem do rubro-negro em 2010 era de 6,38%, hoje é de 5,07%, apenas 1,31% menos.

Nesses quatro anos e meio a classificação dos dez primeiros pouco foi alterada. Flamengo e Corinthians continuam primeiro e segundo, respectivamente. O Santos era o terceiro em 2010 e o São Paulo, o quarto, hoje trocaram de posições. O Grêmio era o quinto e o Palmeiras, sexto, e também trocaram de posições. Internacional, sétimo, e Vasco da Gama, oitavo, continuam nas mesmas colocações. O Botafogo era o nono e o Cruzeiro, o décimo, e trocaram de posições.
Cheque os resultados e número de apostas na Timemania

E note que de lá para cá foram feitas cerca de 480 milhões de apostas, em milhares de cidades diferentes, por milhares (ou milhões) de pessoas que escolheram seus times dentre 80 times diferentes. Qual seria a possibilidade matemática de que os 10 mais votados continuassem os mesmos desde o início de 2010 até hoje, sabendo-se ainda que a cada ano a contagem é zerada?

Enfim, é evidente que essa abrangência da Timemania precisa ser aproveitada como pesquisa. E como fazer isso? Simples. Depurando os resultados da própria Timemania. É preciso saber quantas apostas cada apostador faz, em média; qual a porcentagem de apostadores que escolhem o seu próprio time como “time do coração” e qual a porcentagem de apostadores que deixam esse encargo para a “surpresinha”. Sabendo-se isso, teremos mais de um milhão de votos “válidos” a cada teste.

Além dessas informações básicas, seria interessante, também, saber a idade do entrevistado, o que serviria para definir as faixas etárias que mais apostam na Timemania. Nem vou incluir a pergunta sobre sexo, pois presumo que o entrevistador consiga distinguir o dito cujo de cada entrevistado sem precisar perguntar. E as cidades das lotéricas serviriam como indicativos de lugar.

Perguntas a serem feitas ao apostador da Timemania

Qual a sua idade?

Quantas apostas você costuma fazer em um teste da Timemania?

Que time você anota como “time do coração”:
( ) O time para qual você torce
( ) Um time qualquer
( ) Deixa a escolha para a surpresinha

Pois bem.A pesquisa é esta. Tem de ser simples, direta, de forma que todos entendam. Com ela saberíamos quantas pessoas efetivamente apostam em cada teste, pois suprimiríamos os volantes dobrados. Saberíamos também quantos votam aleatoriamente e quantos escolhem realmente o time para o qual torcem. Esses dados tabulados com os resultados de cada teste da Timemania seriam suficientes para nos fornecer uma pesquisa ampla e fidedigna.

Quem pode fazer isso? A própria Caixa, ou, o que é mais provável, grupos de estudantes que se proponham a fazer as perguntas nas lotéricas de sua cidade. Garanto que cada entrevista não durará mais do que um minuto. Com alguns grupos de entrevistadores espalhados pelo Brasil, teríamos a melhor pesquisa de torcidas – dentro da faixa etária da Timemania – que já se fez no País.

Se mesmo pesquisas que ouviram duas, três mil pessoas, já devem ser consideradas científicas, então bastaria ouvir 100 apostadores da Timemania em 20 ou 30 cidades brasileiras, espalhadas pelas cinco regiões do País, para termos uma amostragem que, cruzada com as informações dos testes da Timemania, daria uma ideia precisa do volume das maiores torcidas de futebol no Brasil.

O blog está aberto para receber os resultados e divulgá-los, assim como divulgar o nome dos entrevistadores e do professor responsável. Não se perderia muito tempo e poderíamos contribuir para transformar a Timemania em uma pesquisa consistente. O que acham?

E você, não acha possível transformar a Timemania em pesquisa científica?


Três índices apontam o crescimento da torcida do Santos

Movimento por um futebol melhor

Timemania – Acumulado de 2014

10 maiores torcidas brasileiras no Facebook

O time não tem um elenco espetacular, não tem jogado um futebol de encher os olhos e, dos grandes do Brasil, é um dos menos transmitidos pela TV Globo e por seu filhote, o Sportv. No entanto, três índices importantes apontam o crescimento da torcida do Santos e a colocam na terceira posição no Brasil.

As preferências dos jovens podem ser bem avaliadas pelas comunidades de torcedores do Facebook, já que hoje é raro o rapaz ou a garota que não tem uma página no “Face”.

Adultos e idosos formam o maior contingente de apostadores da abrangente Timemania e em cada aposta assinalam nos volantes o seu “time do coração”. Desta forma, tornam a Timemania uma ferramenta valiosa para se aquilatar as preferências dos torcedores brasileiros nessa faixa de idade.

Por fim, é possível conhecer os clubes com mais torcedores participativos por meio da lista dos sócios inscritos no “Movimento por um futebol maior”, movimento que já têm um ano e meio de atividade.

Como um ou outro destes três índices podem, isoladamente, ser questionados, era aconselhável tirar uma média dos três para se chegar aos clubes realmente mais populares. E foi o que fiz, somando as posições dos clubes em cada índice e chegando a um número que exprimisse sua colocação final.

Antes do resultado final, vamos às classificações em cada índice:

Movimento por um futebol melhor

1 – Internacional, 120.914 sócios
2 – Grêmio, 77.798
3 – Cruzeiro, 59.434
4 – Santos, 55.459
5 – Flamengo, 55.136
6 – Corinthians, 52.184
7 – Palmeiras, 39.755
8 – Atlético/MG, 31.170
9 – São Paulo, 30.111
10 – Fluminense, 22.612
14 – Vasco, 14.210
15 – Botafogo/RJ, 11.407

Timemania – Resultado acumulado de 2014

1º FLAMENGO/RJ, 5.552.680 apostas, 5,10%
2º CORINTHIANS/SP, 4.650.452, 4,27%
3º SAO PAULO/SP, 3.792.004, 3,48%
4º SANTOS/SP, 3.659.345, 3,36%
5º PALMEIRAS/SP, 3.364.955, 3,09%
6º GREMIO/RS, 3.267.946, 3,00%
7º INTERNACIONAL/RS, 2.880.325, 2,64%
8º VASCO DA GAMA/RJ, 2.861.922, 2,63%
9º BOTAFOGO/RJ, 2.661.716, 2,44%
10º CRUZEIRO/MG, 2.659.682, 2,44%
11º ATLETICOMG, 2.447.078, 2,25%
12º FLUMINENSE/RJ, 2.378.286, 2,18%

10 maiores torcidas no Facebook

1° Corinthians
2° Flamengo
3° São Paulo
4° Palmeiras
5° Santos
6° Cruzeiro
7° Vasco
8° Atlético MG
9° Grêmio
10° Internacional

Santos teria a terceira torcida do Brasil

Para se chegar à classificação final de cada clube, bastou somar suas posições nos três índices. Os que obtiveram a menor pontuação, obviamente são os de maior torcida. Assim, temos:

Internacional: 1 + 7 + 10 = 18
Grêmio: 2 + 6 + 9 = 17
Cruzeiro: 3 + 10 + 6 = 19
Santos: 4 + 4 + 5 = 13
Flamengo: 5 + 1 + 2 = 8
Corinthians: 6 + 2 + 1 = 9
Palmeiras: 7 + 5 + 4 = 16
Atlético/MG = 8 + 11 + 8 = 27
São Paulo = 9 + 3 + 3 = 15
Vasco = 14 + 8 + 7 = 29

Somando-se a classificação do Santos nos três índices – quarto (4) no Movimento por um futebol melhor, quarto (4) na Timemania e quinto (5) no Facebook, chegamos ao número 13, que o coloca na terceira posição entre os times de maior torcida no Brasil. A classificação final fica assim:

1 – Flamengo, 8
2 – Corinthians, 9
3 – Santos, 13
4 – São Paulo, 15
5 – Palmeiras, 16
6 – Grêmio, 17
7 – Internacional, 18
8 – Cruzeiro, 19
9 – Atlético/MG, 17
10 – Vasco, 29

Enfim, esses três significativos índices apontam o crescimento nacional da torcida do Santos. E isso sem o time contar com 10% da exposição de outros. É fácil imaginar o que aconteceria se o Santos tivesse o mesmo espaço na televisão que alguns clubes privilegiados.

E você, o que pensa disso?


Visibilidade não se compra. Conquista-se

Dorval merece um belo presente de aniversário. Conto com você!

Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, quase uma rima poética
Dorval, o primeiro homem do ataque dos sonhos.

Dia 26 de fevereiro o grande Dorval fará 79 anos. Quem se sente grato a ele pelas alegrias que proporcionou e ainda nos proporciona a cada vez que revemos as façanhas daquele Santos, que deposite o que puder na sua conta bancária:

Dorval Rodrigues
Banco: Bradesco
Agência: 0093-0
Conta: 0091840-7
CPF: 130371068-40

Estou combinando com o amigo Wesley Miranda de criarmos o Dia do Dorval em 26 de fevereiro e comemorarmos seu aniversário em São Paulo, com convite livre a todos que quiserem prestigiar a festa. Vamos ver se tudo corre bem e ele se recupera de um problema de saúde que o tem atormentado. Seria um encontro inesquecível.

Visibilidade não se compra. Conquista-se

Veja os gols de mais um 5 a 1. Desta vez sobre o Botafogo/SP:

Chocolate repercutiu na Alemanha de Hitler:

Veja os bastidores da grande goleada:

A goleada acachapante de 5 a 1 sobre o tradicional rival repercute até hoje e, creio, jamais será esquecida. Ver o adversário entregue, todo recuado, com medo de sofrer mais gols, encheu o santista de amor próprio e mostrou que o potencial ofensivo do Alvinegro Praiano, mesclado com a força de sua juventude, continua sendo uma arma letal contra qualquer equipe.

Mas neste sábado, a partir das 19h30m, na Vila Belmiro, frente ao bom Botafogo de Ribeirâo Preto, não seria prudente esperar nova goleada – o que poderia fazer o Santos alcançar a meta de 12 mil gols na história. É que o técnico Oswaldo de Oliveira revolveu poupar vários jogadores e colocar em campo um time com nada menos do que oito Meninos da Vila.

Na defesa, Jubal, Gustavo Henrique e Emerson devem jogar. No meio, Leandrinho, Lucas Otávio e Jorge Eduardo serão acompanhados pelo experiente Cícero; e o ataque provavelmente terá Victor Andrade e Stéfano Yuri.

Devido ao desgaste de alguns jogadores, dores musculares e contusões de outros, Oswaldo de Oliveira resolveu dar oportunidade a garotos como Lucas Otávio, Jorge Eduardo e Stéfano Yuri, que nunca iniciaram uma partida no time profissional.

Pode parecer temeridade, até porque o Botafogo está indo bem e vem de boa vitória sobre a Portuguesa, no Canindé, mas nós sempre pedimos que o Campeonato Paulista fosse usado para dar mais chances aos Meninos, e o técnico está fazendo isso.

Aprovo essa medida, pois quando mais cedo a hora da verdade chegar, menos tempo se perde com jogadores que não vão virar, e mais se pode valorizar os que realmente tem potencial. Que os Meninos aproveitem essa oportunidade.

O Santos deverá jogar com Aranha, Bruno Peres, Jubal, Gustavo Henrique (ou David Braz) e Emerson; Leandrinho, Lucas Otávio, Jorge Eduardo e Cícero; Victor Andrade (ou Thiago Ribeiro) e Stéfano Yuri.

O Botafogo provavelmente será escalado pelo técnico Wagner Lopes com Gilvan; Daniel, César Gaúcho, Henrique Mattos e Augusto Ramos; Gilmar, Hudson, Wellington Bruno e Camilo; Mike (Giovanni) e Marcelo Macedo. A arbitragem será de Flávio Rodrigues Guerra, auxiliado por Herman Brumel Vani e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa.

Com estas escalações, não creio que o Santos possa fazer quatro gols e chegar ao fantástico número de 12 mil gols marcados em sua história. E só gols do time profissional, claro, como pode ser comprovado nos estudos dos historiadores do Santos, principalmente no Almanaque escrito pelo professor Guilherme Nascimento (tem babaca por aí tentando confundir ao dizer que o Santos conta gols de suas categorias sub-20, não acredite nessas sandices).

Santos é o terceiro da Timemania em 2014

O time não ganhou nenhum título em 2013 e ainda ficou sem seu maior ídolo, Neymar. No entanto, centenas de milhares de pessoas, de todos os cantos do Brasil, apostaram na Timemania em janeiro de 2014, e de um total de 1.099.638 cartões, nada menos do que 39.004, ou 3,55% do total, escolheram o Santos como o seu “time do coração”, colocando o Alvinegro Praiano na terceira posição dentre todos os times do País, à frente de São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Vasco e muitos outros.

Como explicar que pelo quinto ano consecutivo o Santos esteja entre os quatro mais votados da Timemania? Eu definiria como peso na história e carisma. Mesmo quando passa por fases difíceis, o Santos desperta a curiosidade pelos seus Meninos, pela perspectiva de revelar garotos bons de bola e surpreender os times mais bajulados pela mídia, como provou mais uma vez na quarta-feira, achocolatando o grande rival. Por representar algo novo, jovem, impulsivo, imprevisível, o Santos atrai mais do que times burocráticos, que parecem ter parado no tempo.

Rildo chegou. Fará 25 anos dia 20 de março. Jovem, mas entrando em uma etapa mais experiente da carreira. Boa sorte, garoto! Entra e arrebenta!

Veja como foi o primeiro mês da Timemania em 2014:

Time UF Apostas Percentual
1º FLAMENGO RJ 54.762 4,98 %
2º CORINTHIANS SP 47.858 4,35 %
3º SANTOS SP 39.004 3,55 %
4º SAO PAULO SP 37.158 3,38 %
5º PALMEIRAS SP 35.285 3,21 %
6º GREMIO RS 32.477 2,95 %
7º VASCO DA GAMA RJ 28.232 2,57 %
8º INTERNACIONAL RS 27.987 2,54 %
9º BOTAFOGO RJ 27.600 2,51 %
10º CRUZEIRO MG 27.293 2,48 %
11º ATLETICO MG 26.767 2,43 %
12º FLUMINENSE RJ 24.763 2,25 %
13º BAHIA BA 22.161 2,01 %
14º FORTALEZA CE 20.117 1,83 %
15º GOIAS GO 18.979 1,73 %
16º VITORIA BA 16.619 1,51 %
17º CEARA CE 15.654 1,42 %
18º ATLETICO PR 15.413 1,4 %
19º ABC RN 15.177 1,38 %
20º SANTA CRUZ PE 14.202 1,29 %

Assim, fica mais uma vez evidente que por mais que haja interesse, de boa parte da mídia, de enaltecer desmesuradamente um clube e tentar dar a ele predicados que na verdade não tem, a sabedoria do povo consegue distinguir o que é autêntico do que é forçado no futebol. Por que a visibilidade, por mais que se tente, não é algo que se compre. É um prêmio que deve ser conquistado.

Além de jogar bem, o que mais o Santos deve fazer para aumentar sua visibilidade?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑