Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Wolfsburg

Se tivesse cortado as despesas, não precisaria vender Gabriel

A administração Odílio Rodrigues está tentando vender Gabriel às pressas para pagar salários. O único Menino da Vila que tem potencial para se tornar um craque e um ídolo precisa render 40 milhões de reais ao clube para que a situação não fique desesperadora até o Natal.

Alguém pode perguntar: mas essa situação crítica não era prevista? Se tivesse reduzido as despesas, cortado metade dos 400 funcionários, e alguns jogadores, o Santos não teria sua situação bem mais equilibrada agora?

Sim, claro que teria. Mas demitir funcionários significaria menos votos para os três candidatos da situação, aqueles que não farão auditoria para esclarecer como o clube chegou a este estado falimentar depois de vender Neymar, Ganso e outros jogadores.

A verdade é que o Santos se tornou um clube perdulário que não consegue ganhar o suficiente para pagar suas despesas. Um acionista da bolsa que compra as ações na alta e vende na baixa. Elano, Ibson, Borges, Montillo e Leandro Damião, entre outros, são exemplos crassos de jogadores comprados por um valor e vendidos por um outro bem menor. Ou seja, cada um deles representa um case de incompetência que numa empresa séria resultaria na demissão do responsável pelo negócio.

No caso de Gabriel, o Santos quer 40 milhões na mão, mas até agora a única proposta foi do Wolfsburg, da Alemanha,que ofereceu 8 milhões de euros, ou 26 milhões de reais, pelo jovem atacante. O Alvinegro Praiano tem 48% dos direitos do jogador e se contenta com 30 milhões de reais, mas talvez nem isso consiga. Nem todo comprador é como o Santos, que oferece 40 milhões de reais por um centroavante em péssima fase e com problema nos quadris.

A esperança é a de que Wagner Ribeiro convença os alemães de que Gabriel é um novo Neymar. Afinal, o garoto só tem 18 anos e tem sido o artilheiro do Santos em 2014. Torçamos para que o bom negociador WR faça a sua parte, pois confiar no poder de negociação dos homens do futebol do Santos é acreditar em Papai Noel. Por falar nisso, ainda bem que o Natal está chegando. O Natal e as eleições para presidente do Santos.

E você, o que acha da venda de Gabriel?


Santos cede Danilo e Possebon e traz de volta Renato e Diego!

A juventude e as boas atuações do polivalente Danilo pela Seleção Sub-20 que foi campeã sul-americana, e a idade “avançada” de Renato, que em 5 de maio completa 32 anos, acabaram contribuindo para que o Sevilha aceitasse a troca pura e simples dos dois jogadores. Outro que está voltando ao Santos é Diego. Pouco valorizado pelo técnico Pierre Littbarski, do Wolfsburg, Diego será trocado por Possebon, além de uma compensação em dinheiro.

“Danilo é um jogador versátil, muito jovem ainda, que tem muito o que evoluir. Foi um dos destaques do Brasil no título sul-americano da categoria e tenho certeza de que será muito útil ao Sevilha”, comentou o técnico do Sevilha, Gregório Manzano na edição de hoje do Diário de Sevilha.

Em entrevista para o jornal El Correo de Andaluzia, Renato admitiu que gostaria muito de continuar em Sevilha, onde ele e sua família se adaptaram muito bem, mas como não está mais nos planos do técnico e sabe que será recebido como um ídolo no Santos, onde jogará ao lado de Neymar, Elano e Diego, está feliz pela volta e confiante de que ainda poderá ser útil ao Alvinegro Praiano:

“Não vou mentir que não gostaria de ficar mais em Sevilha, mas ainda me considero jovem e sei que posso jogar mais alguns anos. E voltar para o Santos é como voltar para casa”, disse.

Litígio de Diego com Littbasrski foi decisivo

Desde que Diego foi suspenso pelo técnico Pierre Littbarski por perder um pênalti, o relacionamento entre os dois ficou ruim. Littbarski gosta de jogadores mais participativos, que não joguem só com a bola no pé e ajudem mais na marcação, mas Diego foge a este estilo.

Por outro lado, Rodrigo Possebon, 22 anos, quatro anos mais jovem e com um porte físico mais imponente do que Diego, ficou com fama de futuro talento na Europa ao ser contratado pelo Manchester United e jogar na Seleção Sub-20 da Itália. Seu golaço contra o Santo André, assistido por Littbarski na concentração do Wolfsburg, convenceu o técnico der que a troca, sugerida pela direção do Santos, era um bom negócio para o clube alemão:

“O Possebon é jovem e tem talento. Seu estilo se encaixará como uma luva no futebol alemão. Mas, pelo prestígio que Diego tem na Alemanha, pedimos que, além do passe de Possebon, que o Santos se comprometeu a liberar junto ao Manchester, o Wolfsburg receba uma compensação financeira de meio milhão de euros. O Santos concordou, então posso anunciar que o negócio está fechado”, disse Littbarski ao diário Wolfsburger Allgemeine.

Próximo negócio é a troca de Edu Dracena por Alex

Diante do sucesso das duas trocas que trarão de volta à Vila Belmiro os campeões brasileiros de 2002 Renato e Diego, a diretoria do Santos tem mantido contatos com o Chelsea para concretizar a troca do zagueiro Alex por Edu Dracena. Os ingleses não estão muito satisfeitos com Alex e preferem um zagueiro mais firme, de personalidade mais forte, um verdadeiro líder, que foi campeão em todos os clubes pelos quais passou, como é o caso de Dracena. Ontem o jornal Sunday Times noticiou em seu caderno de esportes: “Exchange is close. Dracena can come at any moment”.

O que você achou das trocas? Acha que Renato e Diego ainda serão titulares no Santos?


Parece mentira, mas Diego pode vir para compensar a perda de Robinho…

Alguns lances de Diego na Europa. O garoto ainda está jogando muito. Imagine ele ao lado de Ganso e Neymar…

Um sonho da diretoria do Santos é usar o mesmo esquema que possibilitou a vinda de Robinho para repatriar outro ídolo dos Meninos da Vila de 2002: Diego Ribas da Cunha, hoje com 25 anos, na Juventus da Itália.

Depois de uma passagem apagada pelo Porto, Diego reencontrou-se no futebol alemão e se tornou um astro do Werder Bremen, pelo qual marcou 57 gols em 126 jogos.

Comprado pela Juventus por 24,5 milhões de euros, Diego não correspondeu plenamente no clube italiano, que está esperando uma proposta de 18 milhões de euros para vendê-lo. O único interessado que está perto desta oferta é o Wolfsburg, da Alemanha, que oferece 16 milhões.

No caso de Diego, os emissários do Santos podem usar o mesmo argumento que serviu para Robinho: no Brasil, ao lado da nova geração dos Meninos da Vila, Diego poderá voltar a jogar de forma tão brilhante como no início de sua carreira profissional, quando foi essencial para a conquista do título brasileiro de 2002 e um dos destaques da campanha que levou o Santos ao vice-campeonato da Copa Libertadores de 2003.

Diego poderia vir por empréstimo, faria um trio sensacional com Ganso e Neymar e depois, valorizado, voltaria ao clube italiano. Neste período, seu salário seria pago pelo Santos e seus parceiros.

Com apenas 25 anos, Diego ainda pode sonhar com a Copa de 2014, desde que encaixe uma sequência de boas exibições, o que é mais provável no Santos, ao lado de quem pode tabelar com ele e deixá-lo na cara do gol, do que no obscuro Wolfsburg.

Hoje a possibilidade parece remota, mas quando se falou pela primeira vez na volta de Robinho ao Santos a impressão foi a mesma. E agora que a fórmula já se revelou vitoriosa, não é impossível que a Juventus a rejeite.

O único obstáculo é a situação do caixa do clube italiano. Se houver necessidade de dinheiro urgente, então a venda para o Wolfsburg será a alternativa mais viável.

De qualquer forma, Diego é o sonho que viria apagar a tristeza pela perda de Robinho. E se Neymar já abala o coração das menininhas, com ele e Diego juntos, o Santos poderá até não ser campeão brasileiro, mas terá um time imbatível de pop stars.

O que você de uma provável vinda de Diego? Ela poderia compensar a ausência de Robinho?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑