Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Torcida do Santos (page 1 of 13)

A pior derrota

Parabéns, você frequenta o blog mais participativo do futebol

Um amigo já tinha me enviado essa informação, mas não dei muita bola. Hoje fui conferir e realmente ele está certo. Com dados das 8 horas da manhã desta segunda-feira, 29 de maio de 2017, pode-se afirmar que este é, disparado, o blog mais participativo de futebol da imprensa brasileira – mérito seu, claro, querido leitor e querida leitora, que tem o hábito de usar a caixa de comentários não só para opinar sobre o Santos e seus jogadores, mas também para discutir os mais diversos assuntos.

Pelas informações passadas por esse amigo, que comparou este blog aos 17 blogs ativos do UOL que falam de futebol, enquanto nosso post tinha 174 comentários, o blog de futebol com mais comentários no UOL não chegava sequer à metade deste número e todos os 17 blogs do portal, somados, alcançavam 179 comentários, praticamente a mesma quantidade do nosso.

Isso não deixa de ser uma vitória também para o nosso Santos, pois prova que um espaço exclusivo de informações e debates sobre o Glorioso Alvinegro Praiano pode, sim, ser mais atraente e gerar mais participação do leitor do que outros que se propõem a falar de todos os times, com destaque para “os mais populares”, além de usarem da visibilidade preciosa de um grande portal de notícias, como o UOL.

Fico envaidecido por ser o mediador de comentaristas tão inteligentes, sagazes, independentes e, por que não dizer, mordazes, que frequentam regularmente este espaço e o enriquecem com sua visão e sabedoria. A seguir, a quantidade de comentários dos blogs de futebol do UOL às oito horas desta segunda-feira, 29 de maio de 2017:

Blog do Vitor Birner
Ceni foi humilde e competente para ganhar o duelo tático de Cuca
Comentários: 19

Blog do Paulo Vinícius Coelho
O domínio de quem não perde
Comentários: 9

Blog do Menon
Ceni acertou mais do que Cuca. Bem mais
Comentários: 18

Blog do Roberto Avallone
O Corinthians, líder. E justiça a Fernando Prass.
Comentários: 1

Blog do Mauro Beting
De grão em grão…. Atlético-go 0x1 Corinthians…
Comentários: 0

Blog do Rodrigo Mattos
Brasileiro tem início com frente embolada e sem influência da tabela…
Comentários: 0

Blog do Marcel Rizzo
Barcelona sonha com Mina antes do combinado. Falta acertar com o Palmeiras
Comentários: 63

Blog do Milton Neves
O Timão é o favorito ao troféu “Cavalo Paraguaio-2017”!
Comentários: 31

Blog do Ohata
ESPN transmite mesma partida de Fox Sports e vence duelo de audiência
Comentários: 6

Blog do Mauro Cezar Pereira
Cidade eterna. Amor eterno. Todos deveriam ter um Totti para idolatrar
Comentários: 12

Blog do Juca Kfouri
Ninguém 100% e só quatro invictos: é o Brasileirão!
Comentários: 4

Alexandre Praetzel
Guto Ferreira nega contato do Inter e diz que está feliz no Bahia
Comentários: 0

Blog do Rafael Reis
Europa não tinha temporada tão farta em gols desde tempos de Eusébio
Comentários: 0

Blog do André Rocha
Não há razão para crise no Palmeiras. Mas existe um dilema.
Comentários: 4

Futebol em Números
Pratto: gringo com a melhor média de gols do São Paulo no século.
Comentários: 3

Blog do Leonardo Bertozzi
Entre um argentino e um finlandês, Totti quase deixou a Roma antes de virar lenda.
Comentários: 8

Corneta FC
A vitória do São Paulo sobre o Palmeiras em memes
Comentários: 1

Os comentários de todos os 17 blogs do UOL somavam 179. No mesmo horário, o nosso blog, com o título “A pior derrota”, tinha 174 comentários. Mérito seu! Parabéns!

A PIOR DERROTA

Perder para o Cruzeiro, na Vila Belmiro, por 1 a 0, é normal. Porque o Santos estava desfalcado de Lucas Lima, o único que se assemelha a um craque nesse time; porque o Cruzeiro é uma equipe de respeito e porque jogar em um estádio envidraçado por camarotes que abafam os gritos do torcedor, com apenas 7.025 pessoas presentes, não mete medo em ninguém. O que não é normal, o que significa a maior derrota do Santos no momento, é a mentalidade vigente no clube de que encastelar-se nos muros de sua cidade vai salvá-lo das tristezas do futebol.

Muitos santistas, até alguns que trabalham para a gestão que domina o clube, alertaram que três jogos seguidos na Vila Belmiro seria uma fórmula pronta de prejuízo. Nesse domingo, por exemplo, não havia jogo na capital, então por que não marcar Santos e Cruzeiro para o Pacaembu? Sabe-se, porém, que os assessores mais radicais do presidente defendem que só jogos sem expressão sejam levados para São Paulo. Como é ano de eleição, Modesto Roma não quer contrariá-los.

Assim, ignorando o bom senso e os mínimos princípios de planejamento que se espera de um clube de futebol profissional, o Santos fez os três jogos na Vila Belmiro, e obteve os públicos de 5.921 pessoas contra o Coritiba, dia 20 de maio, sábado passado; 6.632 espectadores contra o Sporting Crystal, dia 23, terça-feira, e agora, 7.025 torcedores contra o Cruzeiro, em uma média de 6.526 espectadores por partida.

Contra o Coritiba, segundo o balanço financeiro divulgado pela CBF, o jogo proporcionou um lucro líquido de 32 mil e 661 reais, mas só as “despesas diversas” chegaram a 44 mil e 891 reais. É fácil prever, portanto, o montante que o Santos deixou de ganhar ao contrariar a maioria de seus torcedores e marcar três jogos seguidos para o Urbano Caldeira.

Se o Pacaembu fosse um estádio maldito, onde o Santos perdesse todos os seus jogos, ainda se entenderia. Mas no estádio municipal de São Paulo o Alvinegro Praiano é o detentor do recorde de 19 vitórias consecutivas e mantém uma média de público que se aproxima de 25 mil pessoas. É incompreensível, amadora e discriminatória essa aversão ao estádio mais bem localizado do Brasil, onde o Santos tem uma tradição de grandes públicos, vitórias memoráveis e títulos históricos.

No Campeonato Brasileiro do ano passado foram as derrotas na Vila Belmiro que tiraram do Santos a chance de lutar pelo título. Neste ano o time ganhou do Coritiba devido a uma atuação extraordinária do goleiro Vanderlei e agora perdeu do Cruzeiro em um jogo no qual foi dominado boa parte do tempo. Não dá para dizer que o time jogaria melhor e ganharia no Pacaembu, mas também não dá mais para dizer que na Vila ele ganha todas. Nem uma criança acredita mais nessa crendice.

Assim, é irrelevante destacar quem jogou bem ou mal contra o Cruzeiro. Acho que o time todo se esforçou e deu o máximo que pode. Ocorre que os jogadores não podem dar mais do que isso. Falta ao time, principalmente, um armador talentoso e inteligente, que possa substituir ou jogar ao lado de Lucas Lima. Falta também um atacante mais jovem, rápido e com alguma técnica. Ricardo Oliveira tem técnica, mas já lhe faltam pernas. Na defesa, se continuasse de pé e não desse o carrinho, provavelmente Lucas Veríssimo não teria sido driblado. Porém, são detalhes.

O mais importante não é só ganhar os jogos, mas planejar uma trajetória que torne o Santos saudável financeiramente, com possibilidade de contratar melhores jogadores e se manter ainda mais cativante para os jovens, abrindo assim novas possibilidades mercadológicas. Mas não será jogando para um público médio de 6.500 pessoas que ele conseguirá isso.

E você, o que acha?

Agora ouça a análise de mestre Guga:

Baixei os preços pensando em você! Leia e divulgue a rica história santista

Bastaram algumas reclamações de santistas que queriam comprar o livro Time dos Sonhos pelo preço antigo e decidi voltar a promoção para todos os livros da Livraria do Odir até o final do estoque. Agora, tanto o Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959 como o Time dos Sonhos voltam a custar 39 reais o exemplar e apenas 69 reais dois exemplares. Também dá para comprar um exemplar de cada um por 69 reais a dupla. Os PDFs também estão quase de graça.

time-dossie ok
1 Time dos Sonhos + 1 Dossiê + 3 PDFs + dedicatórias + frete pago = apenas 69 reais.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos
DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por preços simbólicos. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 2,50 a R$ 6,50.

Que tal conhecer um pouco mais a história do Santos?


Hoje tem Santos na Vila


Em Lima foi assim. Nesta terça-feira o Santos tem tudo para conseguir uma boa vitória sobre o Sporting Crystal, na Vila Belmiro e se classificar entre os melhores para a fase eliminatória da Copa Libertadores. É hora da torcida santista lotar o Urbano Caldeira.

Blogueiro pirou! Todos os livros pelos menores preços!

Bastaram algumas reclamações de santistas que queriam comprar o livro Time dos Sonhos pelo preço antigo e decidi voltar a promoção para todos os livros da Livraria do Odir até o final do estoque. Agora, tanto o Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959 como o Time dos Sonhos voltam a custar 39 reais o exemplar e apenas 69 reais dois exemplares. Também dá para comprar um exemplar de cada um por 69 reais a dupla. Os PDFs também estão quase de graça.

time-dossie ok
1 Time dos Sonhos + 1 Dossiê + 3 PDFs + dedicatórias + frete pago = apenas 69 reais.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos
DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por preços simbólicos. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 2,50 a R$ 6,50.


O melhor de dois mundos

Garanta seu convite para uma sessão especial do filme Preto no Branco. Envie seu nome para a lista vip.

Na próxima quarta-feira, dia 10, às 20 horas, o filme Preto no Branco, que conta a história centenária do clássico Santos x Corinthians, será exibido no Cine Olido, na Galeria Olido da Avenida São João. Estarei lá. Se você quiser assisti-lo e também levar amigos e familiares, é só me enviar os nomes para o e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br ou pelos comentários deste blog.

Um viso: também teremos na plateia aficionados do alvinegro da capital, que nos tratarão com respeito e educação, da mesma forma que o faremos. A arte, o belo trabalho do diretor Kim Teixeira, o desempenho sensacional dos rappers dos dois times e a preservação da história do futebol e deste clássico memorável é o que conta. Garanto que todos vão gostar.

Quem tiver o nome na lista vip entrará de graça. Então, envie-me seu nome completo e os nomes completos de seus convidados. Vamos viver uma noite especial de futebol e arte.

preto no branco olido

Corinthians é campeão e encosta no Santos
Ao empatar com a Ponte Preta em 1 a 1, no Itaquerão, o Corinthians conquistou seu 20º título paulista na era profissional do futebol brasileiro, empatando com o São Paulo, e agora está apenas dois títulos atrás do Santos, o maior campeão estadual do Estado, com 22 conquistas. O Palmeiras é o quarto colocado, com 18 títulos.

O melhor de dois mundos

A Grande São Paulo, com seus mais de 21 milhões de habitantes, permite ao Santos estádios repletos, dezenas de milhares de associados, uma convivência mais próxima com a imprensa e os maiores patrocinadores, o que resulta em incrível fortalecimento de sua marca. A cidade de Santos, a capital da Baixada Santista, região com um milhão e meio de habitantes, significa a base histórica e cultural do Glorioso Alvinegro Praiano, lugar ideal para a construção de um amplo, moderno e exemplar centro de treinamento para infanto-juvenis, município que, otimizando os seus equipamentos voltados ao esporte, entre eles museus, estádios, pontos históricos, deverá se transformar na Cidade do Futebol.

Sem as possibilidades de ascensão empresarial representadas pela Grande São Paulo, o Santos definhará como clube grande; sem a cidade de Santos, o time perderá suas raízes. Ambas as regiões são essenciais. Abrir mão de uma delas significa enfraquecer o Santos, que pode e deve saber utilizar, com inteligência e sem vaidades, o melhor de seus dois mundos. Este é o maior desafio dos futuros administradores do clube, mas tem tudo para ser vencido, desde que as artimanhas da política não superem a lógica, a lucidez e a vontade honesta de trabalhar pelo bem comum dos santistas.

Mais uma novidade: Time dos Sonhos e Dossiê, juntos, por apenas 79 reais!

time-dossie ok

Clique aqui para ter mais informações e para adquirir o combo Time dos Sonhos e Dossiê por apenas 79 reais, com dedicatórias do autor e frete grátis.

Os livros continuam baratos! Não perca!

Costumo dizer que o livro é o melhor presente, pois ninguém joga um livro fora e duvido que um santista jogaria um Time dos Sonhos ou um Dossiê fora. Uma camisa do time, que é bem mais cara, fica velha, esgarça, fura, e é abandonada. Um livro, jamais. Fica na prateleira, sobrevive a gerações, conta histórias que se imortalizam.

Se você somar o custo do correio, o preço da embalagem, verá que os livros vendidos neste blog têm um valor abaixo do preço de custo. Minha vaidade é difundir a história do Santos, a história verdadeira do futebol. Hoje, é só isso o que posso fazer para ajudar o clube. Um dia espero poder fazer mais.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Time dos Sonhos e Dossiê
Time dos Sonhos: 59 reais.
Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros: 59 reais.
Os dois juntos: 79 reais.
— Essa compra ainda dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


Na garra e na marra!

Deficiências? Sim, o time continua tendo. Mas a vitória sobre o Santa Fé, por 3 a 2, em um Pacaembu embaixo de chuva e com cerca de 30 mil santistas deve ser comemorada, pois encaminha bem a classificação do Santos para a fase de mata-mata da Copa Libertadores.

Um detalhe é que quando faltou a técnica veio a garra e sem ela não se consegue nada na Libertadores. Outro aspecto importante é que Dorival Junior e Vitor Bueno falaram em lutar pelo título da competição. Mesmo com todos os problemas da equipe, se houver luta tudo será possível. Particularmente, eu acredito, sempre.

Gostei do empenho de todos. Concordo que Renato marcou mal e acho que Vanderlei abusou do golpe de vista, mas são os chamados titulares absolutos. Destaco ainda a ótima cobertura da Fox. O fato de o jogo ser o único do horário permitiu um espaço bem mais generoso.

Os livros ainda estão baratos! Não perca!

Costumo dizer que o livro é o melhor presente, pois ninguém joga um livro fora e duvido que um santista jogaria um Time dos Sonhos ou um Dossiê fora. Uma camisa do time, que é bem mais cara, fica velha, esgarça, fura, e é abandonada. Um livro, jamais. Fica na prateleira, sobrevive a gerações, conta histórias que se imortalizam.

Se você somar o custo do correio, o preço da embalagem, verá que os livros vendidos neste blog têm um valor abaixo do preço de custo. Minha vaidade é difundir a história do Santos, a história verdadeira do futebol. Hoje, é só isso o que posso fazer para ajudar o clube. Um dia espero poder fazer mais.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


Mobilizar é a solução

Uma torcida pode sim, comprar todos os ingressos do estádio em menos de uma hora. Uma outra pode comprar esses mesmos ingressos em três, quatro, cinco dias. O que importa é o resultado final. Um dos segredos dos enormes públicos que o Santos levava ao Morumbi e ao Pacaembu entre meados da década de 1970 e meados da década de 1980 era a capacidade de mobilização de sua torcida, principalmente da dinâmica Torcida Jovem, fundada em 1969.

Hoje a Internet, a mídia social, serve como o meio de comunicação mais eficaz entre os santistas, conclamando-os ao jogo desta quinta-feira, no Pacaembu, às 21h45, diante do colombiano San José. Quanto tempo se levará para vender todos os ingressos é irrelevante. O que interessa é termos um grande público para empurrar o time para mais uma vitória que o deixará bem próximo da próxima fase da almejada Copa Libertadores.



Média no Pacaembu pode ser superior a 20 mil pagantes

Histórico recente comprova: atingir e manter uma média superior a 20 mil pagantes no Pacaembu é totalmente viável para a torcida santista. Para comprovar isso, pesquisei os jogos do Santos no Estádio Municipal de São Paulo durante a gestão de Modesto Roma. Foram 13 partidas ao todo, mas incluirei nesse estudo apenas 12 delas, pois uma teve mando de campo e torcida única do adversário, no caso o São Paulo (São Paulo 0 x 1 Santos, em 13/10/2016, com 28.321 pagantes e um total de 29.314 pessoas).

Excluindo-se esta partida com o São Paulo, todas as outras tiveram mando de campo do Santos ou uma grande maioria de torcedores santistas, como nos casos dos jogos contra o Red Bull e a Portuguesa, que detinham o mando de campo. Assim, levo em conta 12 partidas e apenas o público pagante, mesmo sabendo que os não pagantes também importam, principalmente quando crianças, e representam, em média, um acréscimo de 2,5 mil pessoas por jogo.

Bem, vamos então ao público dos jogos do Santos no Pacaembu, com maioria de torcedores santistas, durante a gestão atual:

Portuguesa 1 x 3 Santos – 14.361 pagantes
Santos 4 x 2 Linense – 10.954 pagantes
Santos 1 x 0 Osasco Audax – 9.113 pagantes
Santos 3 x 2 Figueirense – 25.930 pagantes
Santos 4 x 1 Mogi Mirim – 9.897 pagantes
Santos 1 x 0 Água Santa – 16.035 pagantes
Santos 3 x 0 Botafogo (RJ) – 16.530 pagantes
Santos 3 x 0 São Paulo – 19.748 pagantes
Santos 3 x 2 Santa Cruz – 24.586 pagantes
Santos 5 x 1 Kenitra – 10.350 pagantes
Red Bull 2 x 3 Santos – 20.412 pagantes
Santos 1 x 0 Ponte Preta – 33.236 pagantes

O total destes públicos dá 211.052 pessoas, que dividido por 12 resulta na média de 17.587 pagantes por partida.

Coincidentemente, se somarmos os não pagantes, teremos a média praticamente exata de 20 mil pessoas por partida do Santos no Pacaembu. Entretanto, vamos continuar falando apenas dos pagantes.

Todo o santista que costuma ir aos jogos do time sabe que das imensas dificuldades que o torcedor do Santos costuma ter para obter informações precisas sobre a venda dos ingressos, comprá-los e adentrar o estádio.

Não se consegue escapar das imensas filas e dos desconfortos provocados pela estrutura do futebol brasileiro e também pela precariedade do sistema adotado pelo clube, que só agora começa a ser mudado.

Não se podia comprar ingressos com cartão de crédito. Toda a operação precisava ser em dinheiro e o sócio não podia simplesmente passar a carteirinha na catraca e entrar. Os pontos de venda também não eram espalhados geograficamente pela Capital Paulista. Os três – Pacaembu, Ginásio do Ibirapuera e loja do Santos na Rua Augusta – ficam todos na mesma região da cidade.

Apenas com a melhoria e a agilização de todo o sistema, com pontos de venda nos pontos cardeais da cidade e também no Centro, o número de ingressos vendidos subiria, no mínimo, de 20 a 30%. Se a divulgação das partidas fosse feita com maior antecedência e fossem criadas promoções para o torcedor que vai ao estádio, isso também atrairia um público maior.

Por tudo isso, atingir a média de 22 a 25 mil pagantes a cada partida com o mando do Santos no Pacaembu não é nenhuma utopia. Mas deixo claro que não defendo todos os jogos do Alvinegro Praiano no estádio da Capital.

Creio que um rodízio entre Pacaembu e Vila Belmiro melhorará a média dos dois estádios e dará fôlego para torcedores santistas de ambas as regiões assistirem ao menos a duas partidas do time a cada mês. Essa estratégia foi usada no Paulista de 1978 e no brasileiro de 1983, nas quais o Santos conseguiu suas melhores médias de público nas duas competições.

Deixemos a política de lado e, a exemplo do prefeito João Dória, pensemos como gestores. O mercado do Santos é enorme. Não pode ser diminuído por interesses pessoais.

E você, o que acha disso?

Os livros ainda estão baratos! Não perca!

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direitos aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑